Antigo militar Khmer vermelho está há 23 anos no poder





O partido do primeiro-ministro, Hun Sem, anunciou ter obtido uma vitória esmagadora nas eleições parlamentares do Camboja, reconduzindo aquele antigo militar Khmer vermelho há 23 anos no poder.

A popularidade de Hun Sem nas sondagens foi mantida por um ressurgimento do nacionalismo a propósito de uma tensa disputa fronteiriça com a vizinha Tailândia.

A reputação de Hun Sem como homem forte que intimida os seus rivais foi-lhe também útil durante a campanha, com os eleitores a juntarem-se ao líder quando militares cambojanos enfrentaram pela segunda semana tropas tailandesas na disputa de um templo hindu do século XI. Os dois países planeiam retomar as conversações.

Poucas horas depois de as urnas terem encerrado no domingo, o Partido do Povo do Camboja, no poder, aparecia «a liderar em todo o país» e as suas estimativas eram as de que arrebataria 91 dos 123 lugares no Parlamento.

iol