A história de Elijah Burke na WWE poderia ter sido bem diferente.

Aquando da passagem de Shelton Benjamin da Raw para a ECW, era suposto que Burke fizesse o trajecto inverso mas o principal escritor da Raw, Brian Gerwitz, recusou a ideia por não ter planos para ele. Foi uma altura em que Gerwitz também recusou Kofi Kingston (que a WWE pretendia chamar aos escalões principais) e, como Michael Hayes do Smackdown também não tinha planos para ele, o "jamaico-ganês" acabou por instalar-se na ECW.

Noutra nota interessante, sabe-se agora que Elijah Burke estava escalonado para integrar os Spirit Squad, mas recusou, por acreditar que aquela gimmick lhe iria matar a carreira. Preferiu esperar por outra oportunidade.

Muitos acreditam que os problemas de Burke se situam na sua falta de atitude, mas outros acham que, com o talento que ele tinha nas promos, poderia vir a ser um "money-maker" no futuro.

Todas estes despedimentos de lutadores que não estavam a ser utilizados têm como justificação o recente controlo de despesas por parte da WWE.