«Crack The Skye» confirma os Mastodon como uma das bandas mais importantes do metal contemporâneo. (por Davide Pinheiro - Disco Digital)

Conscientes do seu enquadramento no contexto actual do metal, os Mastodon arriscam uma obra conceptual próxima de domínios progressivos. Em vez da expectável descarga decibélica, «Crack The Skye» é uma viagem etérea por universos desconhecidos.

Tecnicamente complexo mas, simultaneamente, mais melódico que os anteriores três discos, os Mastodon afirmam-se definitivamente como uma das forças mais importantes do metal contemporâneo. E com um álbum de risco assumido.

«Crack The Skye» conta uma história em três partes numa época em que há uma divisão clara entre um sector de pop que aposta no single enquanto porta de entrada e um outro (no qual os Mastodon se situam) que não se imagina desprendido da ideia de álbum.

A música dos Mastodon (o termo canção é demasiado forte) nunca chega a ser verdadeiramente definível mas é desse mistério que nasce a atracção por uma banda contra natura que, sem preconceitos, pode conquistar territórios além do metal.