Um indivíduo com cerca de 35 anos, que saiu da cadeia há cerca de três semanas, terá tentado violar uma filha, de 12 anos, em Águas Santas, Maia, tendo populares evitado a consumação do acto.

O caso ocorreu pelas 20h20 de sexta-feira, quando dois indivíduos ouviram gritos provenientes de um carro, que se encontrava à entrada de um caminho de mato junto à rua dos Coriscos, em Águas Santas, onde julgaram divisar um adulto e uma criança. O indivíduo foi reconhecido como de etnia cigana, residente num acampamento das redondezas, pelo que decidiram ir procurar auxílio. Mais duas pessoas se prontificaram a ajudar, pelo que o quarteto regressou ao local. Aí, como os gritos da criança continuavam, aproximaram-se do indivíduo que ainda tentou arrancar com a viatura. Todavia, como a traseira estava bloqueada pelo carro dos recém-chegados e a dianteira apontada para um caminho muito íngreme e dificilmente utilizável, o condutor preferiu fugir a pé, abandonando o carro e a criança.

A PSP foi chamada ao local onde confirmou que a menina era filha do suspeito, relatando que o pai teria tentado abusar dela sexualmente. O indivíduo, que ainda não foi interceptado, saiu da cadeia há cerca de três semanas por delitos menores relacionados com condução sem habilitação, sendo que a mãe também se encontra detida actualmente.

A menina, contudo, estava há dez dias por sua conta, fora de casa, o que faz as autoridades duplicarem os cuidados quanto à veracidade das versões do sucedido.

A PJ está agora a apurar o que se terá realmente passado.
Luís Lopes