1. #1
    Avatar de estela
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    33
    Posts
    1.669

    Padrão Preparados para ter filhos?




    Preparados para ter filhos?
    A melhor maneira de encarar uma gravidez é verificar se o vosso estado de saúde vai permitir uma gravidez saudável.


    Embora seja suposto os futuros pais estarem em bom estado de saúde, há infecções que não se diagnosticam facilmente e, como tal, o melhor é realizar os vários exames de detecção para verificarem o vosso estado de saúde. Deverão falar com o vosso médico assistente, ainda antes da concepção, para verificar se existe algum problema ou risco de engravidar se um dos pais tem algum problema genético ou mesmo algum problema mais grave de saúde.

    No caso das mães, deverá ter-se em conta a diabetes (e a possível diabetes gestacional), e a epilepsia... que podem ser fatais tanto para a futura mãe, como para o bebé.

    Quais os exames?

    De início irá fazer um check-up completo com análises ao sangue e à urina, para além de um exame obstétrico e uma avaliação física. Das análises e exames básicos que o seu médico lhe irá prescrever, destacamos as análises:

    – Grupo sanguíneo e factor Rh.- Este exame deverá ser realizado para se poder detectar a compatibilidade ou incompatibilidade do grupo sanguíneo, que poderá trazer problemas ao futuro bebé. Se o factor sanguíneo da mãe e do bebé não forem compatíveis poderão surgir alguns problemas, em gravidezes posteriores, já que o organismo materno criará anticorpos contra o factor do seu bebé. Dos riscos prováveis quando existe incompatibilidade sanguínea, destacamos a anemia e a escassa oxigenação dos tecidos e órgãos do bebé.

    –Hemograma -
    pretende saber se existe anemia. Os exames à sideremia e ferritina são testes reservados à futura mãe se esta tiver anemia. Nestes, o médico poderá avaliar a quantidade de ferro presente no sangue e as suas reservas nos tecidos. Desta forma, e caso haja um déficit, poderá prescrever uma dieta específica ou mesmo suplementos de ferro. Há que pensar na possibilidade de talassémia em que não é benéfica a prescrição de ferro.

    – Análises bioquímicas ao sangue - para se saber do estado da função renal e hepática.

    E para as outras doenças?

    –Também existem outras doenças, de cariz infeccioso que devem ser prevenidas, principalmente se estão a pensar em ter um filho neste momento. Assim sendo, o médico irá realizar testes para verificar se você tem Toxoplasmose, Hepatite, Sífilis, HIV, Rubéola ou Citomegalovírus.





    continua

  2. #2
    Avatar de estela
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    33
    Posts
    1.669
    A Toxoplasmose, pode causar anomalias no feto. Esta doença, provocada pelo toxoplasma é muito perigosa se acontece pela primeira vez durante a gravidez. Através de um teste, verifica-se se a mulher tem ou não os anticorpos necessários para se defender. Caso estes anticorpos existam, não irá resultar, daí, qualquer problema. Mas, se os anticorpos não forem encontrados, e como não há uma vacina contra esta doença, a mulher deverá extremar alguns dos cuidados alimentares como, por exemplo, lavar muito bem os alimentos como as verduras, evitar carnes cruas ou carne de porco e jamais deverá ter contacto físico com gatos sem lavar cuidadosamente as mãos, pois, os excrementos destes animais podem ser portadores deste protozoo. Esta posta de parte a hipótese do pêlo também ser um meio de contaminação mas o melhor é prevenir-se.

    As Hepatites B e C, podem ser doenças fatais. Como tal, realizam-se provas aos futuros pais, já que são DST’s (doenças sexualmente transmissíveis). Se a mulher for portadora, raramente há o contágio do feto mas, por precaução, se a futura mãe é portadora da estirpe B, no momento do parto é administrado um medicamento ao bebé que tem os anticorpos necessários e, após três dias, são administradas as três doses da vacina. Caso a mãe tenha Hepatite C, os pediatras aconselham a que o bebé não seja amamentado, pois, uma das possíveis formas de contágio é o leite materno.

    A Sífilis, é uma das DST e, quando não tratada, pode afectar não só os órgãos genitais, mas também o sistema nervoso e criar problemas cardíacos. Para além disso, pode provocar malformações nos ossos, no fígado e no cérebro do bebé. Desta forma é efectuado um teste chamado Wassermann, que permite detectar a doença e facilitar o seu tratamento.

    O HIV é, provavelmente, o vírus mais conhecido do mundo pois, é o vírus que provoca a Sida. Embora não existam suspeitas com o casal, nem estes pertençam a um grupo de risco, é muitas vezes aconselhado pelos especialistas.

    A Rubéola é uma doença que tem vacina e, se a mãe não tem anticorpos contra a infecção, é-lhe administrada uma vacina, pelo menos, 3 meses antes de angravidar. Se não for feito este teste, a mulher pode contrair a doença durante a gestação e, nesse caso, as consequências para o feto podem ser muito graves. O feto pode vir a sofrer malformações a nível da audição, da visão, do sistema nervoso e do coração. Assim sendo, e se a mulher não está vacinada, deverá adiar a tentativa de engravidar durante uns meses até esta lhe ser ministrada. Como pode ver, o melhor é estarem prevenidos e, não terem quaisquer problemas em contar ao médico assistente o que quer que seja. Assim, estarão mais seguros de que nada grave se passa convosco e que o vosso filho será saudável e feliz.





    In:maeideal

Tópicos Similares

  1. Respostas: 4
    Último Post: 25-09-2008, 20:27

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar