Peniche: “Podia ter ficado lá”
Salvamento polémico (Com Vídeo)


Um nadador salvador de Peniche esteve "hora e meia" a lutar contra a fúria do mar, na praia do Baleal, em Peniche, até ser salvo pelos bombeiros.

Refeito do susto, João Silva, 40 anos, critica a actuação da Polícia Marítima por 'não ter accionado o barco salva-vidas do Instituto de Socorro a Náufragos (ISN)'.

'É lamentável haver dois barcos do ISN e não ter aparecido nenhum. Se não fosse a coragem dos bombeiros podia ter ficado lá', lamentou ontem o nadador salvador ao CM.

João Silva estava a praticar kitesurf, sexta-feira à tarde, quando ajudou outro praticante a sair do mar. Momentos depois, ficou ele em dificuldade. Tentou vir para terra, mas à quarta tentativa falhada fez sinal para o irem ajudar. 'Nunca pensei que me deixavam estar na água hora e meia', disse ao CM, acrescentando que se não fosse a sua experiência o mais certo era não ter aguentado.

O comandante da Capitania do Porto de Peniche, Guerreiro Cardoso, tem uma versão diferente. 'Assim que tivemos conhecimento da situação accionámos todos os meios. O barco do ISN saiu, mas como demora mais tempo, chegou dez minutos depois' de concluído o salvamento, assegurou.

Vídeo Sapo



Fonte Correio da Manhã