Coimbra: Suspeitos deixam pistas mas continuam a monte
Cortam vedação para fugir da A1


O grupo de assaltantes que atacou a carrinha de valores recheada com cinco milhões de euros, no dia 18, em Taveiro, Coimbra, abriu depois uma passagem na vedação da auto-estrada do Norte (A1) para escapar a eventuais barreiras policiais, apurou o CM.

Um dos ladrões cortou vários pilares que sustentam a vedação, junto à estação de serviço de Pombal, no sentido Norte-Sul, e foi por aí que saíram os carros de alta cilindrada usados no assalto. Desta forma, o grupo evitou que o seu trajecto fosse seguido pelas câmaras de videovigilância da A1 e impediu possíveis perseguições da polícia.

Horas depois do ataque, um jipe semelhante ao utilizado pelo grupo foi encontrado abandonado na fronteira de Elvas, mas do lado espanhol. Segundo fontes da PJ, suspeita-se que a viatura tenha sido furtada e disfarçada com uma matrícula falsa.

A forma minuciosa e profissional como foi preparado o roubo, que só não teve sucesso devido à elevada resistência do carro blindado, levou a PJ a criar uma equipa especial para se dedicar em exclusivo a este caso.

Os assaltantes perderam um telemóvel durante a fuga e deixaram alguns rastos que estão a ser seguidos pelos investigadores. Pelos dados recolhidos até agora, tudo indica que o grupo de operacionais fosse constituído por oito elementos, de nacionalidade estrangeira.


Fonte Correio da Manhã