A lenda do lobisomem não é uma lenda totalmente brasileira, mas, como agente ouve falar muito dela aqui no Brasil, resolvi postar. Até Michael Jackson já se transformou em lobisomem, de mentirinha, claro.


A lenda do lobisomem tem, provavelmente, origem na Europa do século XVI, embora traços desta lenda apareçam em alguns mitos da Grécia Antiga. Do continente europeu, espalhou-se por várias regiões do mundo. Chegou ao Brasil através dos portugueses que colonizaram nosso país, a partir do século XVI. Este personagem possui um corpo misturando traços de ser humano e lobo.

Anexo 80059

De acordo com a lenda, um homem foi mordido por um lobo em noite de lua cheia. A partir deste momento, passou a transforma-se em lobisomem em todas as noites em que a Lua apresenta-se nesta fase. Caso o lobisomem morda outra pessoa, a vítima passará pelo mesmo feitiço.

Na forma de homem, o lobisomem é pálido, magro, nunca olha nos olhos das pessoas e tem orelhas grandes.

No Brasil (principalmente no sertão), a lenda ganhou várias versões. Em alguns locais dizem que o sétimo filho homem de uma sucessão de filhos do mesmo sexo, pode transforma-se em lobisomem. Em outras regiões dizem que se uma mãe tiver seis filhas mulheres e o sétimo for homem, este se transformará em lobisomem. Existem também versões que falam que, se um filho não for batizado poderá se transformar em lobisomem na fase adulta.

Conta a lenda que a transformação ocorre em noite de Lua cheia em uma encruzilhada. O monstro passa a atacar animais e pessoas para se alimentar de sangue. Volta a forma humana somente com o raiar do Sol.

De acordo com a lenda, um lobisomem só morre se for atingido por uma bala ou outro objeto feito de prata.

Algumas pessoas dizem que se por acaso você encontrar um lobisomem e só falar para ele “vai buscar sal em minha casa“, no outro dia aparece um homem a sua porta ele não te dirá nada você apenas lhe de um pouco de sal, assim você nunca mais vai encontrá-lo na forma de lobisomem.


Fonte: Friends