Dinossauro bebé com 70 milhões de anos

Semelhante ao famoso Tiranossaurio o Tarbossaurio pertence o período Cretáceo

Investigadores do Japão e da Mongólia localizaram no deserto de Gobi, ao sul da Mongólia, o fóssil de um esqueleto quase completo de um jovem dinossauro carnívoro, o Tarbosaurio, informou esta quinta-feira a equipa nipónica.

Os restos fossilizados do animal eram semelhantes ao do famoso Tiranossaurio, que viveu na América do Norte, e foram encontrados numa camada geológica com mais de 70 milhões de anos que pertenciam ao período Cretáceo.

«É uma descoberta muito importante porque é muito raro encontrar um esqueleto assim. Como os ossos são muito pequenos é difícil que se convertam em fósseis», explicou uma porta-voz do Museu de Ciências Naturais de Hayashibara, na província de Okayama, Japão.

Um Tarbossaurio adulto pode atingir os 12 metros e pesar seis toneladas

O porta-voz assegurou que é a primeira vez que um esqueleto tão bem conservado de um Tarbosaurio de cinco anos de idade é descoberto. Recuperou-se cerca de 80 por cento do corpo do pequeno dinossauro.

«Só faltava a parte do pescoço e da cauda», referiu o porta-voz. O esqueleto formado por mais de 300 peças tem dois metros de comprimento e é por isso que se sabe que o animal era jovem já que este tipo de dinossauros pode chegar a atingir os 12 metros de cumprimento e pesar cerca de seis toneladas.

Esta descoberta foi realizada em Agosto de 2006 pelos investigadores japoneses da empresa de biotecnologia de Hayashubara, que dirige o Museu. Na extracção dos ossos foram empregues mais de mil horas de trabalho, explicaram os cientistas japoneses.


IOL