Página 34 de 34 Primeiro ... 2433 34
  1. #496
    Avatar de kokas
    Registo
    Sep 2006
    Posts
    40.723

    Padrão Maddie: Petição para escavar em quintal de Murat

    1.jpg

    O investigador sul-africano Stephen Birch criou uma petição online para escavar num pátio na casa de Robert Murat, na Praia da Luz.É neste pátio, construído após o desaparecimento de Madeleine McCann, que o empresário sul-africano acredita estarem provas fundamentais para a resolução do caso.

    Stephen Birch ainda não desistiu da investigação do desaparecimento de Maddie e criou a petição 'Digging for Madeleine' (Escavar por Madeleine) para pressionar os governos de Portugal e Inglaterra a tomar aquilo que Birch acredita ser "uma etapa fundamental para perceber o que aconteceu na noite do desaparecimento de Maddie, na Praia da Luz, em 2007".

    Na propriedade algarvia de Robert Murat, denominada ‘Casa Liliana', Birch acredita que "há um caminho que esconde segredos por revelar", pois, segundo o que descobriu, "há algo enterrado nesse terreno". O empresário alertou pela primeira vez para esta situação em 2012, afirmando a importância de se proceder a escavações para descobrir o que ali está soterrado, "depois de mais de dois anos de investigação por conta própria", descoberta sustentada por peritos.

    O pátio referido pelo empresário sul-africano e a sua equipa foi construído na parte traseira do terreno de Murat, em 2008 - menos de um ano após o desaparecimento de Maddie - e "atualmente funciona como segunda entrada para a ‘Casa Liliana'". Segundo Birch, "a própria Kate McCann, a mãe de Maddie, sabe que o corpo da sua filha está enterrado no Algarve".

    DESAFIO LANÇADO AO PRIMEIRO SUSPEITO DA PJ

    Desde essa descoberta que Stephen Birch tem tentado "agir junto das autoridades portugueses e do Procurador-Geral português para que sejam levadas a cabo escavações nesse local". Nessa altura, chegou mesmo a fazer um vídeo onde explicou as sua descobertas e desafiou Murat a permitir escavações na sua propriedade, mas sem sucesso. Agora, o próximo passo é a petição ‘Digging for Madeleine McCann' a nível mundial.

    Robert Murat foi o primeiro suspeito que a Polícia Judiciária identificou no desaparecimento de Maddie, acabando depois por ser ilibado durante a investigação portuguesa.

    Ao CM, o empresário da África do Sul garantiu que "apesar da petição ter sido criada recentemente, a meta do um milhão de assinantes não será difícil de atingir dada a mediatização do caso".

    Disponível para toda a gente assinar, a petição será entregue ao Governo português, ao Governo britânico, ao Tribunal de Justiça da União Europeia e até... ao Vaticano.

    Em Portugal, as petições têm de ter quatro mil assinantes para poderem ser discutidas junto da Assembleia da República. A de Maddie reunia na altura da publicação desta notícia 630 assinaturas.


    cm

  2. #497
    Avatar de zuma
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    45
    Posts
    454

    Padrão Algarve - Polícia divulga foto de suspeito no desaparecimento de Maddie

    A polícia britânica vai divulgar uma fotografia do possível suspeito do desaparecimento de Madeleine McCann, a criança que desapareceu a 3 de Maio de 2007, na Praia da Luz, no Algarve, avança a Sky News.


    Nos “próximos dias, a Scotland Yard vai divulgar um retrato policial do homem suspeito” de estar relacionado com o desaparecimento de Madeleine McCann, a criança de quatro anos que estava a passar férias com os pais na Praia da Luz, no Algarve, quando foi vista pela última vez, escreve a Sky News, que cita declarações do seu correspondente de crime


    Porém, o jornalista referiu que “até identificar e interrogar o suspeito, [a polícia] não sabe onde ele se encaixa neste quebra-cabeças”.

    A polícia está ainda a “chamar novas testemunhas, para ver se reconhecem o homem” e se o viram “a ele ou a outra pessoa junto ao apartamento” na altura em que Maddie desapareceu.

    O caso remonta a 3 de Maio de 2007, mas passados seis anos são pouca as certezas.

    Fonte: NM

  3. #498
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.412

    Padrão Buscas por Maddie continuam



    Buscas por Maddie continuam

    A Polícia Judiciaria e a sua homóloga britânica estão reunidas num edifício na Praia da Luz, Lagos, onde hoje deverão ter inicio diligências pela busca por Madeleine McCann, a criança desaparecida a 3 de Maio de 2007 no Algarve.
    Sete anos depois, as autoridades portuguesas e inglesas prevêem fazer escavações em diversos locais já revelados pelas autoridades britânicas, em terrenos adjacentes ao apartamento onde a família McCan esteve alojada de férias de 2007.
    As diligências foram requeridas pela Scotland Yard, que nunca fechou a investigação, ao contrário das autoridades portuguesas, que encerraram o processo em 2008.
    Na Praia da Luz são visíveis alguns terrenos delineados por fitas, em locais previamente definidos pela polícia britânica.
    Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer quatro anos, a 3 de Maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico na Praia da Luz, no Algarve.

    Fonte: Lusa/SOL

  4. #499
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.412

    Padrão Tribunal dá como provado danos causados por Gonçalo Amaral a Kate e Gerry McCann



    Tribunal dá como provado danos causados por Gonçalo Amaral a Kate e Gerry McCann

    O tribunal deu hoje como provado que o livro do ex-inspector da Polícia Judiciária (PJ) Gonçalo Amaral, intitulado "Maddie: A Verdade da Mentira", causou danos aos pais de Madeleine McCann, criança britânica desaparecida em 2007, no Algarve.
    Em despacho, a magistrada considerou ainda que o livro reproduz trechos que constavam do processo em que Kate e Gerry McCann foram constituídos arguidos, em Setembro de 2007, arquivado em Julho do ano seguinte, sem que o casal britânico tenha sido acusado.
    Madeleine McCann desapareceu quando tinha quatro anos, no aldeamento turístico da Aldeia da Luz, perto de Portimão, onde a família se encontrava em férias.
    Kate e Gerry McCann sempre mantiveram a posição de que Maddie foi raptada. O caso foi reaberto recentemente pelo Ministério Público.

    Fonte: Lusa/SOL

  5. #500
    Avatar de Feraida
    Registo
    Feb 2012
    Posts
    4.162
    Polícia britânica descobriu provas contra os McCann

    Num telegrama obtido pelo Wikileaks, o embaixador do Reino Unido diz ao congénere dos EUA que foi a polícia inglesa que descobriu provas que incriminavam os pais da menina desaparecida.

    Existe apenas um telegrama dos obtidos pelo Wikileaks que fala sobre o caso Madeleine McCann e, tal como revela o El País, resulta de uma conversa entre os embaixadores do Reino Unido e dos EUA em Lisboa em finais de 2007.

    O primeiro conta ao segundo que foram os polícias britânicos que se deslocaram ao Algarve que descobriram as provas que incriminavam Kate e Gerry McCann pelo desaparecimento da pequena Maddie a 3 de Maio desses mesmo ano na Praia da Luz.

    Uma revelação que é totalmente contraditória com aquilo que foi noticiado na altura, nomeadamente pela Imprensa britânica, que chegou muitas vezes a por em causa o trabalho de investigação da Polícia Judiciária.

    Recorde-se que os pais de Maddie foram constituídos arguidos pela justiça portuguesa, decisão que provocou grande celeuma entre os dois países.

    Afinal, segundo o telegrama, é o próprio embaixador britânico que confidencia que foram as autoridades inglesas que encontraram as provas que faziam dos denunciantes os principais suspeitos.

    Richard Ellis, que acabava de chegar a Lisboa, visita o seu colega norte-americano e os dois abordam o assunto que corria, na altura, o mundo inteiro.

    Ao contrário do que transparecia para a opinião pública, o diplomata britânico revela que as policiais de Portugal e do Reino Unido estavam coordenadas e que tudo era tratado com o máximo de sigilo.

    Fonte
    Última edição por Feraida; 29-10-2015 às 15:23.

  6. #501
    Avatar de kokas
    Registo
    Sep 2006
    Posts
    40.723
    Os McCann nunca me enganaram, nunca percebi quem são eles afinal no reino de sua majestade, deviam ter sido presos de imediato e retirarem-lhe os filhos como fariam a um cidadão nacional, mais uma vez a justiça portuguesa não esteve à altura, se o mesmo se passasse em inglaterra com um casal português o desfecho como sabemos, seria muito diferente.
    2 pesos e duas medidas infelizmente

  7. #502
    Avatar de Feraida
    Registo
    Feb 2012
    Posts
    4.162
    Casal Mccann vai ser julgado pela m0rte de Maddie. A verdade foi descoberta



    Uma testemunha ocular foi vital para este longo processo , e permitiu às autoridades portuguesas e inglesas encaixar o casal desmascarando todas as mentiras que até à data tinham sido ditas.
    Até que tudo fique completamente resolvido ainda vai levar bastante tempo , mas pelo menos ficamos a conhecer que a nossa pj desde muito cedo sabia de toda a verdade , mas não interessava a muita gente que a mesma fosse revelada.
    Resta agora esperar que justiça seja feita , e que a menina ao menos descanse em paz.

    Veja aqui o documentário com todas as provas: https://youtu.be/J69sjS8HWB0

    Fonte
    Última edição por Feraida; 29-10-2015 às 16:04.

  8. #503
    Avatar de LS29
    Registo
    Dec 2013
    Idade
    31
    Posts
    2.017
    Citação Postado originalmente por kokas Ver Post
    Os McCann nunca me enganaram, nunca percebi quem são eles afinal no reino de sua majestade, deviam ter sido presos de imediato e retirarem-lhe os filhos como fariam a um cidadão nacional, mais uma vez a justiça portuguesa não esteve à altura, se o mesmo se passasse em inglaterra com um casal português o desfecho como sabemos, seria muito diferente.
    2 pesos e duas medidas infelizmente
    Acho que estás enganado!!
    porquê que o Amaral foi afastado??
    -Porque ele tinha toda a teoria e vários factos que apontavam para os MacCann, mas alguém superior deve ter sido bem pago para o abafar, afastar e para inverter a situação....
    tens a noticia mais acima.... Ele tem isso documentado em Livro, afinal se calhar o Homem estava certo.... e a Justiça Portuguesa também!!! Depois de tantos anos, dão-lhe razão?!
    Vejam bem á quantos anos o homem (Amaral) está á frente....

  9. #504
    Avatar de florindo
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    38.412

    Padrão Gonçalo Amaral já não tem de pagar aos McCann



    Gonçalo Amaral já não tem de pagar aos McCann

    O Tribunal da Relação de Lisboa anulou a decisão que obrigava o ex-coordenador da Polícia Judiciária, Gonçalo Amaral, a pagar 500 mil euros ao pais de Madeleine McCann.

    Em causa estavam a publicação do livro "Maddie: A Verdade da Mentira" e um documentário emitido pela TVI, que poderão voltar a ser colocados à venda.
    Nas duas obras, Amaral afastava a tese de rapto e defendia que a criança teria morrido por acidente e que os pais terão ocultado o corpo. Kate e Gerry McCann alegavam ter sofrido danos morais e que antigo coordenador não poderia ter revelado informações constantes do processo da investigação ao desparecimento.
    Amaral recorreu e a Relação veio agora dar-lhe razão, ao revogar a sentença do Tribunal Cível de Lisboa, por considerar que exerceu o seu direito à opinião e que não estava obrigado ao dever de sigilo e reserva por estar aposentado. O casal McCann já anunciou que vai recorrer.
    A Relação de Lisboa anulou também a proibição de comercialização do livro, que resultara da sentença da primeira instância.
    A Guerra e Paz Editores já se congratulou com a decisão da Relação de Lisboa e anunciou que fará regressar, na próxima semana, às livrarias, o livro "A verdade da mentira" do ex-inspetor da PJ.
    Em janeiro de 2015, o tribunal cível condenou Gonçalo Amaral "a pagar a cada um" dos elementos do casal Kate McCann e Gearald McCann, "o montante indemnizatório de 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil euros), acrescido de juros de mora, à taxa legal de juros civis, desde 05 de janeiro de 2010, até integral pagamento".
    Além deste pagamento, o tribunal decretou ainda a proibição da venda e de novas edições do livro, proibindo ainda novas edições do DVD, assim como a transação dos direitos de autor do livro e do DVD.
    O tribunal já tinha dado como provado que o livro do ex-inspetor da PJ Gonçalo Amaral causara danos aos pais de Madeleine McCann.
    A defesa dos pais da criança desaparecida alegou que o livro foi dado como pronto três dias depois de o procurador da República de Portimão, Magalhães Menezes, ter redigido o despacho de arquivamento do processo contra o casal McCann, com data de notificação de 29 de julho de 2008.
    Para a elaboração do livro, em que o ex-coordenador do Departamento de Investigação Criminal da PJ de Portimão Gonçalo Amaral defendeu a tese de que os pais de Madeleine estiveram envolvidos no desaparecimento e na ocultação do cadáver da criança, a advogada da família britânica, Isabel Duarte, sustentou que o autor usou peças processuais não autorizadas e proibidas.
    Madeleine McCann desapareceu em maio de 2007, quando tinha quatro anos, no aldeamento turístico da Aldeia da Luz, perto de Portimão, onde a família se encontrava em férias.

    Fonte: Jornal de Notícias

Página 34 de 34 Primeiro ... 2433 34

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar