A polícia de Pequim impediu esta sexta-feira a realização do primeiro concurso de beleza gay na China, no qual oito homens disputariam o título de «Mr. Gay», o que seria considerado um sinal de que a tolerância avança num país em que a homossexualidade continua a ser ainda objecto de censura.
«O evento foi cancelado, acho que por causa da questão da homossexualidade», informou Wei Xiaogang, um dos membros do júri.

O vencedor do concurso de beleza gay representaria a China na competição mundial do «Mr Gay», que será realizado na Noruega no próximo mês.

«Se o vencedor for alguém viril, atraente e responsável, esta imagem vai ser boa para a sociedade», comentou Jiang Bo, de 29 anos, um dos participantes, natural da província de Sichuan (sudoeste), antes da competição ser proibida.

dd.