As taxas Euribor, praticadas nos financiamentos interbancários, continuam a cair, atingindo novos mínimos, de acordo com a Federação Europeia dos Bancos.

A taxa a três meses baixou 0,005 pontos percentuais para 0,854 por cento, o que representa um novo mínimo.

No prazo de seis meses, principal indexante do crédito hipotecário em Portugal, a descida caiu de 1,113 por cento para 1,111 por cento, atingindo igualmente um novo mínimo.

Na taxa a 12 meses, o decréscimo foi de 0,004 pontos para os 1,330 por cento.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de bancos está disposto a emprestar dinheiro no mercado interbancário.


JN