1. #1

    Registo
    Apr 2008
    Idade
    33
    Posts
    3.080

    Padrão Desmotivação no emprego



    Hipocrisia, falta de estratégia, mudanças permanentes, excesso de controlo e injustiças são factores que contribuem para a desmotivação de um colaborador de uma empresa.
    Quer seja patrão quer seja empregado, veja 16 dos factores que podem originar a desmotivação no local de trabalho.

    1) Política da empresa - Se a política adoptada pela entidade empregadora condiciona a progressão na carreira de um trabalhador, este poderá ficar desmotivado, sendo o seu esforço pessoal diminuto

    2) Expectativas mal definidas - Se se exigir rapidez numa determinada tarefa, não se pode, em simultâneo, exigir qualidade

    3) Regras desnecessárias - É ridículo proíbir actividades que não prejudicam o desempenho do trabalhador

    4) Processos de trabalho mal orientados - Quando uma pessoa tem tarefas repetitivas, certamente que a desmotivação surge

    5) Reuniões improdutivas - Perde-se tempo se os colaboradores são obrigados a estar presentes em reuniões sem resultados ou se o assunto das mesmas não lhes diz respeito

    6) Falta de estratégia - Quando se anda "ao sabor do vento", sem nenhuma orientação por parte de um superior, os resultados não são os melhores

    7) Mudanças contínuas - Se o seu chefe passa a vida a alterar o plano de estratégia, poderá estar a contribuir para a sua impaciência e consequentemente a real desmotivação

    8) Concorrência interna - Certas empresas gostam de "picar" os seus colaboradores, ou seja, criar um clima de concorrência. Este tipo de atitude tende a acabar com o espírito de equipa

    9) Desonestidade - Este é um factor bastante forte para originar a desmotivação, assim como a hipocrisia

    10) Retenção de informação - Quando são omitidas determinadas informações, os colaboradores sentem que lhes estão a esconder alguns factos e entendem essa atitude como falta de confiança

    11) Respostas desencorajadoras - Se são dadas negas sucessivas ou respostas desencorajadoras a um trabalhador, este poderá sentir-se inútil e deixar de ter iniciativas

    12) Sub-aproveitamento - Os colaboradores podem perder a motivação se têm poucas tarefas para desempenhar ou se estas forem menos importantes que um outro colaborador, que está ao seu nível

    13) Desempenhos medíocres - Quando consideram que trabalhos de outros, com fraca qualidade, são valorizados, os colaboradores não se esforçam para obter um bom desempenho

    14) Comodismo - Se está acomodado a um cargo, poderá deixar de fazer esforços

    15) Controlo excessivo - A desmotivação surge quando um colaborador é tratado como uma criança e quando todos os seus actos são controlados. Além do mais, o controlo excessivo contribui para a perda do sentido de responsabilidade

    16) Injustiça - A produtividade diminui drasticamente quando um colaborador considera ter sido injustiçado


    Se é responsável por uma secção na sua empresa e está a originar algum destes factores, o melhor será mudar de atitude, pois o contributo de um colaborador poderá ser precioso. Se é colaborador e está a ser prejudicado, o melhor será falar abertamente com o seu superior.



    Saber Viver

  2. #2

    Registo
    Apr 2008
    Idade
    33
    Posts
    3.080

    Padrão Não se deixe abater pela desmotivação



    Uma das formas mais eficazes de perceber se está a ser "atacado" pelo sindroma da desmotivação, é ir ao fundo da questão e tentar perceber de onde surge tal sentimento. Muitas vezes estamos absorvidos com outros problemas externos ao trabalho, mas é sempre mais fácil justificar-nos com o que está mais próximo.


    Na luta contra a desmotivação, talvez ajude:

    1) Fazer uma pausa: tire um mês seguido de férias;

    2) Falar abertamente dos seus problemas de desmotivação com os seus colegas para saber se eles passam de mesmo ou, se já lhes aconteceu, como resolveram;

    3) Não deixar que isso afecte o seu desempenho e entregar-se ao máximo como bom profissional;

    4) Se a desmotivação que o consome é devido ao próprio trabalho que desempenha, tente arranjar novas abordagens, novas perspectivas, novas formas de organização para renovar o trabalho;

    5) Se puder trocar de lugar com algum colega ou mudar de secção tente-o fazer. Muitas vezes, desempenhar outra função, mesmo que seja dentro da empresa onde trabalha, renova o ambiente e dar-lhe outra força de vontade;

    6) Se o problema for em termos monetários tente mostrar o bom profissional que é para o aumento surgir;


    Se ainda acha que não vai lá, o melhor mesmo é começar a procurar um novo emprego.

    Desta vez seleccione algo dentro das áreas de interesse que lhe motivam, para que possa ter sempre algo que, para além de lhe dar o "pão nosso de cada dia", seja divertido e lhe dê gozo fazer.



    Expresso

  3. #3

    Registo
    Apr 2008
    Idade
    33
    Posts
    3.080

    Padrão Como lidar com as críticas



    Todos nós já sofremos críticas. Mas será que sabemos lidar com elas?

    Algumas críticas são boas e deixam-nos muito satisfeitos, outras são desagradáveis e fazem com que fiquemos furiosos. Mas antes de chegar ao estado de fúria, há que perceber o carácter da opinião que lançaram sobre nós, pois nem sempre possuem sentido depreciativo. Muito pelo contrário.


    Em primeira análise, uma crítica sobre o nosso trabalho é sempre desconfortável. Não que seja negativa, mas simplesmente porque o nosso desempenho enquanto profissional está a ser observado e/ou posto em causa por colegas ou patrões.

    Na maioria dos casos, uma crítica nunca é bem aceite, mas o importante, primeiro que tudo, é perceber se de facto estamos a ser alvo de uma crítica ou de uma afirmação meramente opinativa. Se concluirmos que, de facto, fomos alvo de uma crítica, a melhor atitude a tomar é tentar perceber se esta possui razão ou não de existir.

    Acreditamos e damos o melhor para que o nosso trabalho não seja objecto de discussão, mas todos os profissionais, nas áreas mais diversas, são avaliados pelo trabalho desempenhado.

    Normalmente é difícil conseguirmos abstrairmo-nos da produção do trabalho elaborado diariamente por nós e avaliá-lo objectivamente, mas este é o primeiro passo para podermos aceitar e lidar bem com as críticas que nos são dirigidas.


    Críticas Positivas

    Muitas vezes as críticas surgem apenas como forma de reconhecimento do nosso trabalho. Significa que os colegas ou superiores estão de olho em nós e na maneira como funcionamos, e valorizam-no. No entanto, o facto de o estarem sempre a elogiar poderá ter os seus senãos, como o excesso de confiança e uma maior despreocupação nas responsabilidades inerentes à função desempenhada.

    Embora sejam sempre bem vindas, as críticas positivas podem aumentar em demasia o ego e prejudicar a actividade profissional. Portanto, fique atento e não deixe que a vaidade tome conta de si.


    Críticas Negativas

    Ao elaborarem uma opinião depreciativa sobre o desempenho das suas funções, a reacção mais imediata é a de criticar de volta. Está errado! A atitude mais coerente é, depois de assimilar a crítica na sua totalidade, perceber qual a natureza da mesma e se esta tem fundamento.

    Muitas vezes são as críticas por partes de terceiros que nos fazem perceber e corrigir os nossos erros e aperfeiçoar o que se realiza posteriormente. Assim acedemos a uma posição mais favorável pois conquistamos a oportunidade de melhorar a nossa performance e aprender com os nossos erros.

    As críticas negativas também podem ser encaradas como um elogio e são a melhor forma de perceber as falhas que cometemos para depois as corrigirmos.

    Não se deixe abater pelas opiniões ou censuras que os outros fazem de si. Aproveite ao máximo cada relato, cada afirmação, cada declaração favorável ou depreciativa para desenvolver e triunfar nas suas tarefas diárias.

    Já dizia Óscar Wilde "Falem de nós, nem que seja mal!"



    Expresso

Tópicos Similares

  1. Site de Emprego
    Por apaulasousasilva no fórum Centro de Emprego
    Respostas: 0
    Último Post: 07-07-2008, 10:57
  2. Vagas de Emprego
    Por migel no fórum Notícias
    Respostas: 0
    Último Post: 01-07-2008, 10:53
  3. prisão vs emprego
    Por sonic2 no fórum Arquivos
    Respostas: 1
    Último Post: 18-05-2008, 19:31

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar