Página 2 de 92 Primeiro 1 2 31252 ... Último
  1. #16
    Avatar de Lavalar
    Registo
    Oct 2006
    Idade
    54
    Posts
    887
    Informações destas nem haviam de existir,infelizmente este mundo esta cada vez de mal a pior.
    Lamentavel.
    Viver um dia de cada vez.

  2. #17

    Registo
    May 2007
    Posts
    5.698

    Padrão Campanhas de Hillary e Obama tentam conquistar 'terreno rival'

    Na reta final rumo à ''super terça-feira'', na Califórnia, as campanhas dos pré-candidatos democratas à presidência dos Estados Unidos estão centrando esforços em arrancar votos de potenciais eleitores do campo rival.

    A campanha da senadora Hillary Clinton investiu em eleitores negros, que têm votado em peso no senador Barack Obama. Ao passo que a campanha de Obama procurou atrair o voto de mulheres e latinos, que tradicionalmente têm privilegiado a senadora.

    No domingo, o ex-presidente Bill Clinton participou de uma série de eventos realizadas em igrejas freqüentadas predominantemente por afro-americanos, em Los Angeles.

    Ao mesmo tempo, sua mulher fazia campanha nos Estados de Minnesota e Missouri.

    Recentemente, Bill Clinton sofreu pesadas críticas quando minimizou a vitória de Obama na primária do Estado da Carolina do Sul.

    Em uma tentativa de enfatizar o peso do voto afro-americano na vitória do senador, Clinton comparou a conquista de Obama à do reverendo Jesse Jackson, que venceu no Estado, mas que não obteve a indicação democrata à presidência americana.

    Bill Clinton não fez quaisquer menções a Obama durante os eventos realizados no domingo.

    "Brilhante"

    Durante a tarde, a campanha de Barack Obama promoveu um comício na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), que contou com a presença da célebre apresentadora de TV Oprah Winfrey, que há alguns meses anunciou seu apoio a Obama.

    Apesar de contar com a presença de um astro como o cantor Stevie Wonder, o evento foi protagonizado por mulheres. As pesquisas indicam que Hillary Clinton conta com um forte apoio no eleitorado feminino.

    Oprah subiu ao palco da UCLA, juntamente com a mulher do senador, Michelle Obama, que anunciou ainda a presença da primeira-dama do Estado da Califórnia, Maria Shriver, mulher do governador republicano Arnold Schwarzenegger, e de Caroline Kennedy, filha do presidente John Kennedy, que recentemente anunciou seu apoio a Obama.

    Procurando destacar o apelo multiétnico da campanha de Obama, a afro-americana Oprah afirmou que não irá votar no senador porque ele é negro, ''mas sim porque ele é brilhante''.

    A campanha de Obama também tem veiculado uma série de anúncios televisivos em espanhol voltados para os eleitores hispânicos de Estados com forte presença latina, como a Califórnia.

    Hillary conta com o apoio de destacados líderes latinos, entre eles o prefeito de Los Angles, Antonio Villaraigosa.

    No domingo, Bill Clinton assistiu ao Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano, ao lado de Bill Richardson, o governador do Estado do Novo México, que recentemente abandonou a disputa presidencial americana e é de origem hispânica.

    Richardson ainda não disse se irá apoiar algum dos candidatos na disputa presidencial. O governador foi embaixador dos Estados Unidos na ONU e secretário de Energia durante a gestão de Clinton.

    BBC

  3. #18

    Registo
    May 2007
    Posts
    5.698

    Padrão Farc anunciam libertação de 3 reféns

    Guerrilha quer entregar ex-congressistas colombianos a Hugo Chávez ou a alguém indicado pelo líder venezuelano

    Ap, Reuters e Afp

    As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram que vão libertar três políticos que estão doentes como um gesto unilateral de reconhecimento aos esforços do presidente venezuelano, Hugo Chávez, e de “outros governos amigos” para buscar uma solução para o conflito no país.

    Em um e-mail enviado no sábado à noite à Rádio Caracol e à agência de notícias esquerdista ANNCOL, as Farc prometeram libertar os colombianos Gloria Polanco, Luis Eládio Pérez e Orlando Beltrán, seqüestrados em 2001. O grupo esquerdista não fixou uma data para a libertação, mas disse que quer entregar os reféns no território colombiano a Chávez ou a alguém indicado por ele. No e-mail, o grupo disse que estava libertando os três “por causa de seu estado de saúde”, mas não deu mais detalhes.

    O governo da Venezuela já anunciou, no entanto, o início imediato de 'contatos e ações' para recuperar de 'forma segura' os três reféns. 'É uma nova vitória da liberdade e uma esperança de paz', afirmou ontem o porta-voz da presidência venezuelana, Jesse Chacón.

    O anúncio de novas libertações ocorre em meio ao aumento de pressão contra o grupo guerrilheiro. Centenas de pessoas manifestaram-se hoje (ontem no Brasil) em Sydney, na Austrália, e dezenas em Tóquio, Japão, como parte de um protesto mundial contra as Farc. EUA, Espanha, França, Equador e Itália e o Vaticano se unirão ao protesto convocado para hoje e organizado através da internet por um grupo de jovens colombianos.

    O ministro do Interior e de Justiça da Colômbia, Carlos Holguín, disse que o governo saudou o gesto unilateral das Farc e facilitará as condições para a libertação dos três congressistas. “Estamos dispostos a fazer o que for necessário”, disse Holguín. Com relação à exigência de que os reféns sejam entregues a Chávez, o ministro disse que a operação humanitária “está acima” das relações entre os dois países. Ele disse que o governo colombiano ainda não havia entrado em contato com Caracas para falar sobre as circunstâncias da libertação.

    As Farc querem a troca de mais de 40 reféns políticos por centenas de guerrilheiros presos. Mas o presidente colombiano, Álvaro Uribe, rejeita a exigência de que seja criada uma zona desmilitarizada para as conversações sobre os reféns.

    Em agosto, o governo colombiano pediu a Chávez que mediasse uma troca humanitária, mas cancelou seu papel em novembro, acusando-o de ingerência em assuntos internos.

    Se os ex-congressistas forem soltos, será o segundo gesto unilateral das Farc, que no dia 10 libertaram a ex-candidata à vice-presidência Clara Rojas e a ex-deputada Consuelo González. As ex-reféns disseram que vários dos seqüestrados estão doentes, com malária, diarréia crônica ou diabete.

    Jaime Lozada, filho de Gloria Polanco, seqüestrada em agosto de 2001, assegurou que “sempre confiou” nas negociações de Chávez e da deputada colombiana Piedad Córdoba.

    “Após seis anos e oito meses sonhando com a liberdade de meu marido, o sonho começa a realizar-se”, disse Angela de Pérez, mulher do ex-senador Luis Eládio Pérez, que tem diabete e hipertensão.

  4. #19
    Avatar de migel
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    59
    Posts
    15.631

    Padrão Tudo sobre a crise em "Timor Leste"

    Timor-Leste: Xanana Gusmão pensa que a crise é passageira - Jorge Sampaio

    15 de Fevereiro de 2008, 01:10


    Porto, 14 Fev (Lusa) - O primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, acredita que a crise em Timor-Leste "é passageira", disse hoje à agência Lusa, Jorge Sampaio que tem falado "ao telefone" com o chefe do governo timorense.
    "Estou muito triste com o que se passa em Timor mas mantenho a esperança de que, com a ajuda internacional que tem, ainda vai ser um grande país", referiu o antigo Presidente da República, depois de participar na Fundação de Serralves no colóquio "Portugal: Sim ou Não?".
    "É cada vez mais consensual que as Nações Unidas saíram demasiado cedo de Timor", acrescentou o ex-Presidente da República.
    Através dos telefonemas que faz para Xanana Gusmão, a par com o que lê nos jornais, Jorge Sampaio tem notícias da agitação timorense.
    "Xanana é um homem confiante", finalizou Sampaio.
    EYM.
    Lusa/Fim
    Cump
    Migel

