Levar os jovens a inscreverem-se para o Exército já não é tarefa fácil, mesmo num país tão patriótico como os Estados Unidos da América. Talvez por verem que a afluência dos futuros recrutas tem sido cada vez menor, a Força Aérea Norte-Americana (U.S. Air Force) tomou uma nova abordagem recorrendo a um Mustang e a um Dodge Challenger.

Construídos em conjunto com a Galpin Auto Sports, a U.S.A.F. pegou em dois dos carros mais emblemáticos do país e transformou-os para chamar a atenção dos mais jovens. Eis a história por detrás do nascimento do Mustang X-1 e do Challenger Vapor. O X1 conta com um lugar central para o condutor/piloto, sendo que o assento é mesmo ejectável, ao passo que o tablier foi totalmente redesenhado, tal e qual um verdadeiro 'Caça'. Até um 'joystick' marca presença. Por fora, o Mustang destaca-se pelo seu 'kit' de alargamento e pelas suas jantes de grandes dimensões.



Como se este Mustang já não fosse suficientemente único, a Força Aérea Norte-Americana decidiu construir um ainda mais exclusivo. O Challenger Vapor faz uso da sua cor preto 'mate' para ser 'indetectável', ao mesmo tempo que a sua câmara de infra-vermelhos detecta todas ameaças nocturnas. No interior, o pára-brisas conta com um sistema Head-Up Display totalmente operacional, disponibilizando todas as informações do veículo ao longo do vidro dianteiro. O posto de condução é também central, com o cockpit a revelar três grandes ecrãs LCD


Não consta que o auto-rádio esteja incluído. Mas se estivesse, e apesar de não ser um carro feito pelo Exército, o condutor/piloto bem poderia cantar a música dos Status Quo: "I'm in the Army Now". AS