Um tribunal de Düsseldorf na Alemanha , proibiu temporariamente a empresa Dream Multimedia de vender um de seus descodificadores. O Dreambox DM 100 , por suposta violação de patentes da Kudelski ( dona da Nagravision).

De acordo com vários sites (Tweakers ,Sat+Kabel) o grupo suíço Kudelski , a empresa que desenvolve e comercializa tecnologias de acesso condicional (Mediaguard e Nagravision) para segurança da TV digital, queixou-se do fabricante dos set-top-boxes Dreambox, em dezembro passado, por causa do software (versão 2.13) do Dreambox DM100, por entender que este viola as suas ( Kudelski) patentes.

O juiz concordou e a empresa alemã Dream Multimedia foi proibida temporariamente de vender os descodificadores DreamBox DM100.

A proibição foi aplicada apenas ao descodificador DM100 , o modelo menor da marca. O fabricante refuta todas as acusações e rejeita qualquer violação de patentes.


Por enquanto e até decisão final o Firmware (versão 2.13) do Dreambox DM100 foi removido do site da marca.

Se a empresa não cumprir com a decisão judicial , está ameaçado por uma multa de 100.000 euros.