1. #1
    Avatar de maioritelia
    Registo
    Aug 2008
    Posts
    7.886

    Padrão Sismo «poderoso» no Haiti

    Abalo registou 7.3 e já foi emitido um alerta de tsunami para o mar das Caraíbas,Um terramoto com magnitude de 7.3 atingiu esta terça-feira o Haiti. O abalo foi registado em terra a 10 quilómetros da capital «Port-au-Prince» e apenas a 30 quilómetros de profundidade, informa a Reuters.

    Até ao momento não há registo de vítimas ou danos materiais, mas um alerta de tsunami foi já emitido na zona e abrange países como a República Dominicana, Cuba e Bahamas.

    Poucos minutos depois foi registada uma réplica de 5.9 a poucos quilómetros do epicentro.

    tvi24

  2. #2
    Avatar de G@ngster
    Registo
    Nov 2007
    Idade
    53
    Posts
    45.578

    Padrão Dois trabalhadores portugueses incontactáveis no Haiti


    A assessoria de imprensa do Gabinete de Emergência Consular do Ministério dos Negócios Estrangeiros confirmou ao 'Correio da Manhã' que cinco portugueses encontram-se no Haiti em trabalho. Quatro deles peretencem a Organizações Não Governamentais (ONG) e a jornalista, Mariana Palavra, da rádio de missão da ONU (Minustah). Dois deles estão incontactáveis. Os restantes confirmaram que estão bem, apesar do susto.

    EMBAIXADA: CERCA DE 12 TURISTAS PORTUGUESES ESTÃO NA REGIÃO

    Luís da Silva Barreiros, embaixador de Portugal em Havana, que faz a representação no Haiti, garante que há cerca de 12 portugueses na zona oeste do país, devastado terça-feira por um forte sismo de magnitude 7,3 na escala de Richter. O diplomata explicou à agência Lusa que nada sabe sobre os portugueses, uma vez que os 'contactos têm sido impossíveis'.

    O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) português já disponibilizou dois números de atendimento permanente para os cidadãos que pretendam obter informações sobre familiares e amigos que se encontrem no Haiti.

    A Protecção Civil aconselha a contactar o Gabinete de Emergência Consular do MNE através dos números: 707 20 20 00/961 706 472.

    ABALO CHEGA AOS AÇORES

    O violento sismo que atingiu o Haiti foi registado na rede sismológica dos Açores cerca de oito minutos de ter sacudido o país das Caraíbas.

    Segundo Teresa Ferreira, do Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos da Região (CVARG), o abalo foi registado mas com amplitude mínima.

    MAIS DE 47 RÉPLICAS

    De acordo com a estação britânica Sky News, o território afectado já registou mais de 47 réplicas. Sabe-se que pelo menos as duas primeiras, de 5,9 e 5,5 na escala de Richter, foram sentidas também nos países vizinhos: República Dominicana, Cuba e Bahamas.

    Henry Bahn, membro do Ministério da Agricultura dos Estados Unidos, em visita oficial ao país, adiantou que várias casas caíram numa ravina provocada pelo sismo.

    “Todas as pessoas estão em pânico. Isto está um caos”, reforçou Bahn, acrescentando que o céu está “cinzento devido à nuvem de pó”.

    O Instituto Geológico Norte-Americano afirmou que o epicentro do sismo ocorrido às 16h53 (21h53 em Lisboa) está localizado a cerca de 15 quilómetros a oeste de Port-au-Prince, capital do país.

    De acordo com as últimas informações, entre os edifícios que ruíram encontram-se os ministérios das Finanças, dos Trabalhos Públicos, da Comunicação e Cultura, bem como o Palácio da Justiça, a Escola Normal Superior, um hospital de Petionville, nos arredores da capital, e o Palácio Nacional, que acolhe a presidência do país.

    O embaixador do Haiti em Washington informou que tanto o presidente da República, René Préval, como a mulher estão a salvo.

    AUTORIDADES FALAM EM CENTENAS OU MESMO MILHARES DE MORTOS

    O balanço do número de vítimas é ainda incerto, mas as autoridades estimam que haja centenas ou milhares de mortos, assim como de soterrados, dado o cenário de catástrofe em todo o país.



    Entre as vítimas mortais já estão confirmados quatro capacetes azuis brasileiros e o chefe de missão da ONU no Haiti, o tunisino Hedi Annabi. O Ministro da Defesa do Brasil, Nelson Jobim, parte ainda hoje para Port-au-Prince para prestar apoio aos cerca de 1300 militares que estão no terreno.



    Entretanto, a Federação Internacional da Cruz Vermelha afirmou que cerca de três milhões de pessoas foram afectadas pela devastação causada pelo sismo.



    Elmer Crato, porta-voz da missão filipina das Nações Unidas, afirmou a uma televisão local que estão 'a ser recuperados muitos corpos, mas também há muitos feridos vivos'.



    De acordo com o secretário de Estado francês para a recuperação, Alain Joyandet, há cerca de 200 pessoas dadas como desaparecidas, só na zona de um grande hotal de Port-au-Prince, que desmoronou na sequência do forte abalo.



    'As mortes serão contadas às centenas quando for possível elaborar um balanço', declarou um médico, também ele ferido no braço esquerdo e coberto de sangue.



    Os diplomatas norte-americanos no local 'viram numerosos corpos nas ruas e sobre os passeios, que foram atingidos pelos destroços', declarou Philip Crowley, porta-voz do departamento de Estado dos EUA.



    'Incontestavelmente, há inúmeras mortes', acrescentou.



    Um habitante da capital do país revelou que o centro de Port-au-Prince “está destruído, é uma verdadeira catástrofe'.



    Por seu turno, Lane Hartill, um responsável da organização não-governamental norte-americana Catholic Relief Services descreveu uma situação 'de caos' e diz temer 'milhares de mortos'.



    'É o caos, há muita poeira que se acumula na cidade, as casas ruíram. Ele considera que milhares de pessoas podem ter morrido', declarou, acrescentando que este foi “o pior tremor de terra que alguma vez sentiu'. FOTO: REUTERS



    SEDE DA MISSÃO DA ONU DESTRUÍDA



    A sede da missão da estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) foi destruída 'em grande parte' pelo sismo de 7,3 queabalou aquele país, anunciou um funcionário da ONU.



    'O quartel-general da missão de estabilização da ONU no Haiti desabou em grande parte. Há numerosas pessoas sob os escombros, mortos e feridos', informou o funcionário da Minustah, que está na ilha desde Junho de 2004 e integra cerca de onze mil pessoas, entre as quais sete mil soldados e dois mil polícias.



    Os capacetes azuis do Brasil que integram a missão da ONU são as tropas responsáveis pelas operações em busca de sobreviventes debaixos dos escombros do edifício destruído. As autoridades falam em 250 soterrados só neste local. Trata-se de funcionários que ainda se encontravam a trabalhar à hora do abalo.

    AJUDAS CHEGAM DE TODO O MUNDO

    Portugal é um dos países que pondera enviar auxílio, após o pedido de ajuda internacional emitido pelo Haiti. A Protecção Civil é a entidade responsável pela cooperação internacional neste área de intervenção.

    As Nações Unidas anunciaram a preparação de um esforço massivo de socorro internacional para o Haiti, tendo também a França, a Venezuela e os Estados Unidos anunciado apoios à ilha.

    A ONU tentou entrar em contacto com os seus correspondentes no Haiti, mas tal não foi possível devido às perturbações nas comunicações, afirmou Stephanie Bunker, porta-voz do gabinete de coordenação dos assuntos humanitários da organização.

    O Governo venezuelano irá enviar 'uma equipa de ajuda humanitária' de 50 peritos para o Haiti, o país mais pobre do continente americano, segundo avançou Nicolas Maduro, ministro dos Negócios Estrangeiros.

    O ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Bernard Kouchner, também já prometeu o envio de uma 'ajuda de urgência' para o Haiti.



    'Nestes momentos dramáticos, a França exprime toda a sua solidariedade com a República do Haiti e dirige um testemunho forte e solidário de simpatia ao povo haitiano', afirmou Kouchner.

    O governo norte-americano vai proceder ao envio de uma primeira equipa de socorro para o Haiti, que vai ajudar a revistar os escombros à procura de sobreviventes do tremor de terra. A equipa conta com 72 pessoas, seis cães treinados e cerca de 48 toneladas de equipamento de salvamento.

    De Espanha, parte ainda hoje uma equipa da ONG 'Bombeiros Unidos Sem Fronteiras', formada por oito especialistas em resgate e três cães. Entretanto, o governo de Espanha já confirmou não haver vítimas de nacionalidade espanhola entre as vítimas.

    Também a União Europeia (UE) não vai ficar de fora do grupo que irá enviar ajuda humanitária. 'A Europa estará ao lado dos haitianos prestando ajuda humanitária imediata e ajudando a reconstruir a economia e sociedade', afirmou Jerky Buzek, presidente do Parlamento Europeu, que adiantou que espera que a ajuda da UE aconteça 'o mais rápido possível.'

    Reino Unido, Itália, Alemanha, México e Taiwan também se prontificaram a enviar auxílio.

    [Sobreviventes dormem na rua]

    SOBREVIVENTES NA RUA APÓS O ABALO

    FOTO: REUTERS

    PAPA APELA PARA 'A GENEROSIDADE DE TODOS'

    O papa Bento XVI apelou para 'a generosidade de todos', tendo em conta a 'situação dramática' vivida no Haiti.

    O Sumo Pontífice garantiu ainda que a Igreja Católica vai accionar imediatamente as suas instituições de caridade na ajuda à população afectada.

    AEROPORTO INOPERACIONAL ATÉ 5ª FEIRA

    O aeroporto internacional Toussaint Louverture, na capital do Haiti, ficou parcialmente destruído pelo sismo e deverá ficar inoperacional pelo menos até quinta-feira.

    ASSALTOS, INCÊNDIOS E VIOLÊNCIA

    Horas após o abalo, as autoridades registaram incêndios em vários pontos de Port-au-Prince, bem como vários assaltos, alguns dos quais com violência.

    'Antecipam-se mais incidentes deste tipo no futuro imediato', refere uma nota enviada por uma empresa de segurança privada à agência Lusa.

    MEIOS DE COMUNICAÇÃO COM O HAITI LIMITADOS

    O capitão Carlos Vinces, chefe dos capacetes azuis peruanos no Haiti, confirmou que a Internet, os telefones e a rádio 'não estão a funcionar' correctamente. Porém, um pouco por todo o Mundo, já foram criados grupos de apoio em redes sociais como o Twitter ou o Facebook, com apelo a doações para ajudar as vítimas do sismo.

    NOTA

    Se tiver algum familiar ou amigo no Haiti ou nas ilhas vizinhas e queira partilhar a história, bem como imagens ou vídeos da tragédia, envie para [email protected]



    PALÁCIO NACIONAL DO HAITI (ANTES-FOTO: D.R.)

    PALÁCIO NACIONAL (DEPOIS-FOTO: REUTERS)
    PRIMEIRAS IMAGENS EM VÍDEO:



    As imagens que se seguem são as primeiras disponibilizadas em vídeo após o sismo, revelando uma núvem de pó provocada pelo desmoronamento de edifícios.

    Vídeo Sapo


    Vídeo Sapo


    Vídeo Sapo






    Luís Murteira Nunes/Joana Domingos Sá com agências

  3. #3
    Avatar de delfimsilva
    Registo
    Oct 2006
    Posts
    29.408

    Padrão "Bastante mais de 100 mil mortos" no Haiti

    O primeiro-ministro do Haiti, Jean-Max Bellerive, disse à cadeia de televisão norte-americana CNN temer que o forte sismo que atingiu terça-feira o seu país possa ter provocado "bastante mais de 100 mil mortos". Segundo a Federação Internacional da Cruz Vermelha, o sismo afectou três milhões de pessoas



    lusa

Tópicos Similares

  1. Na mão: o novo e poderoso iMac de 24 polegadas
    Por PowerDream® no fórum Arquivos
    Respostas: 0
    Último Post: 06-04-2009, 18:22

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar