O Parlamento Árabe apelou terça-feira à Suíça para que «reconsidere a sua decisão errada» de interditar os minaretes em novas mesquitas, que considera vir «atiçar o racismo na Europa».

«Esta decisão traduz o sentimento de ódio e de animosidade contra o Islão e os muçulmanos, que estão a alimentar os grupos da direita extremista e racista na Europa», afirma o organismo da Liga Árabe, numa resolução adoptada no culminar de uma reunião de três dias no Cairo, Egipto.

«Neste momento, é preciso desenvolver a cooperação e o diálogo construtivo entre os cidadãos de todas as religiões», refere o parlamento.

Diário Digital / Lusa