Um rapaz de 15 anos morreu ontem, quinta-feira, num acidente com um tractor agrícola, num quintal dos avós, em Bebedouro, Arazede, Montemor-o-Velho. Era o último dia de férias de uma família de emigrantes no Luxemburgo.

O acidente deu-se por volta das 13.20 horas na Travessa da Escola Primária do Bebedouro e a poucos metros da igreja e da Casa do Povo de Arazede, vitimando Tiago Reis, de 15 anos, quando o tractor terá capotado e ficado sobre o corpo do jovem.

"Estivemos todos a almoçar e eu fui até ao café quando me foram dizer que ele tinha virado o tractor", contou, inconsolado, ao JN, o pai do jovem Tiago, Luís Miguel Jesus Ferreira, emigrante no Luxemburgo há seis anos, onde é encarregado na construção civil. A família vivia ontem o seu último dia depois de um mês de férias em Portugal.

"Estávamos para ir hoje embora, mas como tínhamos umas coisas pendentes para fazer decidimos que só íamos amanhã", disse Luís Miguel Ferreira que juntamente com seu pai, Carlos Reis, um agricultor reformado era a imagem da desolação.

"Não sei como aquilo aconteceu, não vi nada, ele estava com um amigo, o Fábio, que quando aquilo aconteceu nos foi chamar", disse ao JN, Carlos Reis que perdeu de forma trágica o seu neto.

"O tractor estava guardado no telheiro e ele pegou nele sem autorização, andou para aí uns 15 metros, travou e o tractor capotou logo", adiantou ainda o avô do jovem. "Não havia nada a fazer", disse, inconsolado com a tragédia que aconteceu dentro da sua casa ao princípio da tarde de ontem.

Na realidade, "quando chegámos, estava em paragem cardíaca, tendo sido declarado o óbito cerca de dez minutos depois", contou ao JN fonte dos Bombeiros de Montemor-o-Velho, que tiveram que utilizar material de desencarceramento.

O impacto da tragédia obrigou o INEM a accionar a Unidade Móvel de Intervenção Psicológica em Emergência para prestar assistência à família do jovem, que se encontrava no local. Fonte do INEM revelou ao JN que a situação foi "muito violenta", e que o corpo da vítima estava em "muito mau estado".

O corpo do rapaz foi transportado para o Gabinete Médico-Legal do Hospital da Figueira da Foz, onde será autopsiado. Tiago Reis tinha uma irmã de dois anos e meio e segundo o pai. Luís Miguel Reis, tinha acabado de concluir o 9º ano, e preparava-se para tirar um curso de formação.

A consternação era total na casa de Carlos Reis, onde ao fim da tarde eram muitos os amigos que se inteiravam da tragédia e o consolavam assim como ao filho.


JN