Este “muscle car” do século 21 tem o charme da versão original e consegue ser mais rápido, melhor de conduzir e mais ameaçador para os seus concorrentes.

A sua aparência musculada, a pintura laranja com as duas riscas racing a preto, a grelha do radiador recuada e a traseira fazem este modelo renovado do SRT8 lembrar o original R/T de 1969.

A Eibach também nos faz recordar a estreia do modelo na sua escolha das placas de matrícula. Com uma potência de 425 CV, o motor 6.1 L V8 também corresponde à performance do lendário motor Hemi de 426 CV, o mais potente motor original das primeiras séries. Esta unidade foi importada para a eibach pela USCars24 e homologado para a Alemanha.

A Eibach equipou o Dodge com o sistema de suspensão MultiPro-R2 do seu catálogo de produtos para o mercado americano para lhe dar mais acerto no comportamento em estrada.
Os pneus escolhidos para o Challenger foram os Toyo Proxes T1R em 265/30 R22. Assim assegurou-se que os 569 Nm de binário não se perdem e são efectivamente transmitidos sem perdas de potência. As jantes são as Botticelli III 9.5 x 22 polegadas da OZ. Para dar um toque mais personalizado, o anel exterior das jantes tri-partidas foi pintado com o laranja da carroçaria para lhe dar aquele look custom.

O Challenger também está equipado com uma unidade multimédia Alpine instalada pela XTON de Dortmund. A referência é a IVA-W505R e conta ainda com a colaboração navegadora do PMD-B200P. Os altifalantes são também Alpine, série R, bem como o subwoofer na mala. O amplificador é o PDX-5.
A afinação áudio ficou a cargo do processador PXA-H100 Imprint.

Fonte: Maxi Tuning