O ar da atmosfera, fina camada gasosa que envolve a Terra, é uma mistura de muitos tipos de gases e vapores diferentes. O ar atmosférico é basicamente composto por oxigénio (21%), nitrogénio (78%), gás carbónico (0,03%) e mais seis gases (0,97%) – argónio, criptónio, hélio, neónio, radónio e xenónio.

O oxigénio é fundamental para a vida no planeta, pois é através dele que os seres vivos produzem água, energia e gás carbónico através de processos como a fotos-síntese. A energia proveniente dessas reacções com o oxigénio é indispensável para a manutenção da vida no planeta.

O nitrogénio, embora seja muito importante, não é absorvido directamente pela maioria dos seres vivos, inclusive o homem. No entanto, sua importância está no fato dele ser absorvido por certas bactérias que vivem no solo e na raiz de certas plantas, como a ervilha, se tornando um elemento importante para a manutenção dos ciclos biológicos.

O gás carbónico é fundamental para as plantas, que realizam o processo de fotos-síntese e geram o oxigénio necessário para o homem. Já alguns gases raros são utilizados em casos específicos, como o argónio que é usado na fabricação de lâmpadas incandescentes.


.