Resultados da Enquete: Qual é para si a razão do elevado número de sinistralidade no nosso País?

Votantes
98. Você não pode votar nesta enquete
  • Álcool / Drogas

    12 12,24%
  • Manobras Perigosas

    1 1,02%
  • Velocidade Excessiva e/ou Excesso de velocidade

    33 33,67%
  • Distracção

    3 3,06%
  • Mau estado das estradas

    2 2,04%
  • Sinalização deficiente

    0 0%
  • Falta de civismo dos condutores

    43 43,88%
  • Outras

    4 4,08%
Página 9 de 9 Primeiro ... 8 9
  1. #121

    Registo
    Sep 2006
    Posts
    27
    Esse Jesus é o treinador do Sporting?
    Não me parece muito esperto!

  2. #122
    Avatar de Silva51
    Registo
    Feb 2010
    Idade
    60
    Posts
    788
    Para mim é tudo, vai das drogas alcool falta de civismo etc etc.

  3. #123

    Registo
    Sep 2016
    Posts
    4
    Concordo com o sr silva51 mas o que eu acho que é o problema maior é a falta de civismo!

  4. #124

    Registo
    Jun 2012
    Posts
    16
    A falta de civismo é a falta de respeito quer por placas de sinalização quer por a regras do código da estrada.
    Por isso penso que será a falta de civismo.

  5. #125
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.241
    Na Europa, assim como em Portugal, ainda não somos os piores nos acidentes rodoviários. Nos países do Terceiro Mundo, a situação é mais complicada.

    A OMS calcula que os desastres viação causarão dois milhões de mortes em 2030 nos países em desenvolvimento e alcançarão a sida como causa de óbitos.

    Carrinhas abarrotadas de gente correndo a toda velocidade, motoristas trabalham por comissão, e os reparos se fazem com durex e não é difícil ver os veículos capotados depois de um acidente.

    A mistura de infraestruturas inadequadas, carros velhos, falta de educação para o trânsito e falta de leis adequadas está na origem dessas cifras. Os países em desenvolvimento possuem metade dos veículos existentes no mundo, mas concentram 80% dos 1,3 milhão de mortes por acidentes viários.

    Pedestres, ciclistas e motoqueiros representam a metade dos mortos.

    Em muitos países em desenvolvimento as cidades se expandem desordenadamente, de forma que a construção apressada de vias de circulação com muita frequência não inclui calçadas para os pedestres ou pistas para os veículos de duas rodas.

    Resultado: metade das vítimas fatais em acidentes são pedestres, ciclistas e motoqueiros.

    As pessoas caminham pelas estradas. Não é difícil ver ciclistas que circulam em sentido contrário ao trânsito e motas pequenas que transportam famílias inteiras e até dezenas de galinhas. Os veículos não têm faróis e as estradas não são iluminadas: deslocar-se de noite significa arriscar a vida.

    Nos países da América Latina, a carteira de motorista simplesmente se compra. Não há controle algum e a corrupção policial é muito frequente.

    Os fabricantes de carros economizam aproveitando as normas de segurança menos exigentes de muitos Estados. Nos países onde não há leis que obrigam a usar o cinto de segurança, como o México, os carros são entregues sem os tais cintos de segurança.

    https://brasil.elpais.com/brasil/201...98_271547.html

  6. #126

    Registo
    Mar 2018
    Idade
    27
    Posts
    2
    Apesar de só ter a carta há cerca de 8 anos acreditem que já tenho muitos milhares de km's feitos seja de carro, ambulância e moto. E tenho visto cada coisa no meu dia-a-dia que enfim... nem comento.

    Na minha opinião seria pela seguinte ordem:

    1º - Falta de civismo! (Uma grande parte do nosso povo falha neste aspecto seja atrás do volante como de qualquer outra forma.)

    Neste nem ponho qualquer tipo de dúvida. A quantidade de "condutores" que trocam de vias sem sinalizar, que "apertam" outros condutores para os obrigar a ceder passagem, "condutores" que pensam que a faixa mais à direita é a faixa central, etc etc etc....
    E então quando estou a circular de mota, dentro de uma localidade, dentro dos limites e aparece um artista a dar sinais de luzes com o intuito de me forçar a encostar à berma para o sr. "condutor" de 4 rodas poder passar? ahaha .. camaradas veiculos MOTORIZADOS de duas rodas pode E DEVE circular no centro da faixa, para evitar ser atropelado.

    2º - Distração

    Eu diria que 99,5% dos nossos condutores pega no telemovél enquanto dirige. Até eu, confesso. Mas há muitos que se perdem completamente na tarefa de enviar uma sms que até se enfiam pela traseira do carro da frente dentro. Mas esta parte da distração enquadra-se perfeitamente com a falta de civismo.

    3º - Mau estado das estradas

    Buracos, alcatrão de baixa qualidade, sinais sem lógica nenhuma? Há e em fartura nas terras de Portugal.
    Quem conhece a Autoestrada do Freixo, ali mesmo em frente ao estádio do Dragão tem um excelente exemplo disso. Qualidade do alcatrão muito fraca, não absorve àgua. Inclinação da via completamente errada. Resultado? Acidentes com fartura, pelo menos 1/dia.

  7. #127
    Avatar de DX2
    Registo
    Jan 2011
    Posts
    5.441
    e os reparos se fazem com durex
    Pois, fazem reparações (PT-PT) com preservativos, estão à espera de quê?

    DX2
    «« O texto acima não foi, nem nunca será, escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico »»

    DEMOCRACIA SEMPRE, ABRIL NUNCA MAIS!



  8. #128
    Avatar de Silva51
    Registo
    Feb 2010
    Idade
    60
    Posts
    788
    Resumindo e concluindo,um condutor português vai bêbado conduzir a caminho de Espanha,em Portugal vai acima dos 120 km hora 160 ou a 200 km esse mesmo condutor português bêbado quando passa a fronteira já respeita a velocidade dentro de Espanha pergunto eu qual é a diferença estar bêbado em Portugal ultrapassa os limites de velocidade e quando entra em Espanha cumpre as velocidades,pois é fácil em Espanha as coimas são pesadas em Portugal as coimas são leves.
    Se fala muito de civismo correcto,se querem mais civismo por parte dos condutores portuguêses é fácil. Basta as coimas serem de grande valores e dar prisão começando por aqui a falta de civismo que temos ainda hoje,ele começa haver mais - se as coimas minimas fossem a partir dos 500 euros amigos havia mais civismo pela parte dos condutores - A má sinilização e estradas em mau estar isso é outra conversa,o que se vê neste país carros estacionados em cima de passeios a policia só multa quando quer,tenho exemplos aqui na minha zona os que estacionavam em cima dos passeios deixaram de o fazer,porque foram multados,outros continuam a estacionar em cima dos passeios,se fosse uma coima minima de 500 euros decerteza que essas pessoas tinham mais cisvismo ,como não exite essas coimas apenas dão o exemplo para outros entacionarem em cima dos passeios e se forem multados a coima pouco deve ultrapassar os 30 euros,amigos eu tambem conduzo e doua a quem doer deviam ser multados com coimas grandes,assim nascia mais civismo por parte dos condutores.Pessoas que não tem seguro dos carros não tem a visturia do carro pessoas a conduzirem sem carta de condução falo pelo meu país só em Portugal se vê esta pouca vergonha.Sem coimas pesadas o civismo pelos condutores em Portugal continua igual,é o deixa rolar e o deixa andar. Amigos todos condutores fazem kaka eu tambem já fiz não sou mais do que ninguem.

  9. #129

    Registo
    Sep 2006
    Idade
    46
    Posts
    483
    todos que conduzimos poderemos cometer erros, disso ninguém está livre. Mas em Portugal existem tantos acidentes porque se dá a carta de condução a qualquer um que tenha dinheiro para a puder pagar, e os exames de condução são uma anedota. Porque não obrigar os alunos das escolas de condução a realizar pelo menos trêz exames antes da puder ter a carta? um em estrada, outro em auto estrada e outro dentro de localidades? Ah e quem fosse apanhado com o telemovelzito a conduzir , com excesso de álcool, ou demonstrar total falta de civismo, que tal inibição para toda a sua vida de de conduzir? È apenas a minha sugestão.

  10. #130
    Avatar de motoqueiro
    Registo
    Nov 2006
    Idade
    63
    Posts
    843
    Falta de civismo em primeiro lugar.

  11. #131
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.241
    Uma das causas mais elevadas de acidentes nas estradas, são o excesso de velocidade, por vezes sob efeito de álcool, e acima de tudo, a falta de civismo.

    O egoísmo e a indiferença ao volante, de querer passar à frente dos outros, mesmo não tendo prioridade.

    Certas manobras perigosas, entre elas, a mais popular e ainda por educar, ao virar de direcção não acender o pisca-pisca antes (só depois), e se a viatura de detrás não se aperceber da manobra, pode causar acidente.

    Outro das infracções cometidas, o uso de telemóvel ao volante, muito banal nas estradas.

    Outro dos condutores alvo de acidentes são os das motas, que tem aumentado a sua taxa de acidentes nas estradas.

    Problemas da sociedade moderna, como o stress e a depressão, resultado de uma vida activa e falta de tempo, agravado com a má formação dos condutores, contribui para aumentar a sinistralidade nas estradas.

Página 9 de 9 Primeiro ... 8 9

Tópicos Similares

  1. Respostas: 0
    Último Post: 26-06-2008, 22:28
  2. Descobrindo qual o seu número IP
    Por helldanger1 no fórum Manuais,Tutoriais & Dicas
    Respostas: 0
    Último Post: 13-03-2007, 18:13

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar