Tópico: Parto induzido

  1. #1
    Avatar de estela
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    33
    Posts
    1.669

    Padrão Parto induzido

    O desencadear artificial do trabalho de parto só deve ser considerado por razões médicas


    Quando o trabalho de parto não se desencadeia por si próprio. e a vida do bebé ou da mãe podem perigar, a equipa médica pode decidir por desencadear o parto artificialmente.

    A decisão de desencadear o parto tendo em consideração o risco de vida do bebé é tomada quando esse mesmo risco é superior se o bebé permanecer no útero materno. Em alguns casos é preferível desencadear o parto artificialmente mesmo em bebés prematuros.

    - Entre as causas mais comuns para a tomada desta decisão, poderemos considerar:- A bolsa de águas já se rompeu e o trabalho de parto não se inicia
    - A mãe sofre de hipertensão arterial
    - Infecção das membranas ovulares maternas
    - A gravidez ultrapassou as 42 semanas
    - Envelhecimento da placenta
    - Atraso do crescimento fetal
    - Doença materna grave (diabetes, doenças renais)
    - Morte fetal
    - Sensibilidade do factor Rh.
    - Existência oligoamnios,
    - Descolamento da placenta.
    - O bebé é muito grande (macrossomia) *

    * Nos casos de macrossomia os especialistas não conseguiram ainda chegar a consenso sobre a melhor opção.



    Vantagens e desvantagens do parto induzido

    A verdade é que um bebé tem sempre benefícios quando o trabalho de parto se inicia por si mesmo.

    Durante o último período da gravidez, os pulmões do bebé amadurecem e ficam aptos para o mundo exterior . Os bebés prematuros são geralmente mais frágeis porque alguns dos seus órgãos, ao nascer, não atingiram a maturidade suficiente. Assim, são comuns os problemas respiratórios, não só devido ao seu limitado desenvolvimento muscular, podendo não ter força para respirar sozinhos e neste caso são ligados a ventiladores ou ainda por falta de um enzima denominado Surfactante. Os problemas gástricos são geralmente resolvidos com uma alimentação intragástrica que pouco a pouco será substituída pela materna.

    A sua fragilidade inicial é geralmente ultrapassada após o primeiro ano.

    No entanto, se o bebé entra em sofrimento fetal, o parto induzido pode ser a melhor resposta para que o parto se desencadeie e para que o bebé nasça saudável.



    continua

  2. #2
    Avatar de estela
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    33
    Posts
    1.669
    Como se processa a indução
    Antes da aparição das prostaglandinas, a ocitocina era a droga mais utilizada. É uma hormona sintética similar à natural, que actua sobre a fibra contráctil do útero provocando a contracção, a sincronização e a propagação das contracções uterinas.

    As prostaglandinas, utilizadas hoje na maioria das instituições hospitalares, são substâncias sintéticas que demonstraram maior eficácia do que a ocitocina. Administram-se, habitualmente sob a forma de óvulos, comprimidos intra-vaginais ou ainda por via oral. Normalmente o trabalho de parto é induzido na maternidade. Algumas vezes utiliza-se antecipadamente uma medicação para amadurecer e suavizar o cérvix, de forma a prepará-lo para o trabalho de parto.

    As contracções induzidas desenvolvem-se mais rapidamente, são mais intensas e mais longas do que as contracções naturais.

    São ainda de considerar possíveis efeitos psicológicas na mãe, pois a indução do parto pode diminuir a sua confiança na sua capacidade para dar à luz.

    Sentir a experiência das contracções naturais é diferente da experiência da indução. Um parto natural aumenta a liberdade da mulher e a sua capacidade de resposta durante o trabalho de parto.

    Actualmente, a segurança das técnicas de indução é muito efectiva e as induções são extremamente seguras pois o feto é controlado desde o início do trabalho de parto.



    Programação de parto induzido
    Muito embora se aconselhe prioritariamente o parto induzido pelas razões médicas já mencionadas, muitas vezes é necessário indicar a indução do trabalho de parto quando o domicilio da mãe é longe da maternidade e pode haver o risco do parto se desencadear na ambulância. Pode ainda aconselhar-se quando existem antecedentes maternos de partos anteriores de evolução rápida.


    A indução do parto pode trazer alguns riscos para a mãe e para o feto?

    Como qualquer intervenção num processo natural como é o parto, a indução pode trazer consigo riscos. Por exemplo, os riscos associados aos fármacos utilizados (como a actividade uterina excessiva). Não pode deixar de se salientar, também, o facto de qualquer interferência durante o trabalho de parto poder desencadear a necessidade de outros procedimentos. Por isso, banalizar a indução do trabalho de parto, como parece estar a acontecer nalguns contextos, pode implicar consequências indesejadas para as mães e os bebés.

    Finalmente, refira-se que a dor de parto na indução tende a ser superior à dor de trabalho de parto espontâneo.







    In:maeideal
    Última edição por estela; 12-10-2009 às 22:57.

Tópicos Similares

  1. Parto Induzido
    Por Satpa no fórum Consultório de Dúvidas
    Respostas: 0
    Último Post: 27-09-2008, 11:49
  2. O que é o coma induzido?
    Por vilelasat no fórum Notícias, Informações e Curiosidades
    Respostas: 0
    Último Post: 12-02-2008, 17:06

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar