O líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, mostrou-se preocupado com o que classifica de «jogo do empurra» entre os líderes do PS e do PSD, José Sócrates e Manuela Ferreira Leite respectivamente, no que respeita aos debates televisivos nas legislativas.

José Sócrates aceitou participar em três debates televisivos: dois frente-a-frente com a líder do PSD e um debate alargado com os presidentes dos cinco partidos com representação parlamentar.

Comentando a planificação dos debates, Louçã, citado pela agência Lusa, disse temer que se corra o risco de se «esvaziar» a sua importância com questões menores e considerou que devia haver dois grandes debates sobre temas essenciais ao país.

«Devia haver dois debates sobre temas como a crise económica e as políticas públicas, focando o que o que o Governo deve fazer nessas áreas», afirmou, acrescentando querer desafiar os outros partidos nesse sentido.

O líder do BE falava em Portimão, à margem de um dos comícios que integra o ciclo de apresentações públicas que o partido fará durante esta semana na região do Algarve.

Durante o comício, Louça aproveitou para criticar a ministra da Saúde e o funcionamento da Linha Saúde 24, serviço que diz apresentar características de um «negócio» e não de um serviço público.

iol