  5. #20
    Avatar de migel
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    59
    Posts
    15.631

    Padrão Timor-Leste: Cinco mandados de captura novos, nenhum suspeito civil

    Timor-Leste: Cinco mandados de captura novos, nenhum suspeito civil

    15 de Fevereiro de 2008, 07:14


    Díli, 16 Fev (Lusa) - Não há nenhum civil entre os cinco suspeitos com mandados de captura emitidos na sequência dos ataques ao Presidente da República e do primeiro-ministro de Timor-Leste, na segunda-feira, afirmou fonte judicial à Agência Lusa.
    Cinco novos mandados de captura relacionados com o duplo ataque foram emitidos na noite de quinta-feira pelo juiz do processo, no seguimento de um pedido do Ministério Público.
    Três dos mandados de captura estão relacionados com o ataque à residência do Presidente José Ramos-Horta e os outros dois são para suspeitos de envolvimento no ataque à caravana de Xanana Gusmão, na estrada entre Balíbar e Díli, adiantou a mesma fonte judicial.
    Continuam válidos, ainda segundo a mesma fonte, os mandados de captura dos co-arguidos no processo em que o major Alfredo Reinado era acusado de homicídio, rebelião contra o Estado e posse ilegal de material de guerra.
    Trata-se de 13 mandados de captura emitidos em 2007, de um conjunto de 17 suspeitos iniciais, entre os quais o próprio Alfredo Reinado.
    Desses 17, dois suspeitos estão em prisão preventiva e começaram a ser julgados em Dezembro de 2007 com Alfredo Reinado e dois, o ex-comandante da Polícia Militar e um elemento do seu grupo chamado Leopoldino Mendonça Exposto, foram mortos durante o ataque à residência do Presidente da República.
    Alfredo Reinado e Leopoldino Mendonça Exposto foram enterrados quinta-feira no quintal da casa do major fugitivo, no Bairro Marconi, em Díli.
    PRM/JCS.
    Lusa/fim.
    Cump
    Migel

  6. #21
    Avatar de migel
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    59
    Posts
    15.631

    Padrão Timor-Leste: Luís Amado descarta, para já, reforço de contingente da GNR

    Timor-Leste: Luís Amado descarta, para já, reforço de contingente da GNR

    15 de Fevereiro de 2008, 18:43


    Porto, 15 Fev (Lusa) - O ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, descartou hoje a possibilidade de uma decisão "precipitada" de envio para Timor-Leste de mais militares da GNR.
    "Qualquer decisão precipitada sobre essa matéria, do meu ponto de vista, é irresponsável", afirmou Luís Amado no Porto, à margem de uma conferência sobre o Tratado de Lisboa.
    O MNE português referiu que trocou impressões, quinta-feira, com o seu homólogo australiano, tendo ambos concordado que devem ser prosseguidos novos esforços diplomáticos "antes de precipitar qualquer decisão".
    Luís Amado disse que encara com "moderado optimismo" a "estabilidade política dos últimos dias" em Timor-Leste.
    FZ.
    Lusa/Fim
    Cump
    Migel

  7. #22
    Avatar de migel
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    59
    Posts
    15.631

    Padrão Timor-Leste: Portugal apoia qualquer pedido relativo à crise timorense, em cooperação

    Timor-Leste: Portugal apoia qualquer pedido relativo à crise timorense, em cooperação com Austrália

    15 de Fevereiro de 2008, 21:09


    Lisboa, 15 Fev (Lusa) - Portugal apoia qualquer pedido para a resolução da crise timorense após consultas e em cooperação com a Austrália, revelou no Parlamento, em Camberra, o ministro dos Negócios Estrangeiros australiano.
    A declaração do ministro Stephen Smith, dia 14, foi confirmada hoje à Agência Lusa por fonte do gabinete do chefe da diplomacia portuguesa, Luís Amado.
    Stephen Smith disse, designadamente, ter ficado sensibilizado pela declaração do governo português, expressa num telefonema de Luís Amado.
    "Sensibilizou-me a expressão de apoio e os votos de sucesso formulados pelo governo português", afirmou o ministro australiano, que destacou o facto de Portugal manter "uma longa relação histórica e afectiva com Timor-Leste".
    "Hoje (quinta-feira) de manhã recebi um telefonema do ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal (...) o ministro disse-me que assim que uma avaliação da situação fosse feita, Portugal estará preparado para considerar quaisquer solicitações que possam surgir. Portugal fará isso em plena cooperação e consultas com o governo australiano", frisou.
    EL.
    Lusa/Fim
    Cump
    Migel

