Uma mulher, viúva, de 40 anos, residente na aldeia de Açores, no concelho de Celorico da Beira, foi anteontem abordada por dois homens, quando conduzia a sua viatura numa estrada camarária, e obrigada a acompanhá-los até a um pinhal. Ali, o veículo terá sido regado com gasolina e incendiado.

A vítima conseguiu fugir, com queimaduras ligeiras. O caso está já a ser investigado pela Polícia Judiciária (PJ) da Guarda, na tentativa de perceber o móbil do crime.

O caso ocorreu cerca das 20 horas, em Açores, quando a mulher se dirigia para casa.

"As pessoas contam que ela foi abordada pelos dois homens e levada para o pinhal, não se sabe com que intenção. O que sei, é que quando chegamos ao local, havia um forte cheiro a gasolina, tudo indiciando que o veículo tivesse sido regado com aquele combustível e depois incendiado", relatou, ao JN, António Marques, comandante dos Bombeiros de Celorico da Beira.

A mulher foi conduzida ao Hospital Sousa Martins, na Guarda, em estado de choque e com queimaduras ligeiras.

O incêndio na viatura e no pinhal foi combatido ainda pelos bombeiros de Vila Franca das Naves e da Guarda.

«JN»