Rupert Hamer morreu este sábado em Nawa, no sul do Afeganistão, vítima de uma explosão. O jornalista britânico estava a acompanhar um grupo de marines e viajava num veículo militar, quando este esbarrou num artefacto explosivo de fabrico caseiro.

Morreram mais duas pessoas na explosão – um soldado americano e um soldado afegão. Philip Coburn, o fotógrafo que acompanhava Hamer, ficou gravemente ferido. O jornalista tinha 39 anos, trabalhava para o Sunday Mirror, era casado e tinha três filhos



LUSA