  8. #23

    Registo
    Sep 2006
    Posts
    13.147

    Padrão Timor-Leste: Governo entrega às forças timorenses "todas as operações" contra grupo d

    Timor-Leste: Governo entrega às forças timorenses "todas as operações" contra grupo de Salsinha

    O Governo de Timor-Leste decidiu hoje que "todas as operações policiais e militares" associadas à perseguição do grupo do ex-tenente Gast��o Salsinha serão conduzidas pelas Forças Armadas e a Polícia Nacional timorenses.

    Em Conselho de Ministros, hoje reunido em Díli, foi aprovada uma proposta do primeiro-ministro e ministro da Defesa, Xanana Gusmão, que entrega o controlo das operações de busca e captura do grupo de Gastão Salsinha a forças de segurança internas.

    O comando das operações é, pela mesma decisão, entregue ao Chefe do Estado-Maior General das Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), brigadeiro-general Taur Matan Ruak.

    Ficam, assim, afastadas do controlo das operações as forças internacionais no país, nomeadamente a Polícia das Nações Unidas (UNPol) e as Forças de Estabilização Internacionais (ISF).

    Gastão Salsinha liderou segunda-feira uma emboscada à coluna onde seguia o primeiro-ministro, numa estrada de acesso a Díli, hora e meia depois de um ataque à residência do Presidente da República, José Ramos-Horta, liderado pelo major Alfredo Reinado.

    O militar fugitivo e um dos seus homens foram mortos no ataque, no qual ficou gravemente ferido o chefe de Estado.

    PRM/JCS

    Fonte Inf.- Lusa/fim


    .
    Cumps
    Matapitosboss


    __________________________________________
    "Se eu podia viver sem o Gforum? Podia, mas não era a mesma coisa."



    [Desaparecidos]

    Rui Pedro (Menino de Lousada, raptado dia 4 de Março de 1998)
    www.findmadeleine.com (Menina desaparecida na praia da Luz, no Algarve)

  9. #24
    Avatar de migel
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    59
    Posts
    15.631
    Timor-Leste: Assessora jurídica de Alfredo Reinado detida - fonte judicial

    17 de Fevereiro de 2008, 14:23


    Díli, 17 Fev (Lusa) - A assessora legal de Alfredo Reinado, Angela Pires, foi hoje detida por ordem do Ministério Público de Timor-Leste e é arguida no processo que envolvia o ex-militar, morto segunda-feira quando atacava a residência de José Ramos-Horta.
    Fonte judicial disse à agência Lusa que Angelita Pires, ou Angie Pires como é conhecida, foi levada para interrogatório na tarde de hoje, constituida arguida e ficou detida.
    Ao início da tarde, o Procurador-Geral da República de Timor-Leste, Longuinhos Monteiro, disse aos jornalistas que uma pessoa tinha sido "detida" no âmbito do processo "Reinado" e que será "constituída arguída".
    "Neste momento foram notificadas várias (pessoas) mas vamos confirmar que esta última, depois disto (do interrogatório) será constituída arguida e depois vai ser detida", afirmou Longuinhos Monteiro à porta do Palácio do Governo quando decorria uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros.
    O Conselho de Ministros de hoje encarregou as Falintil - Forças de Defesa de Timor-Leste e a Polícia Nacional das operações de busca e detenção do grupo rebelde, agora liderado por Gastão Salsinha.
    O Procurador acrescentou ainda que várias pessoas serão notificadas para interrogatório no âmbito do processo "Reinado".
    O nome de Ângela Pires não constava da lista de cinco novos mandados de detenção emitidos quinta-feira pelo juiz do processo "Reinado", já que todos (os mandados) se destinavam a militares ou polícias.
    Alfredo Reinado liderou segunda-feira um ataque à residência particular do presidente Ramos-Horta em Díli no qual acabaria morto tal como o seu companheiro Leopoldino, enquanto que Gastão Salsinha, o novo líder do grupo rebelde, orientou o ataque à comitiva de Xanana Gusmão que se deslocava entre Balíbar e Díli.
    Na sequência do ataque à sua casa particular, o presidente timorense ficou gravemente ferido.
    Angie Pires é prima da ministra das Financas do Governo timorense, Emilia Pires.
    JCS/PRM.
    Lusa/fim
    Cump
    Migel

