A GNR abriu um inquérito interno aos incidentes que ocorreram hoje, quarta-feira, de madrugada na zona de Gondomar, em que a perseguição a três suspeitos de um roubo terminou com a morte de um deles.

Numa informação enviada à Agência Lusa, o Comando-Geral da GNR indica que foram comunicados de "imediato" os incidentes ao Procurador do Ministério Público de Gondomar, Ministério da Administração Interna e Inspecção-Geral da Administração Interna (IGAI).

"Paralelamente, a Guarda procedeu à abertura de um inquérito interno", adianta.

Quando um elemento das forças policiais dispara e atinge alguém durante as suas funções, a IGAI procede sempre à abertura de um processo de averiguações como está estabelecido na lei.

Durante uma perseguição, a GNR disparou contra um suspeito de roubo, que resultou na sua morte, tendo um outro suspeito ficado ferido. O terceiro fugiu.

A perseguição ocorreu pelas 04:00, quando quatro militares da patrulha do destacamento de intervenção do Porto detectaram três suspeitos de terem roubado um estabelecimento dentro de uma viatura, em Montezelo, Gondomar, que se pôs em fuga.

A viatura acabou por ser imobilizada no IC29, no sentido Gondomar/Porto, a quatro quilómetros do local onde havia sido detectada e os três suspeitos continuaram a fuga a pé, disparando contra os militares da GNR, detalhou a mesma fonte.



lusa