Costuma ter dificuldades para adormecer? Isso pode ter a ver com o que (não) come. Descubra se se alimenta bem antes de ir para a cama

Passar uma noite sem conseguir pregar olho não é preocupante. No entanto, quando a insónia é uma realidade quotidiana, a hora de ir para a cama pode ser um verdadeiro um suplício. Aprenda a dormir melhor através da alimentação.

Mais de 30% dos adultos têm problemas em conciliar o sono. A consequência mais imediata e desagradável é que os im­pede de ter um bom rendimento físico e mental no dia seguinte. Os especialistas garantem que o importante não são as ho­ras que se dorme, mas sim que sejam su­ficientes (o número de horas necessárias varia de pessoa para pessoa) e possibilitem um despertar descansado.

A insónia não é uma doença, mas um sinal de que algo não está a funcionar bem. O stress, a ansiedade, a depressão... são algumas das patologias que podem estar na sua origem. Apesar da visita ao médico ser imprescin­dível para atacar eficazmente o problema de fundo, uma alimentação adequada pode ajudá-la a relaxar e a conciliar o sono mais facilmente.

O que não a deixa dormir...

*Beber café, colas, chá ou comer chocolate: todos possuem substâncias estimulantes do sistema nervoso, o que não contribui para conciliar o sono com facilidade.


*Comer margarina, manteiga, óleos e to­do o tipo de fritos ou panados: são ricos em gorduras, o que torna a digestão mais pesa­da e, portanto, dificulta o sono.


*Ingerir líquidos antes de se deitar: a von­tade de urinar a meio da noite pode interfe­rir com o seu sono.

Triptofano: soporífero natural

Alguns estudos indicam que o triptofano, substância percusora da melatonina (hor­mona vital para regular o ciclo de vigília-sono) garante um sono em condições. O triptofano é um aminoácido essencial que só se obtém através da alimentação. A maior parte dos alimentos que ajudam a dormir contêm-no. A recomendação é ingerir de 1 a 5 mg de triptofano por dia.

As 3 regras de ouro

*Não se deite com fome. Faça uma ceia ligeira ou coma um iogurte magro.


*Não coma demasiado ao jantar, porque o esforço que o corpo realiza durante a digestão pode despertá-la.


*Deixe passar, pelo menos, três horas desde a hora do jantar até se ir deitar; de outra forma, o estômago pesado vai impedi-la de conciliar o sono facilmente.

Alimentos que favorecem o sono

Bananas, cereais, iogurte, ovos: são muito ricos em triptofano.

Pão, massa, arroz: ricos em hidratos de carbono que se queimam lentamente.

Carne magra: contém vitamina B6, que estimula o descanso.

Carne vermelha, lentilhas, vegetais ver­des: o ferro que contêm evita insó­nias.

Peixe azul: os seus ómega-3 são de fácil digestão.

Girassol e abóbora: os seus ómega-6 actuam sobre os nervos.

Leite morno: tem triptofano. Beba-o antes de se deitar.

Alface: possui uma substância sedativa chamada lactário.

Infusão de tília: ajuda a acalmar os nervos e favorece o sono.



Fonte:Prevenir