  10. #25
    Avatar de migel
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    59
    Posts
    15.631

    Padrão Timor: EUA aconselham cidadãos a não se deslocarem ao país devido ao "potencial de vi

    Timor: EUA aconselham cidadãos a não se deslocarem ao país devido ao "potencial de violência"

    17 de Fevereiro de 2008, 22:26


    Washington 17 Fev (Lusa) - Os Estados Unidos avisaram os seus cidadãos a não se deslocarem a Timor-leste devido ao "potencial de violência" no país.
    Num "aviso de viagem" emitido durante o fim de semana o Departamento de Estado norte-americano fez notar a recente tentativa de assassinato do presidente leste timorense José Ramos Horta e do primeiro ministro Xanana Gusmão lançando depois um "aviso" de que continua a existir o "potencial para distúrbios violentos de natureza civil".
    "A situação pode deteriorar-se sem aviso e estrangeiros podem ser alvos específicos", refere o Departamento de Estado, aconselhando depois os cidadãos norte-americanos "a adiarem por agora viagens não essenciais a Timor-leste".
    Os cidadãos norte-americanos já em Timor Leste "devem exercer cautela extrema, limitar as suas movimentações o máximo possível e manter um alto nível de alerta quando se movimentarem em Díli, estarem alerta quanto à possibilidade de violência e evitar manifestações, grandes aglomerados e áreas onde ocorreram distúrbios", lê-se no documento.
    A nota avisa ainda que "mesmo manifestações que tenham a intenção de serem pacíficas podem tornar-se numa confrontação e resultarem em violência".
    O aviso lembra que o Governo da Austrália já pediu também aos seus cidadãos a "reconsiderarem" planos de viagem a Timor-leste e apela a todos os norte-americanos já em Timor-leste para se registarem "imediatamente" na embaixada dos Estados Unidos.

    JP.
    Lusa/Fim
    Cump
    Migel

  11. #26
    Avatar de migel
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    59
    Posts
    15.631

    Padrão Timor-Leste: Assessora jurídica de Alfredo Reinado libertada com Termo de Identidade

    Timor-Leste: Assessora jurídica de Alfredo Reinado libertada com Termo de Identidade e Residência

    18 de Fevereiro de 2008, 15:13


    Díli, 18 Fev (Lusa) - A assessora jurídica de Alfredo Reinado, Angela Pires, foi hoje libertada com Termo de Identidade e Residência (TIR) depois de ter passado uma noite detida e ter sido ouvida pelo Ministério Público de Timor-Leste, disse à agência Lusa fonte judicial.
    Angela Pires, ou Angie Pires como é conhecida, foi levada para interrogatório no Ministério Público no domingo à tarde, constituída arguida e ficou detida no âmbito do processo "Reinado" que corre no Tribunal de Timor-Leste, tendo hoje sido libertada com termo de identidade e residência após ter sido ouvida pelo juiz.
    Apesar de se intitular assessora jurídica, fontes em Díli sustentam que Angie Pires frequenta ainda o primeiro ano do curso de Direito de uma universidade local.
    O Procurador Longuinhos Monteiro, que no domingo confirmara apenas a detenção de uma pessoa, terá ouvido pelo menos quatro pessoas entre domingo e segunda-feira mas segundo fontes judiciais contactadas pela agência Lusa apenas Angie Pires ficou detida (no domingo).
    Ao longo dos próximos dias espera-se que o Ministério Público timorense prossiga interrogatórios a várias pessoas cuja identidade se desconhece mas que já terão sido notificadas pelo menos como testemunhas no processo Alfredo Reinado.
    O nome de Angela Pires não constava da lista de cinco novos mandados de detenção emitidos na última quinta-feira pelo juiz do processo "Reinado" - todos (os mandados) se destinavam a militares ou polícias.
    Alfredo Reinado, ex-comandante da polícia timorense, liderou há uma semana um ataque à residência particular do Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, em Díli, e acabou por ser morto pela segurança presidencial juntamente com um dos seus seguidores, Leopoldino, enquanto Gastão Salsinha, o novo líder do grupo rebelde, chefiou, no mesmo dia, o ataque à comitiva de Xanana Gusmão que se deslocava entre Balíbar e Díli.
    JCS/PRM.
    Lusa/fim
    Cump
    Migel

  12. #27

    Registo
    Apr 2007
    Idade
    41
    Posts
    781

    Padrão Timor-Leste: Ataques "estão relacionados" e tinham "o mesmo propósito" - investigação

    Díli, 20 Fev (Lusa) - Os dois ataques contra o Presidente da República e o primeiro-ministro timorenses "estavam relacionados, foram feitos pelo mesmo grupo" e tinham "o mesmo propósito de eliminar os mais altos titulares", concluiu o primeiro relatório das Nações Unidas.

    As conclusões preliminares constam de documentos confidenciais obtidos pela Agência Lusa, relativos ao trabalho do Departamento de Investigações Nacionais (NID) da Missão Integrada das Nações Unidas em Timor-Leste (UNMIT).

    Os resultados da investigação do NID foram transmitidos à Procuradoria-geral da República.

    Os documentos obtidos pela Lusa fornecem uma descrição detalhada dos ataques à residência de José Ramos-Horta, a leste de Díli, e à caravana de Xanana Gusmão, na estrada de Balíbar, nas montanhas a sul da capital.

    Os acontecimentos descritos pelo NID iniciam-se às 06:05 do dia 11 de Fevereiro de 2008, com a chegada de dois veículos ao portão principal da residência do Presidente José Ramos-Horta.

    "Um guarda das F-FDTL (Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste) estava nesse local a essa hora. Doze a treze pessoas em uniforme militar saíram dos carros. Todos tinham espingardas", apurou o NID.

    Os atacantes usaram "provavelmente" armas do tipo M16, FLC e HK33.

    "Três dos atacantes não tinham máscaras e prenderam o guarda das F-FDTL, que os reconheceu como sendo o alferes Francisco, Marcelo Caetano e um ex-elemento da PNTL (Polícia Nacional) com a alcunha de Susak", segundo os documentos obtidos pela Lusa.

    "Sete elementos, incluindo o major Alfredo Reinado, entraram no jardim do Presidente pelo portão principal", continua o relatório.

    "Todos estavam mascarados, excepto o major Alfredo Reinado", acrescenta o documento sobre o ataque contra José Ramos-Horta.

    "Quatro deles, incluindo o major Reinado, dirigiram-se directamente às duas tendas no lado oposto ao do portão e outros três ficaram dentro mas à direita da entrada, atrás do muro".

    Mais três elementos do grupo de Alfredo Reinado, "também mascarados, foram para o segundo portão", um pouco abaixo na mesma estrada, que o próprio José Ramos-Horta designou como Boulevard John Kennedy.

    "Esses elementos entraram no recinto por esse lado mas não encontraram o Presidente e por isso voltaram ao portão e ficaram na estrada principal".

    "Um carro das F-FDTL passava proveniente de Metinaro", indica o relatório do NID. Esta viatura e o seu condutor foram atingidos pelos três elementos que estavam do lado de dentro do muro, no portão principal da residência, o que provocou ferimentos no elemento das F-FDTL e o despiste do jipe na valeta.

    O condutor das F-FDTL "ficou gravemente ferido".

    "O Presidente José Ramos-Horta regressava da sua corrida junto à praia com os dois guardas das F-FDTL. No caminho, ouviram tiros e um civil (provavelmente australiano) disse-lhes que o Exército Australiano estava em exercícios na vizinhança", estabeleceu a investigação do NID.

    "O Presidente e os seus guarda-costas prosseguiram para a residência. Quando se aproximaram, viram o carro das F-FDTL na valeta e uma motorizada do outro lado. Pensaram que era um acidente de trânsito. E continuaram na direcção da residência", indica o documento obtido pela Lusa.

    "A cerca de 50 metros da residência, (o Presidente e os seus guardas) viram três atacantes de máscara na estrada. Um dos guarda-costas (que estava vestido à civil e sem armas) disse ao Presidente para se deitar no chão. Um dos atacantes deu dois tiros na direcção do Presidente, que o atingiram no lado direito do peito", diz a investigação do NID.

    "O segundo guarda-costas (que estava vestido à civil mas armado com uma pistola de calibre 45) fez alguns disparos contra os atacantes mas eles fugiram a pé pelas colinas".

    "Ao mesmo tempo, mais três atacantes que estavam de guarda ao soldado das F-FDTL no portão principal começaram a correr para as montanhas. Levaram a arma do soldado (uma M16)", segundo os testemunhos recolhidos pelo NID.

    "Entretanto, dentro do recinto, Alfredo Reinado tentava encontrar o Presidente e estava próximo de uma das tendas. Naquela altura, onze elementos das F-FDTL estavam nos seus alojamentos".

    Um elemento das F-FDTL, segundo o NID, foi acordado por um rapaz que o alertou para o ataque do major Alfredo Reinado.

    Esse militar "levantou-se, pegou na sua metralhadora MINIME e saiu do seu quarto tentando evitar espaço aberto. Passou atrás das camaratas do lado direito do recinto (para quem olha do portão principal) e aproximou-se do espaço aberto diante das tendas".

    O mesmo militar "viu o major Reinado e outro atacante (que tinha uma máscara). Disparou na direcção deles (com tiro automático). Atingiu o major Alfredo e o atacante mascarado ao mesmo tempo. Continuou protegido durante algum tempo até ter a certeza de que outros atacantes tinham fugido".

    O miliitar aproximou-se então do major Reinado, "que estava de cara para o chão, virou o corpo e tirou-lhe a arma". Fez o mesmo ao segundo atacante "e tirou-lhe a arma e a máscara".

    Este elemento do grupo de Reinado "foi mais tarde identificado como Leopoldino Mendonça Exposto pelo tenente-coronel João Miranda das F-FDTL e pelo general Maunana".

    As armas do major Reinado (uma FLC) e de Leopoldino Mendonça Exposto (uma HK) foram apreendidas, mas "os oficiais das F-FDTL recusaram entregar (ao NID) a metralhadora MINIME que foi usada pelo soldado das F-FDTL para matar Alfredo e o seu companheiro".

    Durante o inquérito, o NID obteve 13 depoimentos "e algumas testemunhas foram localizadas posteriormente e por isso será necessário falar com essas pessoas", diz o relatório sobre o ataque à residência de José Ramos-Horta.

    Os documentos obtidos pela Lusa estão datados de 12 de Fevereiro de 2008.

    PRM/JCS

  13. #28

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    63
    Posts
    5.611

    Padrão Timor: Governo vai pedir estado de sítio por mais 30 dias

    O governo timorense vai pedir ao Parlamento Nacional o prolongamento do estado de sítio por mais 30 dias, de acordo com um segundo comunicado divulgado hoje em Díli, na sequência do da reunião extraordinária do Conselho de Ministros.
    Horas antes, num primeiro comunicado, o governo timorense tinha salientado que «a situação de acalmia que o país tem vivido nos últimos dias não pode fazer esquecer que os elementos do grupo que atentou gravemente contra a ordem constitucional democrática de Timor-Leste continuam à solta e impunes».

    «A continuação da liberdade deste grupo criminoso prolonga uma situação de ameaça muito séria aos órgãos de soberania e à população em geral que não pode nem deve continuar», acrescenta-se nesse primeiro comunicado sobre os motivos do pedido do Governo liderado por Xanana Gusmão ao Presidente da República interino, Fernando «La Sama» de Araújo.

    O estado de sítio foi instaurado na sequência dos atentados do passado dia 11, em que o Presidente da República, José Ramos-Horta, foi gravemente ferido a tiro, e o primeiro-ministro, alvo do segundo ataque, saiu ileso.

    O estado de sítio foi decretado inicialmente por 48 horas, mas depois foi prolongado por mais dez dias, até 23 de Fevereiro. CONTINUA ...
    Um abraço

    Bruno Cardoso



  14. #29

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    63
    Posts
    5.611

    Padrão Timor: Governo vai pedir estado de sítio por mais 30 dias

    (continuação)

    O estado de sítio foi decretado inicialmente por 48 horas, mas depois foi prolongado por mais dez dias, até 23 de Fevereiro.

    Actualmente, o estado de sítio prevê o recolher obrigatório entre as 20:00 horas e as 06:00 horas.O Conselho de Estado e o Conselho Superior de Defesa e Segurança, órgãos que constitucionalmente têm obrigatoriamente que se pronunciar sobre a instauração e prorrogação do estado de sítio, reúnem-se na sexta-feira para se pronunciarem sobre este pedido e o Parlamento deverá reunir-se em seguida, embora não tenha ainda sessão marcada.

    O pedido de extensão do estado de sítio, se for aprovado no Parlamento, deverá modificar as horas de recolher obrigatório para o período entre as 22:00 e as 06:00, segundo fonte oficial do Governo.

    Fonte:Diário Digital / Lusa
    Um abraço

    Bruno Cardoso



  15. #30

    Registo
    Apr 2007
    Idade
    41
    Posts
    781

    Padrão Timor-Leste: Ramos-Horta "a recuperar muito bem"

    23 de Fevereiro de 2008, 09:09

    Díli, 23 Fev (Lusa) - O Presidente da República de Timor-Leste, atingido a tiro a 11 de Fevereiro num ataque à sua residência, "está a recuperar muito bem e já comeu alimentos sólidos", afirmou hoje João Carrascalão, cunhado de José Ramos-Horta, à Agência Lusa.

    João Carrascalão, que visitou o chefe de Estado timorense no Royal Hospital de Darwin, Austrália, afirmou que "o Presidente está a recuperar muito bem, embora se sinta muito cansado porque não consegue dormir".

    Segundo João Carrascalão, o chefe de Estado timorense "está muito bem disposto e mantém-se acordado porque recusou tomar comprimidos para dormir".

    José Ramos-Horta, atingido a tiro num ataque à sua residência em Díli, a 11 de Fevereiro, está a recuperar de várias intervenções cirúrgicas a que foi submetido em Díli e em Darwin.

    Hoje, o chefe de Estado timorense "já comeu alimentos sólidos, comida normal, pela sua própria mão", contou João Carrascalão a partir de Darwin.

    "O Presidente continua a receber oxigénio mas já respira pelos seus próprios meios" explicou também João Carrascalão.

    Arsénio Horta, irmão do Presidente da República, regressou sexta-feira a Timor-Leste e anunciou também a "recuperação rápida" de José Ramos-Horta.

    "Tem falado imenso com os familiares e está de bom humor, contando anedotas", afirmou Arsénio Horta à Lusa, em Díli.

    "Quando acordou e perguntou por mim, eu não estava na altura junto dele e ele comentou logo: 'O Arsénio já aproveitou para festejar'".

    Arsénio Horta manifestou a convicção de que o Presidente da República "não mudará as suas convicções nem a sua postura por ter sofrido este ataque".

    "O José sempre foi um homem muito firme e teimoso nas suas convicções. Sempre foi um homem de diálogo e penso que não vai mudar isso", afirmou Arsénio Horta à Lusa.

    PRM

    Lusa/fim

Página 2 de 92 Primeiro 1 2 31252 ... Último

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar