Paraíso rural de Al Capone vai a leilão

A crise económica não respeita nem o legado da máfia, nem sequer de Al Capone, cujo antigo refúgio, a fortaleza na área rural Wisconsin, irá a leilão face à impossibilidade do actual dono de pagar a hipoteca.

Próxima da fronteira canadiana, a propriedade será vendida pelo melhor lance num leilão que começará esta quinta-feira com um preço de saída estipulado em 2,6 milhões de dólares e será realizado no condado de Sawyer, no norte do estado.
Especula-se que o local, construído por ordem do conhecido mafioso, em 1925, teria sido utilizado para o contrabando de álcool nos anos da lei seca.
Embora não se tenha certeza de que Al Capone pisou esta casa de campo alguma vez, uma das várias guaridas longe dos núcleos urbanos, existe evidência que o mafioso planeou a construção.
Os dois andares levantados com muros de pedra de quase 30 centímetros de largura escondem um confortável interior com uma grande chaminé no centro e várias escadas que conduzem a um apartamento superior que possui uma torre de observação. Uma ampla garagem com capacidade para oito veículos leva ao lado de fora onde há uma pequena estrutura que completava o papel de prisão particular.

DD