quero mijar

Joãozinho vai com sua mãe ao shopping. Depois de caminharem um pouco, fica com vontade de ir ao banheiro e grita bem alto:
— Mãe, eu quero mijar!
A mãe, constrangida, leva Joãozinho ao banheiro. Quando ele sai, ela lhe diz:
— Meu filho, quando você sentir vontade de mijar, diga que quer cantar. Assim mamãe não passa vergonha, tá?
O menino, sem questionar, aceita o que a mãe lhe propõe. Então, toda vez que vão ao shopping, passa a dizer à mãe que quer cantar, quando quer que ela o leve ao banheiro.
Certo dia, Joãozinho vai passar um final de semana na casa do avô. Como o avô era viúvo, os dois dormiram juntos na mesma cama.
No meio da noite, ele levanta e acorda o vovô:
- Vô, eu quero cantar.
O vô, sem saber do que isso se tratava, responde:
— Não, Joãozinho, você vai acordar a vizinhança!
O menino deixa passa mais uns vinte minutos, e diz novamente:
— Vô, eu preciso cantar, vô!
O avô, novamente:
— Não, netinho, amanhã você acorda cedinho e canta pra todo mundo ouvir.
Passam-se mais cinco minutos e Joãozinho, não agüentando mais:
— Por favor, vô, deixa eu cantar, eu não agüento mais, vô, eu preciso cantar!
E o avô, já cansado das reclamações do neto:
— Tá bom, Joãozinho, então canta bem baixinho no meu ouvido