Polícia Municipal do Porto comemora 70.º aniversário

Nova imagem representa maior segurança

18 veículos e 30 novos agentes representam uma nova imagem da Polícia Municipal do Porto a pensar na segurança para os cidadãos.

Joaquim Sousa



A renovação do parque automóvel, com uma frota de 18 veículos, e os 30 novos agentes da Polícia Municipal (PM) constituem um sentimento de maior segurança na cidade do Porto.
Foi essa a ideia deixada ontem no ar na apresentação da nova imagem da unidade policial, na Praça General Humberto Delgado, no âmbito das comemorações do 70. º aniversário da PM.
O Comandante António Leitão da Silva realçou 'os resultados operacionais obtidos', face ao 'aumento de recursos humanos', 'O desempenho operacional é altamente satisfatório e promissor', acrescentou, sem esquecer 'o apoio inequívoco de Sampaio Pimentel', vereador das Actividades Económicas e Protecção Civil.
O responsável pela estrutura policial considerou que 'há um aumento de sentimento de segurança', com a Polícia Municipal a ter 'um serviço mais eficiente',
'Estamos sempre disponíveis para cumprir as tarefa', procurando que 'todos os elementos cumpram as suas tarefas com rigor', afirmou António Leitão da Silva que fez notar que 'cabe às polícias perceber as géneses dos problemas',

'Segurança mais abrangente '

Rui Rio, presidente da Câmara Municipal do Porto, afirmou que 'as novas viaturas foram pensadas numa lógica de cidade', e que as questões ambientais não foram esquecidas: 'As viaturas têm um baixo nível de CO2 e reduzido consumo de combustível', 'É segurança de uma forma mais abrangente', acrescentou o autarca.
'A polícia existe para proteger os cidadãos. Esperamos uma resposta integrante, ponderada e firme na manutenção de segurança dos cidadãos', apontou, mas não esqueceu que existem 'direitos', e 'deveres', que os cidadãos têm de cumprir.
O líder portuense considerou que a segurança 'deve ser uma preocupação transversal', não só em época de eleições, e deu alento às forças de segurança face às polémicas decisões dos tribunais: 'Vivemos tempos em que os agentes desmoralizam por força de decisões judiciais, mas continuam a trabalhar com todo o seu valor e brio profissional',
O Centro de Estudos de Função Autárquica mantém a formação contínua dos agentes de segurança. Esta nova imagem da PM, a pensar na estrutura urbana da Invicta, resulta de um protocolo no valor de um milhão de euros.

Frota automóvel. Nova imagem da Polícia Municipal do Porto a pensar na segurança

Luís Rocha Graça




Fonte: o primeiro de janeiro