X PortoCartoon abre sexta-feira no MNI com 400 cartoons sobre os Direitos Humanos

O X PortoCartoon - World Festival abre ao público sexta-feira, no Museu Nacional da Imprensa (MNI), no Porto, com 400 cartoons vindos de todo o mundo sobre o tema dos Direitos Humanos

«Os desenhos patentes pretendem, através do humor, alertar para a contínua violação dos Direitos Humanos, em pleno séc. XXI e no ano em que se assinala o 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos», disse o director do MNI, Luís Humberto Marcos.

O cartunista Augusto Cid foi o vencedor do Grande Prémio, tornando-se o primeiro artista português a conquistar o 1º Prémio do festival que está a comemorar dez anos.

O seu trabalho «A Chama Olímpica» retrata bem as questões dos Direitos Humanos, neste caso entre a China e o Tibete.

Cid já foi alvo de uma exposição antológica por parte do Museu Nacional da Imprensa em 2004. Denominada «O Cavaleiro do cartoon» a mostra apresentou cerca de 120 dos seus melhores desenhos feitos ao longo da carreira.

O segundo prémio foi atribuído a Muhittin Koroglu, da Turquia, e o terceiro a dois artistas ex-aequo: Dálcio Machado, do Brasil e Taeyong Kang, da Coreia do Sul.

A elevada qualidade dos trabalhos, levou o júri internacional do concurso a atribuir ainda 15 Menções Honrosas a artistas de 10 Países: Azerbeijão, Bélgica, Brasil (2), Colômbia, Coreia do Sul, Espanha, França, Inglaterra, México, Polónia, Portugal, Turquia (3).

Esta é a primeira vez ao longo dos dez anos de concurso que se regista uma participação geograficamente tão alargada, 70 países, o que representa um crescimento de 20 por cento em relação a 2007.

Tanto em termos de cartunistas como de desenhos, foi ultrapassada a participação dos anos anteriores, com cerca de 2000 desenhos de mais de 500 artistas apresentados ao júri, dos quais foram escolhidos 400 cartoons.

O programa do PortoCartoon, considerado pela Federação Internacional de Organizações de Cartoon, um dos três principais festivais de desenho humorístico do mundo, integra este ano ainda uma participação especial da Amnistia Internacional (AI) Portugal, uma exposição de Daumier, a mostra «O Humor de Ronaldo», do vencedor do Prémio do Publico do IX PortoCartoon e a Festa da Caricatura, entre outras surpresas.

Denominada «A DUDH: 30 Artistas Portugueses» a mostra da Amnistia Internacional apresenta ilustrações dos artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) que este ano comemora 60 anos.

Outra iniciativa em destaque é a exposição que celebra o bicentenário do nascimento do francês Honoré Daumier (1808-1879), considerado um dos mais brilhantes desenhadores satíricos de sempre, com uma mostra composta por 30 desenhos deste artista.

Esta mostra apresenta algumas peças raras, com destaque para uma litografia sobre a guerra civil portuguesa.

O desenho, que retrata a disputa da coroa entre D. Miguel e D. Pedro, foi feito em 1833 e é um dos primeiros trabalhos do autor.

Esta mostra passará a integrar as exposições permanentes do Museu Nacional da Imprensa, reforçando a Galeria Internacional do Cartoon.

O X PortoCartoon tem o patrocínio exclusivo da Caixa Geral de Depósitos e pode ser visto até 31 de Dezembro, no horário habitual do museu, todos os dias (incluindo domingos e feriados) das 15h00 às 20h00.



Lusa/SOL