DJ Carlos Manaça


Carlos Manaça é um dos nomes incontornáveis da "Dance Scene" Nacional, com um trajecto singular. Iniciou a sua carreira profissional no Barreiro, em 1986, mas é em 1992, quando se torna dj residente do “club Cais 447”, no Porto, que o seu trabalho começa a ser conhecido a nivel Nacional. Em 1995 é contratado como dj residente do "Rocks", em Vila Nova De Gaia, onde actua ao lado de quase todos os grandes Djs Interncionais que por lá passaram. Nomes como Danny Tenaglia, Armand Van Elden, Laurent Garnier, Jeff Mills, Josh Wink, Scot Bradford, Dj Sneak, Underworld, entre muitos outros, actuam pela primeira vez em Portugal no "Rocks", transformando este "club" numa referencia a nivel Nacional e Internacional. Em 1995 inicia-se na produçao com os O.L.N. ( um dos primeiros projectos de "dance-music" em Portugal, constituido por Paulo Rocha e Joao Correia ), remisturando "Places of Pleasure" e "Reboot 144", ambos com ediçao pela Kaos Records e mais tarde editado tambem pela já extinta Tribal America, num EP com o nome "Oporto Deep Cuts". Em 1996 decide começar a trabalhar como "freelancer" e passa a ser agenciado pela produtora X-Club, marcando presença em quase todos os grandes eventos Nacionais desde entao. O ano de 1999 marca o aparecimento da Magna Recordings Portugal, Editora que cria com Paulo Rocha, e que rapidamente atinge um lugar de destaque, quer a nivel Nacional quer Internacional. Em 2001 co-produz com Chus & Ceballos o tema "The Strong Rhythm" que atinge os primeiros lugares dos "charts" em todo o Mundo, projectando o seu nome alem fronteiras, levando-o a visitar paises tao distintos como o Luxemburgo, Polonia, Mexico, USA, Espanha, Alemanha, entre outros. Decide, em 2002, frequentar um curso de" Audio-Engineering" na conceituada escola Inglesa SAE, em Madrid, cidade onde vive desde entao. Durante o ano de 2004 decide criar, tambem com Paulo Rocha, uma nova Editora, a "Magnetica", mais vocacionada para uma sonoridade mais "house".
Os “sets” de Carlos Manaça são muito característicos, onde a “percussão” é o elemento fundamental, assim como as influências “étnicas”, elementos que sempre distinguiram as suas actuações e as suas Produções.


Site Oficial AQUI