Página 81 de 92 Primeiro ... 317180 81 8291 ... Último
  1. #1201
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.090

    Padrão Rali do México: Armindo Araújo sobe ao 8.º posto

    Armindo Araújo sobe ao 8.º posto




    PILOTO PORTUGUÊS EM BOM PLANO NO 3.º DIA

    O português Armindo Araújo, em Mini, terminou o terceiro dia do Rali do México no 8.º posto, andando sempre em bom plano nas sete especiais realizadas neste sábado.

    O francês Sebastien Loeb, em Citröen, é o líder do rali.

    Além do seu andamento sempre bastante regular, o piloto português beneficiou dos azares alheios para subir algumas posições.

    Os azarados foram Evgeny Novikov e Chris Atkinson, que tiveram problemas na parte final do dia, aproveitando o português para subir duas posições em relação ao dia anterior, terminando a 10.42,1 minutos de Loeb, que detém agora uma vantagem de 36 segundos para o segundo classificado Mikko Hirvonen.

    Com apenas mais três especiais pela frente, Armindo Araújo tem uma desvantagem de 4.41 minutos para Nasser Al-Attyiah, que ocupa o sétimo posto. Em relação ao nono, Armindo tem 1.20,6 de vantagem.

    Nota final para a preocupação do português no decorrer da última especial.

    "É muito perigosa. Há uma pedra de 50 quilos no meio da estrada... mais do que uma! Alguém está a tentar matar-nos, pessoas loucas...", confessou o piloto português.

    Classificação:

    1.º Sebastien Loeb (França/Citroen), 3:32.17,5 horas
    2.º Mikko Hirvonen (Finlândia/Citroen), a 36,2 seg
    3.º Jari-Matti Latvala (Finlândia/Ford), a 1.53,0 min
    4.º Petter Solberg (Finlândia/Ford), a 2.10,9 m
    5.º Mads Ostberg (Noruega/Ford), a 2.44,2 m
    6.º Ott Tannak (Estónia/Ford), a 4.22,1 m
    7.º Nasser Al-Attiyah (Qatar/Citroen), a 6.00,8 m
    8.º Armindo Araújo (PORTUGAL/Mini), a 10.42,1 m


    Record

  2. #1202
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.090

    Padrão Ricardo Moura abandona Rali das Canárias



    ´Ricardo Moura abandona Rali das Canárias


    O português Ricardo Moura, atual campeão nacional, foi forçado a abandonar esta sexta-feira o Rali das Canárias, segunda prova do Intercontinental Rally Challenge (IRC).

    Avaria no turbo do Mitsubishi Lancer Evo IX, logo no decorrer da segunda especial, explicam o abandono do piloto açoriano, que na altura ocupava o nono lugar na classificação geral e primeiro do agrupamento de produção.


    A Bola

  3. #1203

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493
    Rómulo Branco aposta no Mundial de TT
    Depois de participar na Baja Itália, Rómulo Branco vai defender as cores de Portugal e Angola na Taça do Mundo de TT, onde vai tentar ser campeão da categoria T2.


    O piloto luso-angolano começou a correr no Campeonato Nacional de Ralicross antes de passar para o CPTT. Esta é a sua primeira época internacional, que começou a semana passada na Baja Itália.

    Branco espera ajudar a divulgar a modalidade de todo-o-terreno em Angola, avançando que "para já as provas são feitas por um grupo de amigos. Está-se a tentar organizar um campeonato, mas vai ser complicado porque ainda não foi criada uma federação. Por enquanto, as provas de velocidade são as que atraem mais pilotos".

    O projeto para participar na Taça do Mundo foi criado de raiz, mas Branco tem objetivos ambiciosos. Mesmo com o abandono na Baja Itália, o piloto luso-angolano ainda quer "ser campeão da categoria T2, ou pelo menos tentar ir o mais longe possível. O brasileiro Reinaldo Varela vai ser um dos nossos principais adversários, mas nas próximas provas vamos poder ganhar vantagem a alguns italianos que não vão estar presentes".

    Nesta sua nova aventura, Rómulo Branco já encontrou algumas adversidades, como "o terreno da prova italiana, que foi disputado no leitor de um rio seco, algo a que não estava habituado. Só conheço bem as provas de Portugal e Espanha. Em Abu Dhabi também vai ser tudo novo, pois não conheço o deserto nem tenho experiência com este tipo de navegação. Sei que vou ter que aprender algumas técnicas para andar bem na areia, mas vai ser uma prova de oito dias e até lá vou tentar melhorar o meu tipo de condução".

  4. #1204
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.090

    Padrão Dakar-2013 do Peru ao Chile



    Dakar-2013 do Peru ao Chile


    A 35.ª edição do Rali Dakar, pelo quinto ano consecutivo disputada em território sul-americano, vai ligar Lima (Peru) a Santiago (Chile), entre 5 e 20 de janeiro, foi anunciado esta quarta-feira pela organização.

    A prova passará ainda pela Argentina, para onde está previsto um dia de descanso, em Tucumán, completando-se até final mais de 8.000 quilómetros de ligação.

    A grande novidade prende-se com o facto de logo nos primeiros dias os concorrentes enfrentarem troços no deserto.

    A Bola

  5. #1205
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.090

    Padrão WRC: Solberg vence prova de exibição em Fafe/Lameirinha



    Solberg vence prova de exibição em Fafe/Lameirinha


    Apesar do Rali de Portugal só começar a 29 de março, os bólides do WRC já aceleram em Portugal.

    Este sábado realizou-se uma prova de exibição na histórica classificativa Fafe/Lameirinha, ganha por Petter Solberg (Ford).

    O norueguês fez o tempo de 03.43,144 minutos nos 6,34 quilómetros do percurso, batendo Sebastien Loeb (Citroen) por apenas 20 centésimos.

    Em terceiro lugar ficou o espanhol Dani Sordo (Mini) a 2, 37 segundos enquanto Armindo Araújo (também em Mini) foi sexto a quase oito segundos.

    Segundo a GNR, cerca de 70 mil pessoas terão acompanhado ao vivo esta prova de exibição, o que deixa muitas expectativas para o Rali de Portugal, que começa em Lisboa e passa por Baixo Alentejo e Algarve.

    A Bola

  6. #1206

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493
    Latvala impõe-se no “Qualifying”
    A “qualifying stage”, da edição 2012 do Vodafone Rally de Portugal viu os dois pilotos da equipa oficial de Ford serem os mais rápidos, à frente dos dois Citroen oficiais, que ficaram nas posições imediatas.

    Houve, então, que escolher a ordem de partida para a primeira etapa, com os pilotos a fazerem a definirem a sua opção, pela ordem de classificação e ficou patente as estratégias opostas entre as duas equipas.

    Foi o finlandês Jari-Matti Latvala (Ford), quinto a entrar em acção, a registar o melhor tempo, com 3.01,8m, com o norueguês Petter Solberg (Ford) a registar a segunda marca, após os 4,96 km da especial, com o norueguês a admitir que podia ter sido mais rápido, caso não tivesse hesitado num cruzamento.

    O francês Sebastien Loeb gastou 3.04,2, foi quarto da geral, e ficou satisfeito com o resultado, tanto mais que optou por não correr riscos numa especial que estava muito escorregadia.

    O seu colega de equipa, o finlandês Mikko Hirvonen, foi 0,017 s. mais rápido do que o campeão do Mundo e assegurou o terceiro lugar, com o piloto a admitir ter cometido pequenos erros, mas a mostrar-se satisfeito com o resultado.

    Com a classificação da “qualificação” definida, os pilotos escolheram, numa cerimónia pública, no Parque de Assistência, a posição em que queriam sair para a estrada na primeira etapa.

    E houve muita dúvida quanto aquela que seria a posição ideal de sair para a estrada, face às condições atmosféricas previsíveis: se chover, partir na frente pode ser uma vantagem, mas se isso não acontecer, partir mais atrás pode ser melhor, apesar de ter de se enfrentar o pó levantado pelos carros anteriores, mas tendo a vantagem de encontrar a pista mais limpa.

    No entanto, o pó pode ser um problema acrescido, tanto mais que as três primeiras especiais são corridas de noite, o que, por si só, dificulta a visibilidade, com o pó que fica no ar a torná-la ainda menor.

    Para tentar diminuir a quantidade de pó, levantada pelos carros, que passam a organização vai regar a estrada, mas os pilotos não têm a certeza que isso possa diminui-lo.

    Primeiro a escolher a sua posição, Jari-Matti Latvala optou por uma estratégia de risco ao decidir largar de 17.º, com a convição de que não vai chover e encontrará a estrada mais limpa, o que lhe permitirá ter melhor aderência. O seu companheiro de equipa, Petter Solberg, segundo no “qualifying”, fez uma opção semelhante e decidiu ser 16.º, à frente do seu colega de equipa.

    Latvala explicou, assim, a sua opção: «Temos a convicção de que é melhor ter a estrada limpa e enfrentar os eventuais problemas do pó. Podemos ter problemas com as pedras, mas esses serão para todos, Sei que se estiver pó, então será um problemas, mas como os organizadores disseram que iam regar a estrada, espero que isso ajude. Discutimos muito tempo, entre nós, e trabalhámos muito para fazermos o melhor rali. Estou surpreendido com as escolhas da Citroen. Admitia que um carro fosse na frente, mas não esperava que fossem os dois a fazê-lo. Vai ser excitante, porque fizemos escolhas completamente diferentes na abordagem ao rali. Penso que a nossa estratégia é arriscada, mas se formos pelo seguro, pode ser difícil apanhar os nossos adversários»

    A Citroen foi pelo caminho oposto, com os seus dois pilotos a abrirem a estrada, depois de serem o terceiro e o quarto a escolherem, em consequência da posição no “qualifying”.

    E foi Mikko Hirvonen que explicou a razão da opção: «Não assumimos que vá estar seco e se a chuva aparecer prefiro ser o primeiro na estrada. Para mim é uma escolha segura. Se estiver seco e houver vento, talvez a posição do Jari seja melhor, mas é uma jogada arriscada. Posso perder 20 segundos nas três especiais, mas se estiver pó ele perde, no mínimo, meio minuto. Decidimos qual era a nossa posição ideal, depois da Ford ter feito a sua escolha».

    A ordem de partida para o primeiro dia é a seguinte:

    1.º Hirvonen
    2.º Loeb
    3.º Tanak
    4.º Sordo
    5.º Ketomaa
    6.º Neuville
    7.º Araujo
    8.º Prokop
    9.º Al Attiyah
    10.º Oliveira
    11.º Van Merksteijn
    12.º Kuipers
    13.º Sandell
    14.º Ostberg
    15.º Novikov
    16.º Solberg
    17.º Latvala

  7. #1207

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493
    Paulo Nobre fora de prova

    Fruto do seu despiste no troço de qualificação para o Rali de Portugal, Paulo Nobre não vai poder participar no resto da prova, em virtude dos danos causados ao seu MINI Countryman JCW. Na página de adeptos do piloto brasileiro aparece uma fotografia do carro acidentado. Mais um azar para Paulo Nobre numa época que não tem sido fácil, ainda que seja um dos pilotos mais divertidos do Mundial

    autosport.pt
    Última edição por barril; 28-03-2012 às 18:40.

  8. #1208
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.090

    Padrão Rali de Portugal: Hirvonen gere liderança



    Hirvonen gere liderança


    Mikko Hirvonen (Citroen) mantém-se na liderança do Rali de Portugal, cumpridas as três primeiras especiais da segunda etapa realizadas em Almodôvar, Vascão e Loulé, no Algarve.

    O finlandês, que ontem beneficiou dos despistes da Ford para se colocar na condição de líder, com vantagem relativamente confortável sobre o norueguês Mads Ostberg e o russo Evgeny Novikov, segundo e terceiro classificados, respetivamente.

    Armindo Araújo continua a ser o melhor português no 12.º posto, no entanto, voltou a perder tempo em relação aos concorrentes diretos na luta por um lugar entre os dez primeiros.

    Classificação após a 13.ª especial:

    1. Mikko Hirvonen/Jarmo Lehtinen, Fin (Citroen DS 3), 2:10.38,6 horas
    2. Mads Ostberg/Jonas Andersson, Nor/Sue (Ford Fiesta RS), a 47,3 segundos
    3. Evgeny Novikov/Denis Giraudet, Rus/Fra (Ford Fiesta RS), a 1.09,5 minutos
    4. Patrik Sandell/Maria Andersson, Sue (Mini John Cooper Works), a 4.08,8
    5. Martin Prokop/Zdenek Hruza, Che (Ford Fiesta RS), a 5.02,3
    6. Nasser Al-Attiyah/Giovanni Bernaccini, Qat/Ita (Citroen DS 3), a 5.02,5
    7. Dennis Kuipers/Robin Buysmans, Hol/Bel (Citroen DS 3), a 6.11,5
    8. Peter Van Merkstejn/Eddy Chevallier, Hol/Bel (Citroen DS 3), a 6.21,3
    9. Petter Solberg/Chris Patterson, Nor/GB (Ford Fiesta RS 3), a 6.31,5
    10. Jari Ketomaa/Mika Stenberg, Fin (Ford Fiesta RS), a 7.09,4
    ...
    12. Armindo Araújo/Miguel Ramalho, Por (Mini John Cooper Works), a 7.44,8

    A Bola

  9. #1209
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.090

    Padrão Rali de Portugal: Solberg em recuperação, Armindo Araújo abandona



    Solberg em recuperação, Armindo Araújo abandona


    Armindo Araújo mostrava-se resignado depois de ter sido forçado a abandonar o Rali de Portugal com um braço da suspensão partido no seu Mini Cooper, numa altura em que tinha boas possibilidades de ascender ao ambicionado 10.º lugar.

    O português ocupava o 11.º lugar e esperava aproveitar os problemas do finlandês Jari Ketomaa (Ford) para entrar no ‘top-10’, mas a suspensão acabou por trair e deitar por terra as aspirações piloto de Santo Tirso.

    «É preciso paciência, acontece. Fomos obrigados a desistir com um problema mecânico, partiu-se o braço da suspensão.

    Agora resta-nos continuar em super rali e tentar ser o melhor português. Não era o objetivo com que parti, mas é o que resta», disse Armindo Araújo, vincando que o Rali de Portugal «foi mais difícil que esperava».

    O norueguês Petter Solberg (Ford) foi o grande destaque do dia, vencendo seis das oito especiais do dia, tentando recuperar tempo para ‘roubar’ o quarto lugar ao catari Nasser Al-Attiyah (Citroen).

    O finlandês Mikko Hirvonen (Citroen) foi gerindo a liderança e está a uma etapa de conquistar a sua primeira vitória no Rali de Portugal, que amanha, domingo, cumpre a quarta e última etapa, dividida em seis especiais com um total de 115,08 quilómetros cronometrados.

    Classificação após a terceira etapa:

    1. Mikko Hirvonen/Jarmo Lehtinen, Fin (Citroen DS 3), 2:59.33,6 horas
    2. Mads Ostberg/Jonas Andersson, Nor/Sue (Ford Fiesta RS), a 1.11,9 minutos
    3. Evgeny Novikov/Denis Giraudet, Rus/Fra (Ford Fiesta RS), a 1.41,2
    4. Nasser Al-Attiyah/Giovanni Bernaccini, Qat/Ita (Citroen DS 3), a 6.10,1
    5. Petter Solberg/Chris Patterson, Nor/GB (Ford Fiesta RS 3), a 6.26,5
    6. Martin Prokop/Zdenek Hruza, Che (Ford Fiesta RS), a 6.47,5
    7. Dennis Kuipers/Robin Buysmans, Hol/Bel (Citroen DS 3), a 7.29,8
    8. Sebastien Ogier/Julien Ingrassia, Fra (Skoda Fabia), a 8.00,2
    9. Peter Van Merkstejn/Eddy Chevallier, Hol/Bel (Citroen DS 3), a 8.38,7
    10. Jari Ketomaa/Mika Stenberg, Fin (Ford Fiesta RS), a 11.36,7
    ...
    16. Armindo Araújo/Miguel Ramalho, Por (Mini John Cooper Works), a 17.24,2

    A Bola

  10. #1210
    Avatar de mirror
    Registo
    Mar 2007
    Idade
    58
    Posts
    23.549

    Padrão Mikko Hirvonen vence Rali de Portugal

    Mikko Hirvonen venceu o Rali de Portugal, uma prova em que a chuva e os acidentes baralharam por completo a ‘normal’ ordem do WRC. Com Sébastien Loeb a desistir logo no primeiro troço após a super especial de Lisboa e os dois Ford oficiais a não conseguirem manter-se na estrada no dia seguinte, o finlandês da Citroen cumpriu a sua obrigação, levando o seu DS3 WRC até ao fim, não permitindo veleidades aos privados. Problemas à parte, grande rali de Dani Sordo e no polo oposto, Armindo Araújo, com um rali para esquecer.



    Depois do abandono de Sébastien Loeb no primeiro dia de prova, e da auto exclusão da luta pela vitória dos dois homens da equipa oficial da Ford, não seria muito complicado prever que o vencedor do Rali de Portugal seria Mikko Hirvonen. Quando se viu, no final do segundo dia com uma boa vantagem sobre o resto do pelotão, o piloto finlandês mais não fez do que levar incólume até ao final da prova o Citroen DS3 WRC, sendo muito poucas vezes visto entre os melhores de cada especial.

    Apesar de alguns problemas no Fiesta WRC no último dia de prova, Mads Ostberg foi segundo classificado, posição a que chegou no segundo dia, batendo claramente Evgeny Novikov, que tudo fez para assegurar um lugar no pódio. A posição do russo, quando ainda era quarto, chegou a estar em risco no segundo dia de rali, já que Petter Solberg se aproximava a passos largos. Só que o norueguês teve problemas com a direção assistida do seu Fiesta WRC em Almodôvar e Loulé, deixando o russo bem mais descansado.

    Na luta pela quinta posição, Martin Prokop ainda foi a tempo de suplantar Nasser al-Attiyah, numa prova que foi um autêntico bodo aos pobres, depois de perder ou ver atrasar, três dos grandes candidatos à vitória. Com tantos abandonos e problemas, Dennis Kuipers foi sétimo, na frente de Sébastien Ogier. Apesar de todos os problemas que teve, Thierry Neuville ainda conseguiu chegar ao nono posto, na frente de Jari Ketomaa.

    Sordo vence Powerstage

    Dani Sordo teve muitos altos e baixos no Rali de Portugal, já que desistiu logo no primeiro dia, mas depois disso, ao regressar em Rally 2, andou muito bem, recuperando diversas posições, mostrando que o MINI ‘anda’. Ontem, voltou a ter um problema mecânico, em Almodôvar, caindo novamente três posições, terminando a prova com uma vitória na Power Stage, beneficiando um pouco do facto de Petter Solberg disputar o troço já à chuva.

    Mau rali para Armindo Araújo

    Armindo Araújo teve um mau Rali de Portugal, e só no segundo dia de prova, antes da anulação da segunda secção deu um ar da sua graça. De resto, depois do despiste logo no primeiro, revelou que iria andar no máximo que pudesse, mas isso poucas vezes aconteceu, especialmente nos troços mais longos. No segundo dia, nas primeira passagem por Almodôvar, Vascão e Loulé não foi além do top 14. Andou bem na segunda passagem por Almodovar, onde ofi oitavo, mas depois veio o toque no Vascão, onde danificou a suspensão. Hoje, último dia de rali, só entrou no top 10 nas duas especiais de Sambro, as mais curtas. Tanto em Silves como Santa da Serra esteve muito apagado, inclusivamente com piões pelo meio.

    A organização teve uma atuação irrepreensível, e nem mesmo a decisão de anular uma secção inteira mancha o seu trabalho, já que foi claramente a decisão mais correta, pois os riscos de voltar a fazer passar a caravana em locais muito fustigados pela chuva incessante de sexta-feira, iria colocar demasiados problemas. Armindo Araújo revelou-nos que o seu MINI passou na ribeira que criou os problemas, mas já nessa altura com algumas dificuldades. Imagine-se os pequenos Fiesta R2. O público marcou presença em menor número que nas últimas edições, o que é compreensível, já que à crise se juntou a chuva. Do campeonato de Portugal de Ralis falaremos à parte.

    Autosport

  11. #1211
    Avatar de mirror
    Registo
    Mar 2007
    Idade
    58
    Posts
    23.549

    Padrão Michele Mouton: “Os portugueses têm pura paixão pelos ralis”

    Trinta anos depois, recordámos com Michele Mouton os belos tempos do Rali de Portugal, com a atual manager do WRC a falar do passado, do presente e do trabalho que está a fazer tendo em vista o futuro. Michele Mouton surpreendeu os finlandeses voadores com as suas vitórias Completam-se este ano três décadas desde a histórica vitória de Michele Mouton e Fabrizia Pons no Rali de Portugal de 1982, naquela que foi a sua segunda vitória mundialista. Se o seu sucesso de 1981 em Sanremo deixou desconfiados os adversários, meses depois, em Portugal, ficava a certeza de estarmos na presença duma piloto de eleição...



    Autosport

  12. #1212
    Avatar de mirror
    Registo
    Mar 2007
    Idade
    58
    Posts
    23.549

    Padrão Armindo Araújo: “Os ralis são assim e temos que estar preparados para tudo, lutar

    Armindo Araújo: “Os ralis são assim e temos que estar preparados para tudo, lutar até ao fim e nunca desistir”

    Muito longe dos objetivos e ainda mais das expectativas dos adeptos portugueses, que depois do que viram nesta mesma prova o ano passado, na estreia do MINI, tinham esperança que a motivação adicional de correr em casa, aliado ao melhor conhecimento da prova relativamente a outros ralis do mundial, pudesse permitir a Armindo Araújo um resultado melhor, quiçá um que suplantasse o obtido no México.



    Mas a verdade é que quase tudo saiu errado, começando logo por um despiste na fase noturna da prova, facto que estragou desde logo quase todas as hipóteses duma boa classificação. Aí, ciente que só algo de muito anormal lhe permitiria subir lugares na classificação, eis que na sexta-feira, um enorme intempérie assolou o Algarve, com os troços a ficarem de tal modo complicados que a organização se viu na obrigação de anular uma secção inteira. Antes disso, o piloto português conseguiu bons cronos, ao fim ao cabo os que precisava... durante o rali todo, para alcançar uma posição bem dentro do top 10. Mas não foi nada disso que aconteceu, pois no sábado, com os pisos mais fáceis, as diferenças entre os WRC esbateram-se, o piloto luso voltou a cair para lá do top 10 entre os melhores tempos nas especiais. Escolhas de pneus erradas, e sem confiança, aumentaram as diferenças para os mais rápidos.

    À tarde, as coisas correram bem em Almodôvar, mas no Vascão, tudo se precipitou com o toque numa pedra, que teve como consequência danos na direção e a perda duma roda. Hoje, as coisas não melhoraram, e após quatro dias de prova, o piloto de Santo Tirso estava conformado com o resultado alcançado, na chegada ao pódio instalado no Estádio o Algarve. “Estamos satisfeitos por termos conseguido terminar o rali. Iniciamos a prova com um objetivo bem definido mas acabamos por não o conseguir alcançar. Fomos a melhor dupla portuguesa e isso é sempre um motivo de satisfação e dados os problemas que tivemos durante a prova este foi o resultado possível. Os ralis são assim e temos que estar preparados para tudo, lutar até ao fim e nunca desistir”, começou por dizer o piloto da equipa WRC Team MINI Portugal.

    Se nos três anteriores dias do Rali de Portugal, a dupla portuguesa não foi bafejada pela sorte, hoje voltou a não ser muito feliz nas derradeiras especiais algarvias. “Depois do problema de ontem tivemos de usar umas suspensões diferentes e o carro ficou com menos tração. Realisticamente tínhamos a noção que não conseguiríamos subir lugares na geral e não fazia sentido arriscar. Mesmo assim ainda furamos na penúltima classificativa. Foi um rali difícil e incaracterístico mas temos ainda muitas provas pela frente e vamos lutar por regressar aos bons resultados”, afirmou o piloto. A próxima prova de Armindo Araújo e Miguel Ramalho é o Rali da Argentina, na estrada entre os próximos dias 26 e 29 de Abril.

    Autosport

  13. #1213
    Avatar de Fonsec@
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    52
    Posts
    29.324

    Padrão Hirvonen desclassificado, Ostberg vencedor



    O finlandês Mikko Hirvonen (Citroen DS3), que se sagrou este domingo vencedor do Rali de Portugal, foi excluído da classificação devido a uma inconformidade na embraiagem, informou a organização.

    De acordo com um comunicado publicado no sítio oficial da prova, o colégio de comissários desportivos decidiu desclassificar Mikko Hirvonen depois de serem detetadas “situações não conformes com a ficha de homologação” do Citroen DS3.

    Além da irregularidade detetada na embraiagem, o comunicado especifica também que o turbo (turbina) montado no carro “parece não estar em conformidade”, mas remete a decisão nesta matéria para o Delegado Técnico da FIA, que deverá proceder “a um exame mais detalhado”.

    Com base nesta decisão foi publicada uma nova classificação, na qual Mads Ostberg (Ford Fiesta) foi declarado vencedor.

    A decisão tomada pelo colégio de comissários desportivos, que esteve reunido durante cerca de uma hora e meia com os responsáveis técnicos do construtor francês, pode ser alvo de um recurso, na hora seguinte ao anúncio da decisão.

    «Os comissários após a sua reunião decidiram:

    1. Que a embraiagem montada no carro nº 2 não está em conformidade com a Ficha de Homologação A5733 e por isso excluem o carro nº 2 da classificação do evento.

    2. Que o turbo (turbina) montado no carro nº 2 parece não estar em conformidade. No entanto, os Comissários suspendem a decisão nesta matéria e pedem ao Delegado Técnico da FIA para proceder a um exame mais detalhado, ficando a aguardar esse relatório para uma futura decisão.

    Recorda-se que o concorrente tem direito a apelo.»

    Classificação final do Rali de Portugal:

    1. Mads Ostberg (NOR/Ford Fiesta) 04h21m16,1s
    2. Evgeny Novikov (RUS/Ford Fiesta) +01m33,2s
    3. Petter Solberg (NOR /Ford Fiesta), +01m55,5s
    4. Nasser All Attiyah (QAT /Citroen DS3) +06m05,8s
    5. Martin Prokop (CZE/Ford Fiesta) +06m09,2s
    6. Dennis Kuipers (NLD/Ford Fiesta) +06m47,3s
    7. Sébastien Ogier (FRA /Skoda Fabia S2000) +07m09,0s
    8. Thierry Neuville (BEL/Citroen DS3), +08m37,9s
    9. Jari Ketomaa (FIN/Ford Fiesta RS), +09m52,8s
    10. Peter Van Merksteijn (NLD/Citroën DS3) +10m11,0s
    11. Dani Sordo (ESP/Mini WRC) +12m23,7s
    ...
    15. Armindo Araújo (POR/Mini WRC) +21m03,9s

    autoportal
    [CENTER][URL=http://img.gforum.tv/ver.php?i=3752ec82609f89ed15f0c374612efe0eee54b706.png][IMG]http://img.gforum.tv/img/3752ec82609f89ed15f0c374612efe0eee54b706.png[/IMG][/URL][/CENTER]

  14. #1214
    Avatar de mirror
    Registo
    Mar 2007
    Idade
    58
    Posts
    23.549

    Padrão Mikko Hirvonen desclassificado, Mads Ostberg vence Rali de Portugal

    Reset! Baralhar e dar de novo. Notícias oriundas do Estádio do Algarve confirmam que Mikko Hirvonen foi desclassificado, pelo que Mads Ostberg foi confirmado como vencedor do Vodafone Rali de Portugal.



    A história resume-se em cinco linhas. O Citroen DS3 WRC de Mikko Hirvonen foi verificado já depois da conferência de imprensa após a prova, mas às 20h30 teve início uma reunião dos Comissários Técnicos com os responsáveis da Citroen. Às 21h45 a Delegada de Imprensa da FIA comunicou a exclusão da prova do piloto finlandês devido a alegadas irregularidades detetadas na embraiagem do seu carro. A Citroen poderá apelar desta decisão.

    Autosport

  15. #1215
    Avatar de mirror
    Registo
    Mar 2007
    Idade
    58
    Posts
    23.549

    Padrão Citroen não deverá apelar da decisão

    É oficial, Mikko Hirvonen e Jarmo Lehtinen foram desclassificados do Vodafone Rally de Portugal. A decisão dos Comissários Desportivos surgiu na sequência do relatório apresentado pelos Comissários Técnicos que detetaram situações não conformes com a ficha de homologação do Citroen DS 3 WRC.



    O Autosport sabe que a Citroen admitiu um erro na ficha de homologação entregue, já que a embraiagem utilizada faz parte duma nova evolução (joker), mas os homens da Citroen enganaram-se ao entregar documentação da embraiagem anterior, pelo que os Comissários detetaram o erro e excluíram o DS3 WRC. Paralelamente há ainda uma questão com o turbo, mas nesta caso serão realizados exames mais detalhados pelo Delegado Técnico da FIA.

    O responsável Técnico da Citroen Racing, Xavier Mestelon Pinon admitiu o erro, pelo que a equipa francesa não deverá apelar da decisão. Assim sendo, já foi publicada uma nova classificação, na qual Mads Ostberg e Jonas Andersson (Ford Fiesta WRC) foram declarados vencedores.

    O teor do comunicado dos Comissários Desportivos é o seguinte:

    “Os comissários após a sua reunião decidiram:
    1. Que a embraiagem montada no carro nº 2 não está em conformidade com a Ficha de Homologação A5733 e por isso excluem o carro nº 2 da classificação do evento.

    2. Que o turbo (turbina) montado no carro nº 2 parece não estar em conformidade. No entanto, os Comissários suspendem a decisão nesta matéria e pedem ao Delegado Técnico da FIA para proceder a um exame mais detalhado, ficando a aguardar esse relatório para uma futura decisão.

    Recorda-se que o concorrente tem direito a apelo”

    Autosport

Página 81 de 92 Primeiro ... 317180 81 8291 ... Último

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar