Hugo Martins, o vereador da Câmara de Odivelas, que presumivelmente se despistou na A9, com excesso de álcool no sangue, encontrava-se nessa noite ao serviço do município, revela esta terça-feira a agência Lusa, com base numa nota da presidente da Câmara.


O caso remonta à madrugada de 6 de Dezembro, data em que, de acordo com um relatório da GNR, o vereador, que seguia num Audi A4, despistou-se às 05h30 ao quilómetro 22,8 da A9 (Circular Regional Exterior de Lisboa - CREL), apresentando 1,67 gramas de álcool por litro de sangue.

De acordo com fonte da GNR, após o despiste, o responsável pela pasta do Desporto, Obras Municipais e Transportes e Oficinas agrediu os elementos daquela força policial e acabou por ser 'constituído arguido, com termo de identidade e residência'.

Hugo Martins desmentiu esta versão um dia depois do acidente, alegando ter sido agredido pela força policial.

Agora, numa nota de esclarecimento assinada pela presidente da Câmara e lida durante a reunião Assembleia Municipal realizada na segunda-feira, Susana Amador afirma que o vereador em causa 'estava nessa noite em representação do município na Gala da Associação Lusa de Artes Marciais Coreanas', na Ramada, entre as 18h00 e as 21h00.

A nota salienta ainda que 'após essa representação o carro ficado parqueado junto à residência dos seus pais, em Tojal, Loures, enquanto este foi a um convívio familiar', tendo só voltado a usar a viatura municipal para regressar à sua residência.



<lusa>