O BPP estima que a liquidação do banco custe 350 milhões ao Estado. Isto porque o ministro das Finanças garantiu os depósitos aos clientes.

O Banco Privado, no plano de recuperação e saneamento que foi entregue ao Banco de Portugal no passado dia 24, estima que a liquidação do banco custa directamente ao Estado 350 milhões de euros. Este montante refere-se aos compromissos assumidos pelo Ministro das Finanças no pagamento dos depósitos a clientes e das dívidas a outras instituições de crédito. Não inclui por isso o montante em dívida aos clientes do retorno absoluto. O montante das aplicações em produtos de retorno absoluto, com garantia de capital, ascende a 1,27 mil milhões de euros, cujo valor já caiu para metade.

Diário Económico