Página 1 de 2 12 Último
  1. #1
    Avatar de migel
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    Douro "Património Mundial"
    Idade
    56
    Posts
    15.633

    Padrão Peixes da Letra T

    Peixes da Letra T
    Última edição por migel; 21-05-2008 às 00:34.
    Cump
    Migel

  2. #2
    Avatar de cyber_wordl
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    viseu
    Idade
    26
    Posts
    2.022

    Padrão Tetra Cardinal


    Este peixe é um dos preferidos dos aquariofilistas, devido á beleza da sua coloração. A percorrer o seu corpo entre o focinho e o pedúnculo caudal podemos ver uma lista de cor azul eléctrico e uma outra faixa escarlate brilhante que abrange todo o seu corpo. Apresenta ainda uma zona branca na parte inferior. A seu comprimento é de aproximadamente 45mm, e a fêmea tem uma estatura um pouco maior que o do macho. A água deverá ter uma temperatura entre os 23ºC e os 26ºC, e a água deve ser não dura e ácida, para que a postura dos ovos seja melhor sucedida. Os pequenos peixes são apenas visíveis a olho nu após o 4º dia de vida e nadam pelos seus próprios meios. A sua dieta consiste em vermes, pequenos crustáceos e alimentos secos. Proporcionam um espectáculo maravilhoso quando agrupados em cardumes, pelo que se recomenda que sejam colocados grupos, em aquários com plantas abundantes e luz não muito forte.

  3. #3
    Avatar de cyber_wordl
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    viseu
    Idade
    26
    Posts
    2.022

    Padrão Tetra Imperador


    Este peixe possui uma coloração que vai de um tom bastante escuro até ao amarelo ao longo dorso, uma lista horizontal azul vivo e barbatanas amarelas. A temperatura ideal da água situa-se entre os 23ºc e os 26ºc e o seu comprimento atinge no máximo 4 cm. O Tetra Imperador é muito pacífico, agrupa-se aos pares, o macho é mais colorido e a sua reprodução apresenta alguma dificuldade (condições de água e luminusidade especiais).

  4. #4
    Avatar de cyber_wordl
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    viseu
    Idade
    26
    Posts
    2.022

    Padrão Tetra Preto


    O seu corpo é divido em duas zonas que se distinguem pelo tom da coloração, sendo a sua parte posterior de coloração preto aveludado e a anterior tem duas barras verticais pretas e apresenta uma coloração prateada. As suas barbatanas são transparentes, com excepção da dorsal, anal e adiposa, que são pretas. Quando em cativeiro este peixe pode perder a sua coloração preta, ficando esta acizentada. Devem ser mantidos com outros peixes que se lhe assemelhem em tamanho, pois não são pacíficos em cativeiro e os seus hábitos de reprodução são idênticos aos da generalidade dos caracídeos. A temperatura ideal da água situa-se entre os 21ºC e os 32 ºC, e o seu comprimento é de 7 cm.

  5. #5
    Avatar de Serr@no™
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    Cardiff
    Idade
    24
    Posts
    1.690

    Padrão Truta



    Classificação científica

    Reino: Animalia Filo: Chordata Classe: Actinopterygii Ordem: Salmoniformes Família: Salmonidae A Truta é um peixe da mesma família do salmão (Família Salmonidaea), com escamas, de formato alongado. Pode ter até cerca de 60cm de comprimento total e pesar até 2kg. O dorso tem cor que varia do esverdeado ao castanho, sendo as laterais acinzentadas e a parte inferior esbranquiçada. Tem pintas escuras nas nadadeiras e no corpo.

    É originária do hemisfério norte: Estados Unidos e Canadá, tendo sido, no entanto, introduzida em todos os continentes. No Brasil, sua introdução ocorreu principalmente nos rios dos planaltos das regiões Sudeste e Sul. Uma característica que faz com que a Truta não seja mais desseminada é o fato de que se as águas de seu habitat não forem cristalinas, frescas, puras e bem oxigenadas ela não sobrevive. Estas características são encontradas principalmente em rios de montanhas.
    É uma espécie carnívora, alimentando-se de insetos e outros peixes.
    A criação de Trutas começou no Brasil em 1949. Os primeiros ovos consta terem sido importados da Dinamarca. Bem adaptada às frias corredeiras, rios e riachos de regiões montanhosas como as da Serra da Mantiqueira (estados de Minas Gerais, São Paulo e sul do Rio de Janeiro) e nas serras do leste dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Nestas regiões foram montadas muitas truticulturas, sendo a espécie mais comum a truta arco-irís (Oncorhynchus mykiss). Na opinião dos truticultores poderia ser dito que a primeira necessidade para uma criação eficiente de trutas é o aporte abundante de água de boa qualidade, que significa um fluxo em torno de 1000m³/dia, pH neutro ou ligeiramente alcalino, mais de 20mg de oxigênio por litro de água, uma temperatura inferior a 15°C e a ausência de cloro e nitratos na água, entre outros contaminantes (STEVENSON, 1985, TABATA, 2001).
    Foi um prazer trabalhar com a Team Gforum ate um dia amigos!

  6. #6
    Avatar de Serr@no™
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    Cardiff
    Idade
    24
    Posts
    1.690

    Padrão Tubarão Azul



    Classificação científica

    Reino: Animalia
    Filo: Chordata
    Classe: Chondrichthyes
    Subclasse: Elasmobranchii
    Ordem: Carcharhiniformes
    Familia: Carcharhinidae
    Género: Prionace
    Espécie: P. glauca
    Habitam os oceanos temperados e tropicais, são grandes predadores e são muito conhecidos pelas suas migrações.

    Podem atingir os 3,8 metros de comprimento. Apesar de não estarem incluidos na lista de tubarões que pode atacar seres humanos, os tubarões-azuis podem-se alimentar de vitimas de desastres áreos ou marítimos que ocorram nos seus habitats.
    Foi um prazer trabalhar com a Team Gforum ate um dia amigos!

  7. #7
    Avatar de Serr@no™
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    Cardiff
    Idade
    24
    Posts
    1.690

    Padrão Tubarão Baleia



    Classificação científica

    Reino: Animalia Filo: Chordata Classe: Chondrichthyes Ordem: Orectolobiformes Família: Rhincodontidae Género: Rhincodon Espécie: R. typus
    O Tubarão-Baleia é o maior de todos os peixes, podendo chegar aos 18 metros de comprimento e ultrapassar as 13 toneladas de peso. São tubarões dóceis e inofensivos, cujo único perigo é a sua áspera pele, que pode arranhar sem intenção os mergulhadores.
    Estima-se que possam viver cerca de 150 anos, atingindo a maturidade sexual aos 30.

    Deslocam-se a mais de 3Km/hora, principalmente perto da superfície. Habitam as águas tropicais quentes, onde a disponibilidade de alimento é suficiente para suportar a sua enorme massa.

    O tubarão baleia põe ovos com 30 centímetros de comprimento, ou então dá a luz crias vivas, que eclodem no seu interior.
    Foi um prazer trabalhar com a Team Gforum ate um dia amigos!

  8. #8
    Avatar de Serr@no™
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    Cardiff
    Idade
    24
    Posts
    1.690

    Padrão Tubarão Branco



    Classificação científica

    Reino: Animalia Filo: Chordata Classe: Chondrichthyes Classe: Elasmobranchii Ordem: Selachimorpha Ordem: Lamniformes Família: Lamnidae Género: Carcharodon Espécie: C. carcharias
    O grande tubarão branco é um formidável predador que atinge mais de 6 metros (podem atingir os 10 metros, embora nenhuma observação confirme este valor) de comprimento e ultrapassa as duas toneladas de peso.

    A sua fama deve-se ao filme Tubarão, que o mostrava como uma criatura sedentária com um gosto especial por matar pessoas. No entanto, os ataques a pessoas são raros e só ocorrem se o tubarão confundir o ser humano com uma foca.

    Apesar de toda a sua fama, na realidade não são conhecidos muitos aspectos deste tubarão. No entanto, sabemos que é uma espécie vulnerável á extinção.
    Foi um prazer trabalhar com a Team Gforum ate um dia amigos!

  9. #9
    Avatar de Serr@no™
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    Cardiff
    Idade
    24
    Posts
    1.690

    Padrão Tubarão Frade



    Classificação Científica

    Reino: Animalia
    Filo: Chordata
    Classe: Chondrichthyes
    Ordem: Lamniformes
    Familia: Cetorhinidae
    Género: Cetorhinus
    Espécie: C. maximus
    O tubarão frade nada com a boca totalmente aberta, comportando-se como um crivo gigante que filtra inúmeras pequenas criaturas, das quais se alimenta. Este é o segundo maior tubarão existente, ultrapassando os 10 metros de comprimento e as 4 toneladas de peso.
    A caça ao fígado destes animais leva a que estejam em risco de extinção. Também são mortos por danificarem as redes de pesca de salmões.

    São ovoviviparos - as crias eclodem dentro da barriga materna - e vivem cerca de 13 anos.
    Foi um prazer trabalhar com a Team Gforum ate um dia amigos!

  10. #10
    Avatar de Serr@no™
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    Cardiff
    Idade
    24
    Posts
    1.690

    Padrão Tubarão Tigre



    Classificação Científia

    Reino: Animalia
    Filo: Chordata
    Classe: Chondrichthyes
    Ordem: Carcharhiniformes
    Familia: Carcharhinidae
    Género: Galeocerdo
    Espécie: G. cuvier

    O tubarão tigre é o tubarão mais perigoso dos oceanos. Atingindo os 7 metros de comprimento e 1 tonelada de peso, possuem dentes triãngulares e serrados, adaptados a rasgar carne. Se um dente ficar danificado ou perdido, tem a capacidade de repôr outro (tal como o tubarão branco)
    São caçadores de golfinhos, peixes e tartarugas, podendo atacar o homem.
    Foi um prazer trabalhar com a Team Gforum ate um dia amigos!

  11. #11
    Avatar de Serr@no™
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    Cardiff
    Idade
    24
    Posts
    1.690

    Padrão Tubarão-martelo



    Classificação científica

    Reino: Animalia Filo: Chordata Classe: Chondrichthyes Ordem: Carcharhiniformes Família: Sphyrnidae Género: Sphyrna Otubarão-martelo (Sphyrna spp.) é uma género de tubarão, característico pelas projecções existentes em ambos os lados da cabeça, onde se localizam os olhos e as narinas.
    O tubarão-martelo é um predador agressivo que consome peixes, cefalópodes, raias e outros tubarões. Ocorre em áreas temperadas e quentes de todos os oceanos em zonas de plataforma continental. São animais gregários que se deslocam em cardumes que podem atingir os 100 exemplares.
    O ritual de acasalamento do tubarão martelo é muito violento, onde o macho persegue e morde a fémea até esta aceder aos avanços. A fecundação é interna e os ovos são incubados dentro do corpo da fémea ao longo de 10 a 12 meses, até esta dar à luz cerca de 12 a 15 juvenis totalmente formados. A espécie não presta cuidados parentais às crias.
    A forma aero-dinâmica da sua cabeça proporciona-lhe uma maior velocidade na hora de girar a cabeça. E também transportam um número maior de ampolas de Lorenzini, que têm a função de detectar campos magnéticos tão minúsculos como o batimento cardiaco de pequenos peixes.
    Foi um prazer trabalhar com a Team Gforum ate um dia amigos!

  12. #12

    Registo
    Nov 2006
    Idade
    42
    Posts
    88

    Wink

    muito bem espelicado [email protected]

  13. #13

    Registo
    Nov 2006
    Idade
    42
    Posts
    88

    Wink

    [email protected] esto a ver que d peixes tu es um maestro

  14. #14

    Registo
    Nov 2006
    Idade
    42
    Posts
    88

    Wink

    [email protected] e um dos peixes que mais ademiro

  15. #15

    Registo
    Nov 2006
    Localização
    Guimarães
    Idade
    25
    Posts
    2.237

    Post tubarao bicolor



    Nome científico: Labeo bicolor

    Origem
    Peixe originário da Tailândia.

    No aquário
    Esta espécie, apesar de ser muita atractiva pelo seu aspecto, desaconselha-se vivamente para aquário comunitário onde haja peixes muito pequenos.

    É voraz e agressivo, e normalmente provoca a morte dos peixes de menor dimensão.
    Com peixes de igual ou maior tamanho tende a ser mais pacifico.

    Tamanho
    Comprimento quando adulto 15 cm

    Água
    Temperatura da água 22º a 26º
    Quando a amizade é sincera
    o esquecimento é impossível!

Página 1 de 2 12 Último

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar