O Índice de Preços no Consumidor (IPC) nos EUA avançou 2,7% em 2009, depois de uma subida de 1,0% do ano anterior, informou hoje o Departamento de Trabalho norte-americano.
O aumento do IPC em Dezembro foi menor do que o estimado pelos analistas da agência Bloomberg, indiciando que a recuperação económica ainda não está a conseguir estimular a inflação.

Em Novembro, o IPC subiu 0,4%.

O elevado nível de desemprego e a debilidade da procura dos consumidores continuam a impedir que as empresas tenham margem para aumentar os seus preços.

Este dado confirma ainda que a Reserva Federal possui margem para manter a sua política monetária.

Diário Digital / Lusa