Mark Lester, que foi amigo próximo de Michael Jackson, disse este domingo ao jornal «News of the World» que acredita ser o pai biológico de Paris, a filha do «Rei da Pop».

«Em 1996, o Michael perguntou-me se lhe daria esperma, e eu disse que sim. Foi um presente para ele. Não pagou dinheiro nenhum. Foi algo que tive a honra de fazer. Ele queria ter filhos», disse o actor, que ficou famoso como a criança prodígio no filme «Oliver», lançado em 1968.

Aos 51 anos, Lester trabalha agora como médico osteopata e já se mostrou disponível para fazer os testes de ADN. Mas quanto às semelhanças físicas, o ex-actor inglês parece não ter dúvidas.

«A Paris é pálida e tem olhos azuis. Todas as minhas filhas, excepto a mais velha, são brancas com olhos azuis. Muita gente comentou o quanto Harriet e Paris se parecem uma com a outra», disse.

Segundo a agência Efe, Lester, que é padrinho dos três filhos de Michael, aproveitou também para acusar a família Jackson de não atender os seus telefonemas nem responder aos e-mails.

«Foi um segredo guardado durante tanto tempo», recorda Lester, que acrescenta ainda que, independentemente de Paris, Prince e Blanket serem ou não filhos dele, quer manter contacto com as crianças.

«Acho que cruel que me tenham excluído deles», conclui.



iol