Página 5 de 132 Primeiro ... 4 5 61555105 ... Último
  1. #61
    Avatar de Satpa
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    56
    Posts
    9.473

    Padrão Conselho Superior do Ministério Público analisa nomeação de Baptista Romão para a PJ

    Conselho Superior do Ministério Público analisa nomeação de Baptista Romão para a PJ do Porto

    O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) reúne-se hoje extraordinariamente para analisar a nomeação do procurador Baptista Romão para dirigir a Polícia Judiciária do Porto.

    Fonte do CSMP adiantou que a apreciação sobre o nome de Baptista Romão é o único ponto da ordem de trabalhos.

    O que o Conselho Superior tem de autorizar, ou não, é a comissão de serviço do magistrado do Ministério Público na Polícia Judiciária do Porto, em substituição do também magistrado do MP Vítor Guimarães.

    O nome de João Manuel Baptista Romão reúne consensos no sector da Justiça, tendo mesmo o director demissionário, Vítor Guimarães, considerado sexta-feira a indicação do magistrado para o substituir como "uma boa escolha".

    O ministro da Justiça, Alberto Costa, solicitou sexta-feira autorização do Conselho Superior do Ministério Público para nomear o procurador Baptista Romão para o cargo de director da Polícia Judiciária do Porto.

    A respectiva proposta foi-lhe presente pelo director nacional da Polícia Judiciária (PJ), Alípio Ribeiro, segundo um comunicado do Ministério da Justiça divulgado naquele dia.

    A escolha de João Manuel Baptista Romão surge um dia depois de o procurador Almeida Pereira ter recusado a nomeação para o cargo de director da PJ do Porto, após aceitar inicialmente o convite que lhe havia sido formulado por Alípio Ribeiro para suceder a Vítor Guimarães.

    A reunião do CSMP realiza-se um dia depois de ser conhecida a morte de um informador da PJ do Porto num acidente com a viatura que conduzia, um Ferrari, que se despistou de madrugada numa recta na zona de Águas Santas, Maia, incendiando-se em seguida.

    O condutor, que morreu carbonizado, foi identificado como Carlos Filipe, proprietário de um stand de automóveis, e que era informador da Judiciária.

    Trata-se do segundo caso violento em pouco mais de 24 horas relacionado com a noite no Porto, depois de um segurança do bar/discoteca Bela Cruz, no Porto, ter sido baleado na cabeça no domingo de manhã, encontrando-se em estado grave, mas estável.

    Publico.PT
    04.03.2008 - 09h16 Lusa

  2. #62
    Avatar de Satpa
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    56
    Posts
    9.473

    Padrão Informador da PJ morre carbonizado em acidente na A4

    Informador da PJ morre carbonizado em acidente na A4

    Porto - Carlos Filipe, dono do stand Finicar, informador da Polícia Judiciária (PJ) na investigação dos homicídios ocorridos no Porto, morreu na noite passada, carbonizado, num acidente de viação.

    Segundo a Brigada de Trânsito, o acidente teve lugar às 05h31 de segunda-feira no sentido Porto-Amarante, «numa recta», tendo a viatura ficado «completamente destruída, pois incendiou-se após o despiste, deixando marcas de travagem na estrada».

    O corpo ficou carbonizado e a sua identificação só foi possível no Instituto de Medicina Legal do Porto, através da ficha dentária.

    Carlos Filipe tinha sido notícia em Dezembro, aquando da detenção de Bruno Pidá, alegado líder do gang da Ribeira, e de outras três pessoas, no âmbito da Operação Noite Branca.

    Na altura, Telma Sequeira, a namorada de Bruno Pidá, acusou «um inspector da PJ», que nomeou, de ter tentado «forjar provas» contra Pidá.

    Segundo declarações de Telma Sequeira, esta teria encontrado, três meses antes, na caixa do correio, um saco de plástico contendo um telemóvel, onde encontrou uma mensagem de texto (SMS), que atribuiu a um inspector da PJ, pedindo a «uma pessoa chamada Carlos», que afirmou não conhecer, para arranjar «uns chavalos (rapazes) de Valbom», Gondomar, que testemunhassem contra Bruno Pidá.

    Segundo avançou a edição online do «Sol», a viatura em que seguia Carlos Filipe, um Ferrari, pertence a um indivíduo referenciado na Polícia por tráfico de droga e conhecido como «Joel da Afurada».

    Ainda não foram apuradas as causas do acidente.

    Jornal Digital

  3. #63
    Avatar de Satpa
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    56
    Posts
    9.473

    Padrão ASAE apreende 58 toneladas de alimentos congelados

    ASAE apreende 58 toneladas de alimentos congelados


    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu esta terça-feira cerca de 58 toneladas de alimentos congelados numa acção de fiscalização a armazéns da Docapesca, tendo sido abertos processos-crime envolvendo seis agentes económicos.
    A maioria dos produtos apreendidos é composta por peixe congelado incluindo-se ainda batata para fritar e pizas.

    De acordo com fonte do organismo de fiscalização trata-se da maior apreensão da ASAE este ano e as empresas envolvidas são de Lisboa e Peniche.

    Entre os bens apreendidos foram encontradas pizas cujo prazo de validade expirou em 2006. Pior ainda, havia lulas com data de validade em 2002.



    04-03-2008 12:11:42
    Dinheiro Digital

  4. #64
    Avatar de AAJ
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    60
    Posts
    23.421
    Aí sim eles deve actuar.

  5. #65
    TIN
    Visitante
    Citação Postado originalmente por satpa Ver Post
    ASAE apreende 58 toneladas de alimentos congelados


    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu esta terça-feira cerca de 58 toneladas de alimentos congelados numa acção de fiscalização a armazéns da Docapesca, tendo sido abertos processos-crime envolvendo seis agentes económicos.
    A maioria dos produtos apreendidos é composta por peixe congelado incluindo-se ainda batata para fritar e pizas.

    De acordo com fonte do organismo de fiscalização trata-se da maior apreensão da ASAE este ano e as empresas envolvidas são de Lisboa e Peniche.

    Entre os bens apreendidos foram encontradas pizas cujo prazo de validade expirou em 2006. Pior ainda, havia lulas com data de validade em 2002.



    04-03-2008 12:11:42
    Dinheiro Digital

    De aplaudir!

  6. #66
    Avatar de Fanan
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    55
    Posts
    5.596
    Esta é uma daquelas situaçoes em que temos que lhe reconhecer o valor.
    È para isto que pagamos os nossos impostos.

  7. #67
    Avatar de MNM
    Registo
    Dec 2006
    Idade
    45
    Posts
    2.946
    Boas,
    Pois é, e isto deve ser uma pequena quantidade da "monstruosidade" que por aí deve andar a ser praticada.

    Na minha opinião, nestas situações é dar a doer.
    Aquele abraço




    " O acaso favorece somente as mentes preparadas"

  8. #68
    Avatar de m@ster
    Registo
    Jan 2008
    Posts
    428
    assim sim , uma noticia que agrada a todos , esses senhores têm mesmo de começar a mostrar trabalho de verdade




  9. #69
    Avatar de luisoliveira
    Registo
    Sep 2006
    Posts
    3
    Vejam lá se isso entra no mercado mesmo com preços baixos o que poderia a acontecer em termos de saude publica.
    Assim começando pelo alto é que deve ser por vezes o pequenino não sabe quando o produto foi embalado com etiquetas a dizer que esta no prazo de validade e que ainda tem muito tempo.
    Só posso tirar uma conclusão é que isso ia entrar no mercado com novas embalagem e validade alargada .
    Pena é que só seja de vez em quando que actuam nestas situações de atacar grandes poderes económicos , deveria de haver um controle mais apertado aos importadores e exportadores desses produtos.
    Assim atacava-se logo na raiz.

  10. #70

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    63
    Posts
    5.611

    Padrão Colombo: PSP admite hipótese de suicídio de segurança

    Lisboa, 04 Mar (Lusa) - A PSP admite a hipótese de suicídio na morte do segurança no Centro Comercial Colombo, um homem de 35 anos encontrado morto hoje com golpes de arma branca num corredor de serviço.

    Num comunicado divulgado hoje à tarde, a PSP afirma que "não está posta de parte a hipótese de se tratar de um suicídio".

    Segundo a polícia, o alerta foi dado por um funcionário da empresa de segurança Charon, que avisou a esquadra do Centro Colombo da presença do corpo do colega num "corredor de serviço" do piso 2, na "escada de acesso ao sótão, local apenas frequentado por funcionários".

    Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica disse à Agência Lusa que o homem apresentava três facadas no peito e já estava morto quando chegou a equipa de socorro.

    O INEM foi alertado às 13:25 e a primeira equipa da Emergência Médica chegou ao local cinco minutos depois, segundo o porta-voz do INEM, Pedro Coelho dos Santos.

    Para o local seguiram uma viatura médica e uma ambulância do INEM, mas o homem estava já em paragem cardio-respiratória e com uma "hemorragia abundante", acrescentou.

    O caso foi entregue pela PSP à Polícia Judiciária, que irá investigar se se tratou de homicídio ou suicídio.

    APN/AH/NVI.

    Fonte:Lusa/fim
    Um abraço

    Bruno Cardoso



  11. #71

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    63
    Posts
    5.611

    Padrão Colombo/Segurança: Homem encontrado morto apresentava três facadas no peito - INEM

    Lisboa, 04 Mar (Lusa) - O homem que hoje foi encontrado no Centro Comercial Colombo, Lisboa, apresentando três facadas no peito já estava morto quando chegou a equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), disse à Lusa fonte desta entidade.

    O INEM foi alertado às 13:25 e a primeira equipa da Emergência Médica chegou ao local cinco minutos depois, segundo o porta-voz do INEM, Pedro Coelho dos Santos.

    Para o local seguiram uma viatura médica e uma ambulância do INEM, mas o homem, aparentando cerca de 30 anos, estava já em paragem cardio-respiratória e com uma "hemorragia abundante", acrescentou.

    Apesar do sucedido, o centro comercial permanece em funcionamento e em normalidade.

    Cerca das 13:00, um operário da construção da Torre 2 encontrou o segurança morto, com uma faca ao lado, num corredor técnico na zona de restauração, perto de um restaurante de uma cadeia internacional, no segundo piso do edifício.

    O caso foi entregue pela PSP à Polícia Judiciária, que irá investigar se se tratou de homicídio ou suicídio.

    AH/NVI.

    Fonte:Lusa/fim
    Um abraço

    Bruno Cardoso



  12. #72

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    63
    Posts
    5.611

    Padrão Acidente: Carlos Almeida era informador «pontual» da PJ/Porto, que suspeita de crime

    Porto, 04 Mar (Lusa) - O empresário Carlos Almeida, que morreu ao volante do seu Ferrari, tinha-se tornado informador "pontual" da PJ/Porto, depois de ter sido investigado por alegados crimes de tráfico de droga e burla em compra de automóveis, disse à Lusa fonte policial.

    O Ferrari, que ficou feito em pedaços e foi para a sucata, era um dos símbolos da riqueza que ostentava e que os seus detractores atribuem a "negócios pouco claros" no ramo automóvel.

    Segundo a fonte policial, foram as alegadas ligações à polícia do empresário - que embora nunca tenha estado preso ou sido condenado, teria uma extensa ficha na PJ - que facilitaram as informações que Carlos Almeida terá dado sobre o caso da "Noite branca" do Porto, em especial no caso que envolve Bruno Pidá, o principal suspeito da morte de Aurélio Palha, que está em prisão preventiva.

    Vítima de um furto de um dos seus carros, Carlos Alberto, que era dono do stand "Finicar" no Porto, viu o seu telemóvel ir parar às mãos da mulher de Pidá, a qual o entregou à Procuradora Helena Fazenda.

    O inspector da PJ ter-lhe-á mandado uma mensagem de telemóvel a perguntar-lhe se conhecia testemunhas que ligassem Bruno "Pidá" - alegado líder de um grupo envolvido em dois homicídios no Porto - a um carro da marca Mercedes, que terá sido usado pelos assassinos de Aurélio Palha.

    É aquela magistrada - garantiu a fonte -, que foi encarregue pela Procuradoria-geral da República de investigar os vários crimes mortais ocorridos na ��noite» do Porto, quem irá conduzir a investigação ao acidente, depois de colhidos os resultados técnicos, a autópsia e a perícia aos destroços.

    As mesmas fontes garantem que Carlos Almeida conhecia bem os meios das máfias da chamada "noite do Porto" e as suas ramificações pelo que as suas "dicas" à PJ podem ter sido úteis na investigação que conduziu à detenção de Bruno Pidá e de outros suspeitos.

    Andava, por isso, temeroso de uma vingança das ´"máfias" da noite, sabendo, como sabia, que costumam atirar a matar.

    Estes factos levaram os meios da PJ/Porto a colocar a hipótese de o despiste, ocorrido às 5:30 horas, ao raiar do dia de segunda-feira, na auto-estrada A4, no sentido Porto-Amarante, ter sido causado por sabotagem, por exemplo, nos mecanismos de travagem ou na direcção da viatura.

    De qualquer modo, sabe-se que o Ferrari embateu contra os rails da auto-estrada, o que tanto pode ter sido causado por excesso de velocidade como por qualquer avaria mecânica.

    Carlos Almeida ia rumo a Ermesinde, onde vivia, mas os despistes impediram-no de chegar ao destino...

    Os destroços vão, agora, ser alvo de inspecção por peritos da PJ, incluindo os de explosivos, de forma a determinar qual a possível causa do acidente mortal.

    O carro incendiou-se e o condutor morreu carbonizado no interior, tendo o cadáver sido reconhecido no Instituto de Medicina Legal com recurso à ficha dentária.

    LM.

    Fonte:Lusa/fim
    Um abraço

    Bruno Cardoso



  13. #73

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    63
    Posts
    5.611

    Padrão Justiça: Ministro Alberto Costa confiante que PJ possa num "tempo curto" investigar e

    Lisboa, 04 Mar (Lusa) - O ministro da Justiça, Alberto Costa, mostrou-se hoje convicto que a Polícia Judiciária (PJ) possa "num tempo curto investigar e esclarecer" os crimes violentos recentemente ocorridos.

    "A PJ, como órgão de polícia criminal em que os portugueses confiam, está no terreno e eu acredito que ela possa num tempo curto investigar e esclarecer" tais crimes, disse Alberto Costa, aludindo aos homicídios que se verificaram nas zonas da Grande Lisboa e Porto na última semana.

    O titular da pasta da Justiça, que falava aos jornalistas na Assembleia da República, lembrou os sucessos em investigação alcançados pela PJ no passado e que lhe permitiram esclarecer uma "elevada taxa de homicídios", reiterando assim a sua convicção de que a Judiciária continuará "a justificar uma grande confiança por parte dos portugueses".

    Numa altura em que ainda não está aprovada pelo Parlamento a nova Lei Orgânica da PJ e a Lei de Organização da Investigação Criminal, o governante anunciou que este segundo diploma dará entrada "em breve" na Assembleia da Republica (AR), mas que os instrumentos existentes "permitem combater o crime".

    A propósito de iniciativas legislativas, anunciou que quarta-feira será discutido e aprovado na AR uma alteração à Lei da Protecção das Testemunhas, que em relação aos crimes graves permite protegê-las e permitir que em julgamento elas possam pedir a efectiva punição dos autores dos crimes.

    Questionado sobre o facto de a opinião pública ter a percepção de que há demasiadas armas de fogo à solta, o governante defendeu que em matéria de prevenção essa competência está adstrita a uma outra força de segurança que não a PJ, mas que cabe ao Ministério da Justiça "uma grande responsabilidade no plano legislativo".

    A este propósito, Alberto Costa referiu que durante a presidência portuguesa da União Europeia se atribuiu "prioridade especial a essa matéria" e se obteve um acordo para um diploma que pretende, ao nível dos vários países europeus, "introduzir maiores restrições em matéria de registos, acesso e uso de armas por parte de menores e pessoas que tenham praticado crimes violentos".

    "É um contributo importante. É preciso que nos Estados-membros existam algumas restrições" para que as armas que possam beneficiar de "um sistema de facilidade num país não se transfiram para outros, defraudando assim a respectiva ordem jurídica", afirmou.

    Alberto Costa foi ouvido hoje na Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias sobre um requerimento do PCP sobre a Lei do Acesso ao Direito - Apoio Judiciário, mas a audição acabou por ser dominada por assuntos relacionados com a eficácia, ou não, da PJ.

    FC/SK.

    Fonte:Lusa/Fim
    Um abraço

    Bruno Cardoso



  14. #74

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    63
    Posts
    5.611

    Padrão PSP: Superintendente chefe Ascensão Santos toma posse como director nacional adjunto

    Lisboa, 04 Mar (Lusa) - O superintendente chefe da PSP Francisco Ascensão Santos toma quarta-feira posse como director nacional adjunto para a área de Logística e Finanças, informou hoje fonte daquela polícia.

    Francisco Ascensão Santos substitui no cargo o superintendente chefe José Manuel Pinto Carmo, que passou à pré-aposentação, adiantou o responsável das Relações Públicas da Direcção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP).

    Ascensão Santos, de 58 anos, é licenciado em Ciências Militares e, entre outros cargos, foi director do Departamento de Formação da PSP, comandante distrital de Setúbal, comandante do Corpo de Intervenção e inspector nacional da Polícia.

    A Direcção da Nacional da PSP, presidida pelo magistrado Orlando Romano, conta com três directores nacionais adjuntos, nas áreas de Operações e Segurança (superintendente chefe Francisco Oliveira Pereira), Recursos Humanos (Teresa Caupers) e Logística e Finanças.

    Francisco Oliveira Pereira, o "número dois" da Direcção Nacional da PSP, integrou a equipa liderada por Orlando Romano em Outubro passado, substituindo no cargo o superintendente chefe Herlander Chumbinho, que se aposentou.

    ARA.

    Fonte:Lusa/Fim
    Um abraço

    Bruno Cardoso



  15. #75

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    63
    Posts
    5.611

    Padrão AR: Parlamento aprova audição de Rui Pereira entre 25 e 31 Março

    Lisboa, 04 Mar (Lusa) - A comissão de Assuntos Constitucionais aprovou hoje por unanimidade a audição do ministro da Administração Interna, Rui Pereira, que se irá realizar entre 25 e 31 de Março, a pedido do CDS-PP.

    O ministro Rui Pereira irá à comissão parlamentar dia 8 de Abril, uma audiência já marcada ao abrigo das deslocações periódicas dos membros do Governo ao Parlamento, mas o CDS-PP justificou o pedido de urgência com o "alarme social" e o "sentimento de insegurança" na sequência de "sinais inequívocos" de um novo tipo de criminalidade urbana.

    Sem se referir a casos concretos, o deputado democrata-cristão Nuno Magalhães destacou o aumento de fenómenos de "carjacking" - roubo de carros na estrada com recurso a armas - que "terá aumentado segundo dados oficiais cerca de 30 por cento em 2007".

    O CDS-PP quer que o ministro da Administração Interna "explique em primeiro lugar no Parlamento quais as medidas preventivas" para combater a criminalidade no próximo ano.

    A deputada socialista Sónia Sanfona disse que o PS viabilizará a audição desde que na mesma ocasião o ministro possa apresentar o relatório anual de Segurança Interna.


    SF.

    Fonte:Lusa/fim
    Um abraço

    Bruno Cardoso



Página 5 de 132 Primeiro ... 4 5 61555105 ... Último

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar