Página 1 de 2 1 2 Último
  1. #1
    Avatar de migel
    Registo
    Sep 2006
    Localização
    Douro "Património Mundial"
    Idade
    56
    Posts
    15.633

    Padrão Insectos da Letra F

    Insectos da Letra F
    Cump
    Migel

  2. #2

    Registo
    Nov 2006
    Localização
    Guimarães
    Idade
    25
    Posts
    2.237

    Padrão As Formigas

    Acredita-se que o surgimento das formigas na Terra deu-se durante o período Cretáceo (há mais de 100 milhões de anos) e pensa-se que elas evoluíram a partir de vespas que tinham aparecido durante o período Jurássico.


    Por vezes, confundem-se as térmitas (cupins) com as formigas, mas pertencem a grupos distintos.

    As formigas distinguem-se dos outros insetos – mas algumas destas características são comuns a alguns tipos de vespas - por apresentarem:

    Uma casta de obreiras sem asas;
    As fêmeas são prognatas (peças bucais no acron);
    Presença de um ‘’saco infrabucal’’ entre o lábio e a hipofaringe;
    Antenas articuladas, com o artículo distal alongado (exceto nas subfamílias Armaniinae e Sphecomyrminae);
    Glândula metapleural nas fêmeas, abrindo na base das patas posteriores;
    Segundo segmento abdominal formando um “pecíolo” (pouco diferenciado nas Armaniinae);
    As asas anteriores não apresentam nervuras ramificadas;
    A rainha perde as asas depois da cópula, que é realizada em voos de milhares de indivíduos.
    O estudo das formigas denomina-se mirmecologia

    • Organização social das formigas


    Formiga vista ao microscópio eletrônico.Embora nem todas as espécies de formigas construam formigueiros, muitas fazem autênticas obras de engenharia, normalmente subterrâneas, com um complexo sistema de túneis e câmaras com funções especiais – para o armazenamento de alimentos, para a rainha, o “berçário”, onde são tratadas as larvas, etc.

    As sociedades das formigas são organizadas por divisão de tarefas e a cada tipo de tarefa corresponde um tipo de indivíduos diferente, muitas vezes chamados castas.

    A função da reprodução é realizada pela rainha e pelos machos. A rainha vive dentro do formigueiro, é maior que as restantes formigas, perde as asas depois de fecundada e durante toda a sua vida põe ovos. Os machos aparecem apenas quando é necessário fecundar uma nova rainha, o que acontece durante um vôo em que participam milhares de fêmeas e machos alados; depois da fecundação, os machos não são autorizados a entrar no formigueiro e geralmente morrem rapidamente.

    As restantes funções – procura de alimentos, construção e manutenção do formigueiro e sua defesa – são realizadas por fêmeas estéreis, as obreiras. Em certas espécies, as obreiras que realizam as diferentes funções estão também divididas em castas. Normalmente, as que se ocupam da defesa – ou para o ataque, uma vez que algumas espécies são predadoras de animais que podem ser maiores que elas - têm as peças bucais extremamente grandes e fortes.

    Existe também outras 2 funçoes;a de operario e a de soldado.As operarias tomam conta dos bebes-formigas,fazem a limpeza da casa e vão atras de comida.Ja as formigas soldados guardam a entrada do formigueiro sem descanso.


    • Desenvolvimento


    As pequenas formigas desenvolvem-se por metamorfoses completas, passando por um estado larvar equivalente à lagarta dos outros insectos e pelo estado de pupa. A lagarta não tem pernas e é alimentada pelas obreiras por um processo chamado trofalaxia, no qual a obreira regurgita alimentos por ela ingeridos e digeridos. Os adultos também distribuem alimento entre si por este processo. As larvas e pupas precisam de temperatura constante para se desenvolverem e, por isso, são transferidas para câmaras diferentes, de acordo com o seu estágio de desenvolvimento.

    A diferenciação em castas é determinada pelo tipo de alimento que recebem nos diferentes estados larvares e as mudanças morfológicas que caracterizam cada casta aparecem abruptamente.

    • Comportamento das formigas


    Formigas sobre folhasAs formigas comunicam entre si através de compostos químicos chamados feromonas e, como estes insetos passam muito tempo no solo, as mensagens químicas estão mais desenvolvidas que noutros himenópteros. Por exemplo, quando uma obreira encontra comida no caminho para o formigueiro – que ela reconhece através de pontos de referência e da posição do sol -, ela deixa marcas químicas que outras formigas irão seguir. Por outro lado, uma formiga esmagada deixa uma feromona de alarme que, se for numa grande concentração, faz com que as formigas que estiverem próximas entrem em ataque.

    Como os restantes insetos, as formigas cheiram com as antenas. Quando duas formigas se encontram, tocam as antenas e as feromonas que estiverem presentes fornecem informação sobre o estado de alimentação de cada uma, o que pode levar à trofalaxia, ou seja, uma delas regurgita a comida para a outra. A rainha produz uma feromona especial que indica às obreiras quando devem começar a criar novas rainhas.

    As formigas atacam e defendem-se mordendo ou picando, por vezes injectando compostos químicos no animal atacado, em especial, o ácido fórmico.

    • Tipos de formigas


    Há uma grande diversidade de formigas e dos seus comportamentos:

    As formigas-correição, da América do Sul e de África, não constroem formigueiros permanentes e alternam entre uma vida nômade e a organização de abrigos temporários formados pelos corpos das obreiras. As sociedades reproduzem-se, quer por vôos nupciais, quer por divisão do grupo, em que um grupo de obreiras se separa e cava um ninho para criar novas rainhas. Os membros de cada grupo distinguem-se pelo olfacto e normalmente atacam outros intrusos.
    Algumas formigas atacam outros formigueiros, roubam as pupas e criam-nas como obreiras – como escravos! Algumas espécies, como a formiga da Amazónia (por exemplo, Polyergus rufescens), tornaram-se totalmente dependentes destes escravos, ao ponto de, sem eles, serem incapazes de se alimentar.
    As “formigas-pote-de-mel” criam obreiras especiais, cuja única função é armazenar comida nos seus próprios corpos para o resto do grupo, ficando geralmente imóveis, com grandes abdómens cheios de comida. Em locais secos, mesmo desertos, em África, América do Norte e Austrália, estas formigas são consideradas um “petisco” delicioso.
    As “formigas-tecelãs" (Oecophylla) constroem ninhos em árvores cosendo folhas, que juntam formando pontes de obreiras e depois cosendo-as com seda que obtêm de larvas criadas para esse efeito.
    As “formigas-cortadoras” dos gêneros Atta e Acromyrmex pertencem à tribo Atinni, e vivem exclusivamente nas regiões neotropical e sul dos Estados Unidos. Ao contrário do que se pensa, as formigas não se alimentam ingerindo as folhas que cortam. Alimentam-se de um fungo que elas criam dentro do formigueiro. Elas possuem várias castas, com funções específicas na manutenção da colônia. Umas cortam e/ou carregam folhas, flores e ramos, outras cuidam da limpeza e da defesa da colônia, e outras ainda do cultivo do fungo e do cuidado com os filhotes, chamados larvas. As formigas da casta das "jardineiras", cortam as folhas e, ao fazê-lo, aproveitam para se alimentarem da seiva exudada. Estas folhas são carreadas para o interior do formigueiro, onde formigas de outra casta se encarregarão de triturá-las para o cultivo de um fungo de cor branca, base da sua alimentação. O fungo supre as necessidades alimentares de todas as formigas que vivem exclusivamente dentro do formigueiro, como as larvas, e da rainha. Esta, por sua vez, se encarrega de colocar os ovos durante toda a vida e, através de seus descendentes, perpetua a colônia. São conhecidas 14 espécies de formigas cortadeiras do gênero Atta.

    • Relações das formigas com outros organismos


    Formiga ordenhando afídeoAlgumas espécies de afídeos segregam um líquido doce que normalmente é desperdiçado, mas as formigas recolhem-no e, ao mesmo tempo, protegem os afídeos de predadores e chegam a transportá-los para locais com melhor comida.

    Uma relação parecida existe com as lagartas mirmecófilas (“amigas das formigas”) que são criadas por algumas formigas. Estas levam-nas a “pastar” durante o dia e recolhem-nas ao formigueiro à noite. As lagartas têm uma glândula que segrega igualmente um líquido doce que as formigas “mungem”, massageando o local onde está a saída da glândula.

    Ao contrário, existem lagartas mirmecófagas (que comem formigas): estas lagartas segregam uma feromona que faz as formigas pensarem que a lagarta é uma das suas larvas, levam-nas para o formigueiro, onde as lagartas se alimentam das larvas das formigas.

    • Humanos e formigas


    Um tipo de formiga doméstica que costuma formar seu ninho em eletrodomésticos como vídeo cassete ou computador por causa da temperatura, podendo muitas vezes danificá-los. Elas costumam habitar partes ocas na parede da casa.As formigas são úteis porque podem ajudar a exterminar outros insectos daninhos e a aerificar o solo. Por outro lado, podem tornar-se uma praga quando invadem as casas, jardins e campos de cultivo. As “formigas-carpinteiras” destroem a madeira furando-a para fazer os seus ninhos.

    Algumas espécies, chamadas “formigas-assassinas”, têm a tendência de atacar animais muito maiores que elas, quer para se alimentarem, quer para se defenderem. É raro atacarem o homem, mas podem dar picadas muito dolorosas e, se forem em grandes números, podem causar dano permanente ou matar por alergia grave.

    As formigas encontram-se em muitas fábulas e histórias infantis da cultura ocidental, representando o trabalho e esforço cooperativo, assim como agressividade e espírito de vingança. Em partes de África, as formigas são consideradas mensageiras dos deuses. Algumas religiões dos índios norte-americanos, como os Hopi, consideram as formigas como os primeiros habitantes do mundo. Outras usam picadas de formigas em cerimónias de iniciação, como teste de resistência.

    • Tempo de Vida

    Desde a etápa em que são ovos, até se tornarem adultas, as formigas demoram entre 6 a 10 semanas. Algumas trabalhadoras podem viver até 7 anos, enquanto que as raínhas conseguem viver mais de 15 anos.
    Última edição por nita_vsc; 15-01-2008 às 17:58.
    Quando a amizade é sincera
    o esquecimento é impossível!

  3. #3
    Avatar de Grunge
    Registo
    Aug 2007
    Localização
    Brunoy,France
    Idade
    37
    Posts
    5.124

    Padrão Formiga Argentina

    Formiga Argentina



    A Formiga Argentina tem, como o próprio nome indica, origem na Argentina e no Brasil, mais concretamente nas pampas, no norte da Argentina e no sul do Brasil.

    A curiosidade desta espécie é a sua fácil adaptação a novos territórios. A grande maioria de formigas que encontramos nas cidades da Europa tem esta proveniência.
    A sua chegada ao velho continente fica a dever-se ao navegadores espanhóis, que nas suas trocas comerciais com a América do Sul, trouxeram inadvertidamente esta espécie, que, com muita facilidade, se adaptou e se espalhou de forma exemplar.
    Como curiosidade, podemos acrescentar que, se trouxer uma formiga desta raça da sua origem natural e a misturar com as existentes na Europa, ela depressa se integra na comunidade, como se sempre lá tivesse vivido.

    Trabalhadoras incansáveis, estas formigas conseguem transportar pesos até 14 vezes superiores ao seu, respeitam a hierarquia e cumprem religiosamente a sua função em prol da sua colónia.

    A formiga desta espécie é muita agressiva e tem levado ao desaparecimento de outras espécies autóctones na Europa.

    A Formiga Argentina mede cerca de 3 mm (obreiras) e 6 mm (rainha).As obreiras podem viver até aos 6 anos e a rainha até aos 12.

  4. #4
    Avatar de Grunge
    Registo
    Aug 2007
    Localização
    Brunoy,France
    Idade
    37
    Posts
    5.124

    Padrão Formiga Carnivora

    Formiga Carnivora



    Esta formiga é originária do Maranhão, no Brasil, não se conhecendo outras origens, nem se tendo verificado nenhuma migração ou invasão de outros territórios.

    A Dinoponera gigantea é a maior formiga do mundo, pelo menos, é a maior registada até ao momento.

    Ao contrário de outras formigas, esta é venenosa e usa o seu veneno para imobilizar e matar pequenos insectos rastejantes, pequenos répteis e até ratos.

    Nas colónias desta espécie, não existe uma rainha que já o é quando nasce, a ordem hierárquica é definida depois de uma luta entre algumas das obreiras, tornando-se a vencedora, automaticamente, rainha.Para além de atacar as suas vítimas com o propósito de as comer, esta espécie só ataca com o seu ferrão venenoso quando se sente ameaçada.
    Esporadicamente, uma ferradela deste animal pode provocar a morte aos humanos, mas para isto acontecer, a vítima tem, necessariamente, de ser alérgica ao veneno desta espécie.
    Este, só por si, não é suficiente para matar uma ratazana, muito menos um humano. Felizmente, para a grande maioria das pessoas a sua mordida é perfeitamente inócua.

    Esta espécie vive em buracos escavados no chão, a uma profundidade que varia entre os 2 e os 2,5 m.

    A Formiga Carnívora Gigante pode atingir os 3 cm e viver cerca de um ano.

  5. #5
    Avatar de Grunge
    Registo
    Aug 2007
    Localização
    Brunoy,France
    Idade
    37
    Posts
    5.124

    Padrão Formiga alada

    Formiga alada
    Hypoponera punctatissima


    Aspecto

    * Castanha avermelhada.
    * Obreiras com 2mm de comprimento.
    * Um grande segmento no pedicelo.
    * Os primeiros dois segmentos do abdómen estão contraídos.
    * Apresenta ferrão.

    Ciclo de vida

    * Pouco se sabe do seu ciclo de vida.

    Hábitos

    * As obreiras procuram alimentos aleatoriamente e não deixam trilhos, uma vez que as presas vivas são perseguidas, especialmente colêmbolos. Raramente são vistas no exterior.
    * Características da colónia – formam colónias o ano inteiro. As adultas com asas encontram-se, muitas vezes, em dispositivos de controlo de insectos voadores - Luminos.
    * Localização dos ninhos – em detritos e resíduos húmidos. Fendas à volta de esgotos e atrás de azulejos partidos.

  6. #6
    Avatar de Grunge
    Registo
    Aug 2007
    Localização
    Brunoy,France
    Idade
    37
    Posts
    5.124

    Padrão Formiga preta de jardim

    Formiga preta de jardim
    Lasius niger


    Aspecto

    * Obreiras, 4-5 mm de comprimento.
    * Rainhas, 15 mm de comprimento.
    * Cor: a coloração varia de preto a castanho escuro
    * Pequeno segmento delgado na parte central (pedicelo).
    * Sem ferrão.

    Ciclo de vida

    * As rainhas passam o Inverno na terra. A postura acontece no fim da Primavera. As larvas surgem 3-4 semanas depois.
    * As larvas alimentam-se de secreções das glândulas salivares das rainhas, até emergirem as primeiras formigas obreiras.
    * As formigas obreiras cuidam das larvas, constroem os formigueiros e procuram alimentos.
    * Os machos férteis surgem mais para o fim da estação.

    Hábitos

    * Na procura de alimentos, as formigas obreiras seguem trilhos bem definidos em volta dos locais onde podem encontrá-los. Preferem os doces, mas também procuram alimentos com proteínas.
    * Características da colónia – o acasalamento entre rainhas e machos férteis acontece no período da enxameação, a meio ou no fim do Verão. Os machos morrem depois de acasalarem.
    * Localização dos formigueiros – frequentemente, na terra ao ar livre e debaixo de lajes no pavimento, nas áreas soalheiras dos edifícios. A localização dos formigueiros pode ser identificada pela presença de terra em pó muito fina a rodear o buraco da saída.

  7. #7
    Avatar de Grunge
    Registo
    Aug 2007
    Localização
    Brunoy,France
    Idade
    37
    Posts
    5.124

    Padrão Formiga faraó

    Formiga faraó
    Monomorium pharaonis


    Aspecto

    * Obreiras de 1,5-2mm de comprimento, castanhas amareladas, com abdómen castanho.
    * Machos com 3mm de comprimento, pretos, com asas.
    * Rainhas com 3,5-6mm de comprimento, vermelhas escuras, com asas.
    * Olhos pretos. Dois pequenos segmentos no pedicelo.

    Ciclo de vida

    * Colónias com múltiplas rainhas
    * A colónia pode formar-se em qualquer altura do ano
    * As adultas com asas raramente voam, pelo que raramente são vistas. Perdem as asas pouco depois do acasalamento.

    Hábitos

    * Deixam carreiros bem definidos, muitas vezes associados aos sistemas de aquecimento. Dentro de casa, alimentam-se de produtos ricos em proteínas - carne, gorduras, sangue, insectos mortos, etc.
    * Características da colónia – as novas colónias são formadas, muitas vezes, a partir de formigueiros que sofreram perturbações, por exemplo, em resultado de tratamentos com insecticidas. Cada rainha produz até 3500 ovos durante o seu ciclo de vida.
    * Localização dos ninhos – cavidades profundas em edifícios aquecidos. Encontram-se muitas vezes em hospitais. Associados a condições de humidade. As colónias podem ir de algumas dúzias a 300.000 indivíduos.

  8. #8
    Avatar de Grunge
    Registo
    Aug 2007
    Localização
    Brunoy,France
    Idade
    37
    Posts
    5.124

    Padrão Formiga do fogo

    Formiga do fogo
    Hypoponera punctatissima


    Aspecto

    * Obreiras de 3–6mm de comprimento; Rainhas de 15mm de comprimento.
    * Castanho acobreado na cabeça e no corpo, com abdómen mais escuro.
    * A Solenopsis tem uma antena de dois segmentos muito distinta, mais visível na parte da frente da formiga fêmea reprodutora.

    Ciclo de vida

    * Depois de formar colónia e acasalar, a rainha procura um local adequado para depositar os seus ovos. Depois de encontrar o local ideal, pode depositar até 125 ovos no fim da Primavera.
    * As larvas surgem 8 a 10 dias depois e a fase da pupagem dura 9 a 16 dias.
    * As larvas alimentam-se de secreções das glândulas salivares das rainhas e dos músculos das asas, até emergirem as primeiras formigas obreiras. Depois deste primeiro lote de larvas se transformar em obreiras, a rainha volta a efectuar mais posturas – pode depositar até 1500 por dia. As formigas obreiras cuidam das larvas, constroem os formigueiros e procuram alimentos.
    * Os machos férteis surgem mais para o fim da estação.

    Hábitos

    * A dieta alimentar das obreiras consiste em animais mortos, incluindo insectos, minhocas e vertebrados. As obreiras também colhem melaço e forragem para a sua dieta de açúcares, proteínas e gorduras.
    * Características da colónia – o acasalamento entre rainhas e machos férteis acontece no período da enxameação, a meio ou no fim do Verão. Os machos morrem depois de acasalarem.
    * Os locais dos formigueiros identificam-se por montículos de terra até 40cm, podem-se encontrar perto de objectos no solo ex: troncos.
    * Se forem atacadas, podem reagir agressivamente com uma ferroada dolorosa, que faz aparecer uma pústula passadas cerca de 48 horas.
    * Estas formigas são uma praga grave, tanto urbana como agrícola, destruindo sementeiras e invadindo zonas residenciais exteriores e interiores.

  9. #9
    Avatar de Luz Divina
    Registo
    Dec 2011
    Localização
    Entre o céu e a terra.
    Idade
    54
    Posts
    5.992

    Padrão Formiga Allomerus




    Formiga Allomerus


    (Allomerus decemarticulatus)


    A formiga alloumerus é uma espécie de formiga que é notável para a sua simbiose com o seu hospedeiro tripartido planta e um fungo, que ele usa a emboscada muito maior presas como gafanhotos.


    Cientistas descreverão a forma como as formigas tem cabelo na planta hospedeira (Hirtella physophora) e vinculou juntamente com um efeito de micélio (a hifa é um longo e ramificado filamento que em conjunto com outras hifas forma o talo de um fungo)fungos crescido (bolores pretos, um complexo de espécies).

    Eles fazem isto, a fim de tornar uma plataforma de galerias de armadilhas, para pegar insetos maiores e, assim, completar a sua ingestão de fixar nitrogênio.

    As formigas imobilizam as suas presas por se esconder em buracos, com as suas mandíbulas abertas, à espera de um inseto na terra.

    Nas armadilha para os insetos, as formigas agarraram qualquer inseto (pernas, antenas, ou asas) que se mudou dentro e fora dos buracos, assim pegar o inseto.

    Eles então ferroa-os tanto quanto necessário para querer matá-lo ou paralisá-lo completamente. Então, dependendo de seu tamanho, eles vão quer desmembrá-la no local e transportar as partes de volta ao ninho ou desmembrá-la depois de ter voltado ao ninho.

    Comprimento total das trabalhadoras em torno de 1,5 a 2 mm. Corpo cor amarela,ou amarelo avermelhado.




    Filo: Arthropoda

    Classe: Insecta

    Ordem: Hymenoptera

    Familia: Formicidae




    Caracteristicas:

    cor: amarela

    tamanho: 1,5 a 2 mm





    achetudoeregiao
    Xi-coração da Luz Divina


    Sou a Luz






  10. #10
    Avatar de Luz Divina
    Registo
    Dec 2011
    Localização
    Entre o céu e a terra.
    Idade
    54
    Posts
    5.992

    Padrão Formiga Correição




    Formiga Correição


    Formigas correição do gênero Dorylus


    Formiga correição, tauoca, tanoca ou taoca é a designação comum a cerca de 200 espécies formigas carnívoras, notórias por organizarem expedições periódicas de milhares de indivíduos.

    Não constroem colónias e têm um modo de vida em constante movimento. Algumas aves seguem regularmente essas expedições, aproveitando os insetos e outros pequenos animais que tentam escapar do ataque das formigas.

    As formigas correição formam casas vivas com estrutura de tijolos armado com seus corpos. São extremamente inteligente, passam por qualquer obstáculos até mesmo lagos ou rios.



    Formiga Correição O grupo inclui espécies de diferentes subfamílias e diferentes linhagens filogenéticas Formiga Correição que desenvolveram o mesmo comportamento de acordo com os princípios da evolução convergente.

    O termo formiga-correição, não corresponde, portanto, a nenhum taxon em particular dentro da família Formicidae.




    Subfamília Ponerinae
    Leptogenys (algumas espécies)
    Onychomyrmex
    Simopelta
    Pheidolegeton
    Subfamília Leptanilloidinae
    Asphinctanilloides
    Leptanilloides
    Subfamília Leptanillinae
    Anomalomyrma
    Leptanilla
    Phaulomyrma

    Protanilla
    Yavnella


    Formiga Correição
    Subfamília Ecitoninae
    Aenictus
    Cheliomyrmex (marabuntas)
    Dorylus
    Eciton
    Labidus
    Neivamyrmex
    Nomamyrmex






    achetudoeregiao
    Xi-coração da Luz Divina


    Sou a Luz






  11. #11
    Avatar de Luz Divina
    Registo
    Dec 2011
    Localização
    Entre o céu e a terra.
    Idade
    54
    Posts
    5.992

    Padrão Formiga Leão



    Formiga Leão




    Este inseto curioso não é formiga nem leão, mas recebe tal nome por causa da sua larva, que é muito feroz contra outros insetos, especialmente formigas.

    Essa larva tem corpo carnudo e espesso. suas grandes mandíbulas juntam-se como uma pinça e têm espinhos e pêlos. Para pegar sua vítima, a formiga leão faz um buraco no solo, com 5 cm de profundidade e 8 cm de abertura.

    Ela cava com as pernas traseiras e remove a areia com aboca, sob a forma de bolinhas. Quando a armadilha está pronta, a formiga leão enterra-se na areia, deixando de fora a extremidade de sua mandíbulas, à espera da vítima.

    Quando um inseto chega ao buraco, os grãos de areia que rolam avisam a formiga-leão, que desenterra a cabeça e lança um jato de areia sobre ele. A vítima cai no fundo do buraco e é colhida pelas fortes mandíbulas da formiga leão.

    Esse inseto habita as florestas de coníferas, na Europa central e em todos os Estados Unidos. O adulto possui dois pares de asas que, quando paradas, cobrem o corpo como um abrigo. A formiga leão voa apenas ao anoitecer ou à noite. A vida do adulto é curta: da primavera ao outono.


    Filo: Arthopoda
    Classe: Insecta
    Ordem: Neuroptera
    Família: Myrmeleontidae



    Características:
    Comprimento: até 4 cm
    Envergadura: cerca de 8 cm
    Antenas filiformes
    Olhos: brancos, ovais, pegajosos
    Período larval: 1 a 3 anos
    A larva pode jejuar durante 8 meses
    A ninfa torna-se adulta em 1 mês




    achetudoeregiao
    Xi-coração da Luz Divina


    Sou a Luz






  12. #12
    Avatar de Luz Divina
    Registo
    Dec 2011
    Localização
    Entre o céu e a terra.
    Idade
    54
    Posts
    5.992

    Padrão Formiga Planadoras



    Formiga Planadoras











    (Cephalotes atratus)


    Um cientista, de seu nome Stephen Yanoviak, encontrava-se no ano de 2004 empoleirado a 30 metros de altura nas selvas do Equador, à espera que mosquitos se alimentassem do seu próprio sangue, quando se desembaraçou de algumas formigas que estavam a mordê-lo, empurrando-as das alturas.

    Uma queda dessas no perigoso chão da floresta, ou dentro de água, levaria em princípio à morte dos infelizes insetos.

    Só que, para espanto de Yanoviak, as formigas executaram umas fabulosas voltas de 180 graus e conseguiram pousar no tronco, subindo de volta ao local de onde tinham sido empurradas.

    Estava descoberto o vôo planado das formigas da espécie Cephalotes atratus.




    achetudoeregiao
    Xi-coração da Luz Divina


    Sou a Luz






  13. #13
    Avatar de Luz Divina
    Registo
    Dec 2011
    Localização
    Entre o céu e a terra.
    Idade
    54
    Posts
    5.992

    Padrão Friganídeo



    Friganídeo






    (Phrygana strita)


    Larvas que se vestem

    As larvas de friganideo constroem uma capa dura onde seu corpo pode desaparecer quase inteiramente. Para se deslocar, o friganideo retiram a cabeça, o tórax e as patas e deixam o abdome, cuja extremidade é provida de duas presas que permitem o animal amarrar-se ao fundo da capa: a larva de friganideo arrasta-a atrás de si sempre que se desloca.

    Esta capa é feita de diversos materiais, ligados com a seda segregada pela larva. É cilindrica, aberta na frente e fechada na parte de trás por uma rede de seda que deixa a água circulando ao longo do abdome: aí estão as brânquias externas, que asseguram a respiração da larva friganidea.



    Existem centenas de espécies de friganídeos espalhados pelas águas estagnadas do mundo todo. As larvas são vegetarianas.

    Ocorrem, no entanto, espécies que são carnívoras e estas caçam insetos aquáticos. Os adultos, ao contrário, tem as mandibulas atrofiadas e se alimentam unicamente de néctar durante sua breve existencia aérea. Os ovos são postos em cima da água, em pleno vôo.



    Filo: Arthropoda
    Classe: Insecta
    Ordem: Trichoptera
    Família: Phyganidae



    Caracteristicas:
    (friganídeo estriado)
    Comprimento (adulto): 30 mm
    Capa: 40mm




    achetudoeregiao
    Xi-coração da Luz Divina


    Sou a Luz






  14. #14

    Registo
    Jun 2010
    Posts
    5.089

    Padrão

    Belo post Tina ,é o último que vejo ,como membro da team ,apresentei a minha saída bem agora ,continua o teu bom trabalho ,tás no caminho certo
    Tchau amiga e colega da Team

  15. #15
    Avatar de newpine
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    71
    Posts
    1.935

    Padrão

    Ué !

    Zé , isso é brincadeirinha , não ?

    Tás a "gozar" com a malta...

    Deixa-te estar aqui , não faças asneiras.

    E logo com um friganídeo ...nem nome de ave...
    Última edição por newpine; 20-09-2012 às 20:08.

Página 1 de 2 1 2 Último

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar