De acordo com um novo estudo, da Texas AgriLife Research, a manga tem cinco vezes menor capacidade antioxidante do que a uva, mas pode ter um impacto positivo contra diversos tipos de cancro.
Em testes laboratoriais com extractos de polifenóis (substâncias associadas a diversos benefícios para a saúde) das cinco variedades mais comuns da fruta, os cientistas descobriram que estes componentes tinham algum impacto sobre as células do cancro do pulmão, da próstata e leucemia.

Porém, o maior efeito foi observado em células do cancro da mama e do intestino.

«O que descobrimos é que nem todas as linhas de células são sensíveis na mesma medida a um agente anti-cancerígeno, mas as linhas do cancro da mama e do cólon tiveram apoptose, ou morte celular programada», explicou a investigadora SusanneTalcott, da instituição de pesquisa.

Além disso, ao comparar as células cancerígenas do cólon com as células normais, os especialistas perceberam que os polifenóis da manga não prejudicavam as células saudáveis.


sapo.