Ao longo do mês de Janeiro, o número de desempregados inscritos nos centros do IEFP aumentou 44,7% face a Dezembro passado, enquanto o acréscimo face a Janeiro de 2008 se situou acima dos 27%, para os 70 334 novos inscritos, revelam os indicadores mensais do IEFP sobre o mercado de emprego.
Os dados para o «final de mês», o desemprego registado evidenciou uma trajectória ascendente apresentando um acréscimo de 12,1% (mais 48 292 inscrições) face a igual mês de 2008, enquanto o incremento mensal foi de 7,7%, consequência de mais 31 961 desempregados inscritos.

Assim, no final do mês de Janeiro de 2009, estavam inscritos nos Centros de Emprego do Continente e Regiões Autónomas 447 966 desempregados, número que representa 85,5% de um total de 523 986 pedidos de emprego.

A aumento anual do desemprego verificou-se em ambos os géneros, mantendo os homens um acréscimo percentual mais elevado, (+22,6%). Por grupo etário, tanto os jovens como os adultos aumentaram o número de desempregados, com variações percentuais homólogas de, respectivamente, +11,9% e +12,1%.

Comparativamente a Janeiro de 2008, «assistiu-se ao aumento do desemprego de curta duração (+25,6%) e à diminuição do de longa duração (-7,6%)», observa o relatório do Instituto de Emprego e Formação Profissional. A análise regional mostra o acréscimo anual do desemprego nas cinco regiões do Continente. O Algarve e o Centro apresentaram os aumentos anuais mais significativos, respectivamente, +30,8% e +13,9%.

Em contrapartida, o volume de ofertas de trabalho recebidas ao longo do mês, nos Centros de Emprego do País, totalizou 8 821, em diminuição de 17,2% relativamente ao mês homólogo e um aumento de 5,9% quando comparado com o mês anterior.

Diario Digital