Conheça melhor: o Periquito
Uma das aves de estimação mais populares...

Autor: Marcelo Paes




Temperamento:

Os periquitos são aves extremamente alegres e barulhentas, que podem ser criadas em casais e em grandes grupos, até mesmo com outros tipos de aves. No entanto, os periquitos podem também ser criados individualmente, com a condição de que sejam adquiridos numa idade precoce, para se acostumarem com os seus donos. Na verdade, muitas pessoas dizem que os periquitos australianos são as aves mais alegres de que se tem notícia.

É muito comum vermos os mais variados tipos de objectos de brincadeira para estas aves, como por exemplo poleiros, baloiços, bolinhas, e tudo o que existe para manter os periquitos alegres e animados.

Os periquitos são as aves de gaiola mais conhecidas entre o público em geral, principalmente pela seu aspecto alegre e manso, podendo inclusive, aprender algumas palavras se os donos tiverem paciência.


Descrição:

O naturalista John Gould foi o responsável pela primeira saída desta ave do seu país natal, a Austrália, em 1840. Gould publicou um livro a respeito dos periquitos australianos, o que difundiu a espécie por toda a Europa, e em seguida, Estados Unidos e América Latina. A ave fez tanto sucesso que o Governo da Austrália teve que criar leis que punissem o contrabando e a caça ilegal, já que ela estava em risco de extinção. Apesar de não correr mais esse risco, pois hoje em dia o periquito está presente em muitas casas e ambientes ao redor do mundo, a caça continua proibida na Austrália.

Esta ave pode ter aproximadamente 18 centímetros, dependendo da variedade de periquito. A diferenciação entre machos e fêmeas pode ser feita através da cera azul dos machos, enquanto que nas fêmeas é castanha.

Os periquitos são muito fáceis de criar. Esta ave não constrói ninho, e as caixas de ninho são levemente inclinadas para evitar que os ovos rolem e se afastem uns dos outros, e não sejam chocados. Põem entre quatro a seis ovos por ninhada, que são chocados pela fêmea por um período de 18 dias. Depois de nascerem, as crias são alimentadas por ambos os progenitores.

A plumagem surge depois de, aproximadamente, quatro semanas de vida, altura em que ainda não estão prontas para cuidarem de si próprias, sendo necessário o cuidado dos progenitores até as cinco semanas. A coloração definitiva dos periquitos surge após quatro meses de vida.


Alojamento:

Os periquitos da Austrália podem ser criados em qualquer tipo de ambiente, ou seja, aviários fechados, gaiolas, ou ao ar livre. A única coisa que não se recomenda é colocar plantas juntamente com o periquito, pois esta ave vai destruir toda a decoração verde do aviário. Mas, por outro lado, podem colocar diversos tipos de objectos no aviário ou gaiola, para que possam trepar à vontade.

Os periquitos da Austrália são aves muito fortes e não têm qualquer tipo de problema em relação à localização do aviário ou da gaiola. O criador não vai ter qualquer problema, desde que proporcione um bom isolamento no Inverno e um abrigo nocturno para os pássaros.


Alimentação:

A alimentação deve ser à base de verduras, frutos e sementes, além de uma ração especial para periquitos australianos. Seu alimento favorito é o milho verde, que pode ser dado duas vezes por semana, mas retirado após duas horas para não fermentar. É importante também oferecer verduras frescas para facilitar a digestão e arenito. Alpista, aveia descascada e papa fortificante também podem fazer parte da sua dieta. Também pode procurar nas casas especializadas, algum tipo de suplemento vitamínico e cálcio.


Variedades:

Depois de longos anos de criação em cativeiro, podemos encontrar os mais diversos tipos de variações cromáticas nos periquitos da Austrália. Estas aves podem ser classificadas de uma forma geral, em cores normais ou cores gordurosas. As cores normais são as que têm as cores naturais da espécie, como os tons de verde, de azul, cor de malva, cinzentas e violetas.

As cores gordurosas incluem os albinos e os lutinos, que são, respectivamente, as aves brancas e amarelas com os olhos vermelhos. Existem também os periquitos amarelos e brancos, os malhados, os periquitos com marcas anormais, ou aves que apresentam cores desbotadas, ou cores diferentes do normal. Outra espécie relativamente comum é o periquito de rosto amarelo, que apresenta uma máscara amarela, ao invés de branca.


Arca de Noé