Para começar, o 5.5 litros V8 passa a ser um 6.1 litros com nova aerodinâmica e kit de fibra. A configuração da suspensão também é alterada, assim como as jantes e pneus, os spoilers e a asa traseira.

O novo 6.1 L desenvolve 445 CV de potência e 635 Nm de binário, valores significativos se olharmos para os originais 360 CV e 510 Nm. Este motor, quando combinado com a caixa automática de 7 velocidades da Mercedes e o diferencial alterado pela Brabus faz com que o modificado SLK faça dos o aos 100 Km/h em 4.3 segundos e chegue a uma velocidade máxima de 305 km/h.

Para parar o carro, a travagem ficou a cargo de maxilas com 6 bombitos de alumínio e discos ventilados e perfurados de 355 mm à frente e maxilas de 4 bombitos e discos de 300 mm atrás.

Opcionalmente há ainda jantes de 19 polegadas e um sistema de suspensão que rebaixa o SLK até 30 mm.

Fonte: Maxi Tuning