Página 4 de 8 Primeiro ... 3 4 5 ... Último
  1. #46

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Valdeno Brito confirma domínio com pole no Velopark


    Talvez o prêmio nem represente muito para quem ganhou a histórica corrida do milhão de dólares no Rio de Janeiro em janeiro, mas o paraibano Valdeno Brito (Cosan/Boettger) acrescentou mais 10 mil reais ao patrimônio pessoal ao conquistar a pole da prova inaugural do Velopark, circuito gaúcho erguido em Nova Santa Rita e que neste domingo receberá a terceira etapa da Stock Car em 2010. A sessão classificatória foi tão disputada que o "Expresso da Paraíba" precisou aguardar por alguns minutos antes da divulgação do resultado final, em vista da possibilidade de empate na segunda colocação das três melhores voltas do decisivo Q3.

    Valdeno até brincou com a sorte. "Tem alguma coisa com o dinheiro que não sei o que é, mas parece que, aonde eu vou, ele vai atrás", disse, contente em se tornar o primeiro a faturar o dinheiro extra que os promotores da categoria passaram a oferecer ao pole a partir deste fim de semana. E ficou contente também ao inscrever seu nome nos anais do novo autódromo. "Esta é uma pista bastante seletiva, difícil de acertar o carro. Mas a equipe me deu um carro bom desde a sexta-feira. Piorou apenas um pouco na primeira bateria classificatória, mas o problema foi resolvido na segunda e ele ficou perfeito", acrescentou. "Piloto sem equipe não tem carro. O mérito também é deles", reverenciou.

    Como era esperado, em função do equilíbrio da categoria e das reduzidas dimensões de um traçado de apenas 2.162 metros de comprimento, detalhes mínimos fizeram toda a diferença. Xandinho Negrão (Medley), por exemplo, foi o primeiro na lista dos eliminados no Q1, ao perder a vaga para Tarso Marques por apenas 11 milésimos de segundo. Mas ele recebe o resultado com serenidade, creditando-o simplesmente ao imponderável. "Outros carros da equipe, como o do Cacá Bueno e do Daniel Serra, entraram em 13º e 15º. Ou seja, fizemos tempos praticamente iguais. Um décimo a menos me daria o 10º lugar, mas isso vale para quase todo mundo", resignou-se com a 17ª posição.

    O líder Max Wilson (RC) partirá em 5º, enquanto o atual campeão Cacá Bueno - alijado do Q3 - sairá em 7º. A corrida, com duração de 37 voltas, começará às 11 horas e a TV Globo promete exibir largada, flashes e bandeirada ao vivo. No mesmo horário, no entanto, o SporTv exibirá a prova sem interrupções.

    O grid ficou assim:

    1) Valdeno Brito (Chevrolet)
    2) Ricardo Mauricio (Chevrolet)
    3) Popó Bueno (Chevrolet)
    4) Átila Abreu (Chevrolet)
    5) Max Wilson (Chevrolet)
    6) Julio Campos (Peugeot)
    7) Cacá Bueno (Peugeot)
    8) Marcos Gomes (Peugeot)
    9) Daniel Serra (Peugeot)
    10) David Muffato (Peugeot)
    11) Tarso Marques (Chevrolet)
    12) Allam Khodair (Peugeot)
    13) Nonô Figueiredo (Chevrolet)
    14) Diego Nunes (Peugeot)
    15) Alceu Feldman (Peugeot)
    16) Cláudio Ricci (Peugeot)
    17) Xandinho Negrão (Chevrolet)
    18) Thiago Camilo (Chevrolet)
    19) Alan Hellmeister (Peugeot)
    20) Antonio Jorge Neto (Peugeot)
    21) Ricardo Zonta (Peugeot)
    22) Antonio Pizzonia (Chevrolet)
    23) Luciano Burti (Peugeot)
    24) Felipe Maluhy (Chevrolet)
    25) Duda Pamplona (Chevrolet)
    26) Constantino Jr. (Peugeot)
    27) Betinho Gresse (Chevrolet)
    28) Pedro Gomes (Chevrolet)
    29) Gustavo Sondermann (Chevrolet)
    30) Giuliano Losacco (Peugeot)
    31) Christian Fittipaldi (Chevrolet)
    32) Thiago Marques (Peugeot)
    33) William Starostik (Chevrolet)
    34) Lico Kaesemodel (Peugeot)

  2. #47

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Vencedor, Ricardo Maurício divide méritos com a equipe

    O piloto Ricardo Maurício, da Eurofarma-RC, marcou seu nome na história da pista do Velopark, Rio Grande do Sul, ao vencer a 3ª etapa da Copa Caixa Stock Car, primeira competição no novo circuito. "Fico muito feliz com o resultado e em ser o primeiro vencedor nesse autódromo. Mas, sem dúvida, mais de 50% do crédito dessa vitória é da minha equipe", diz o piloto.

    A fala de Ricardo Maurício não se refere apenas ao excelente pit-stop da equipe de Rosinei Campos, apenas 6 segundos, mas também às mudanças de estratégia que ocorreram durante a prova. "Inicialmente, trocaríamos os quatro pneus e o abastecimento seria de 40 litros", conta. Ao longo da corrida, uma sucessão de imprevistos e acidentes levaram o safety car cinco vezes para a pista. "O Ricardo queria manter a estratégia inicial, mas vimos que seria possível trocar apenas dois pneus e fazer um abastecimento mínimo para terminar a prova. Tivemos um longo debate pelo rádio e ele foi convencido que seria o ideal", lembra Meinha.

    O chefe da equipe estava certo. Com 30 litros abastecidos e apenas 2 pneus trocados, Ricardo Maurício voltou à frente do líder Valdeno Brito, seguido por Atila Abreu. "Depois foi administrar a vantagem e manter a liderança", diz o piloto.

    Max Wilson, que liderava o campeonato com 39 pontos, não teve a mesma sorte. Logo na primeira volta sofreu com um apagão do motor e na redução foi atingido por Alceu Feldman. "Uma pena, o carro estava muito bom na classificação, ainda não sabemos o que houve", conta ele.

    Ainda assim, a dupla faz dobradinha na classificação geral com um segundo lugar para Ricardo Maurício, agora com 45 pontos e Max Wilson, com 39. Atila Abreu assumiu a liderança com 49 pontos.

    A equipe Eurofarma-RC terá pouco tempo para comemorar a vitória, já que daqui a 15 dias o circo da Copa Caixa Stock Car chega ao Rio de Janeiro para a quarta etapa da competição. "É assim, uma vitória dura até a próxima corrida. O campeonato é longo, temos que ir com calma", diz o campeão.

  3. #48

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Classificação da Stock-Car 2010

    Nesta página você terá sempre a classificação atualizada da Stock-Car até a última corrida!

    Até agora já foram realizadas 3 corridas. Ricardo Maurício venceu e última, mas quem lidera o campeonato é Átila Abreu.

    Coloque esta página nos seus favoritos e venha sempre conferir a classificação atualizada da Stock-Car!Stock-Car

    Classificação após Velopark

    Pos Piloto Estado Pontos
    1 Átila Abreu SP 49
    2 Ricardo Maurício SP 45
    3 Max Wilson SP 39
    4 Nonô Figueiredo SP 37
    5 Allam Khodair SP 25
    6 Julio Campos PR 24
    7 Cacá Bueno RJ 19
    = Daniel Serra SP 19
    9 Lico Kaesemodel PR 18
    10 Diego Nunes SP 16
    = Felipe Maluhy SP 16
    12 Popó Bueno RJ 14
    13 Valdeno Brito SP 12
    14 Ricardo Zonta PR 11
    15 Rodrigo Sperafico PR 10
    = Marcos Gomes SP 10
    17 Luciano Burti SP 9
    18 Thiago Camilo SP 8
    = Xandinho Negrão SP 8
    20 Alceu Feldmann PR 7
    21 Gustavo Sondermann SP 6
    22 Thiago Marques PR 5
    = Pedro Gomes SP 5
    = Giuliano Losacco SP 5
    25 Duda Pamplona RJ 4
    26 Claúdio Ricci RS 3
    27 Willian Starostik PR 2

  4. #49

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Stock, Copa Montana e Mini Challenge no Rio de Janeiro

    Pela primeira vez na temporada, os fãs da Stock Car terão a chance de ver as três competições da principal categoria do automobilismo nacional juntas. No dia 23 de maio, o Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Jacarepaguá, será disputada a quarta etapa da Copa Caixa Stock Car, divisão principal, a terceira prova da Copa Chevrolet Montana, e a segunda corrida do ano do Mini Challenge. Sem dúvida, será um final de semana de arrepiar para os apaixonados por automobilismo ou aquelas pessoas que gostam de esporte de uma maneira geral.
    Stock-Car

    Os ingressos para o Rio de Janeiro já estão à venda nos canais Tickets for Fun, www.tickersforfun.com.br, com possibilidade de compra pela internet, telefone e pontos de venda espalhados pelo país, além de lojas da Rede Bosch Service, revendedores Goodyear e postos Esso.

    Pilotos e equipes voltam a um dos autódromos preferidos pela maioria. Mesmo com alterações e cortes de traçado, feitas após as obras do Pan do Rio, em 2007, o circuito carioca mantém o charme de um local que recebeu as principais categorias do automobilismo mundial, como Fórmula 1 e Fórmula Indy, sempre com momentos inesquecíveis para o esporte, além da MotoGP. Um de seus desafios, justamente resquício do passado, é seu asfalto abrasivo, que deverá exigir uma boa estratégia das equipes ao longo dos 3.336 metros.

    Na Stock Car a Cidade Maravilhosa recebe a quarta etapa, o que significa a metade da primeira fase. Vale lembrar que as oito primeiras provas definirão os dez pilotos que disputarão o título na Super Final, ou seja, nas quatro provas finais. Dessa forma, trata-se de um momento importante para aqueles que sonham em brigar pelo título. O paulista Átila Abreu, da AMG Motorsport (Chevrolet), é o líder após três provas, com 49 pontos e praticamente já garantiu uma vaga na Super final. Em segundo lugar aparece Ricardo Maurício, da Eurofarma RC (Chevrolet), com 45. Max Wilson, companheiro de equipe de Ricardinho, está em terceiro, com 39.Copa Montana

    Já na Copa Chevrolet Montana, divisão de acesso da Stock Car, o paranaense Diogo Pachenki, da Nascar Motorsport, lidera tranquilo com 40 pontos, 15 pontos à frente dos segundos colocados, Júlio Campos, da AMD Racing, e Ítalo Silveira, da RS Racing. ambos com 25 pontos, fruto de vitórias em Curitiba e Velopark, respectivamente. A Copa Chevrolet Montana terá nove etapas e haverá descarte dos dois piores resultados após as mesmas. As duas melhores equipes terão o direito de disputar a Copa Caixa Stock Car em 2011.

    Mini
    O Mini Challenge volta à pista no Rio de Janeiro, para a segunda de suas oito provas em 2010. A categoria é a mais nova integrante da Família Stock Car. A novidade desta etapa será a realização de uma das duas baterias no domingo, antes da Copa Caixa Stock Car, aumentando o número de atrações no domingo. A classificação geral tem quatro pilotos em primeiro lugar: Helio Saraiva (Pingo), Bruno Henriques, Alexandre Conil/Guto Negrão (dividem o mesmo carro) e Fábio Viscardi, todos com 34 pontos.
    Mini Challenge

  5. #50

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Pilotos da Volkswagen começam bem em Caruaru


    A terceira etapa da Fórmula Truck, que será disputada neste domingo, em Caruaru, pode marcar um recorde na história da categoria, caso Felipe Giaffone vença pela quarta vez seguida com seu caminhão Volkswagen Constellation no interior de Pernambuco.

    O paulista, que busca ampliar a marca histórica que conquistou no ano passado, quando venceu pela terceira vez consecutiva, terminou o primeiro dia de treinos como o segundo mais rápido desta sexta-feira, ficando apenas a três centésimos de segundo do melhor tempo das duas sessões de treinos livres.

    "Tivemos dois treinos bastante produtivos e mais uma vez o caminhão Volkswagen Constellation mostrou boa adaptação a esta pista, onde vencemos nos últimos três anos. Terminei na segunda colocação, bem pertinho do primeiro. Mas, como sempre digo nas corridas, o importante é repetir o bom desempenho amanhã, na classificação, e na prova de domingo", afirmou Giaffone, que fez 1m48s192 - contra 1m48s161 do melhor tempo do dia.

    Segundo o piloto da Volkswagen, a edição de 2010 do GP de Caruaru será ainda mais desafiadora. "Esta etapa costuma ser a mais difícil do ano, principalmente em termos de exigência do equipamento e do próprio piloto. Como na etapa passada, será fundamental apostar na resistência, até porque a pista está mais ondulada que nos anos anteriores e isso complica bastante o ajuste de suspensão", diz Giaffone.

    Terceiro mais rápido do dia, com o tempo de 1m48s579, Valmir Benavides concorda com seu companheiro de equipe na Volkswagen. Tanto que o foco do atual líder do campeonato foi justamente encontrar o melhor set up nesta área do caminhão. "Fizemos vários experimentos e alguns se mostraram bem interessantes, conseguindo tempos bem competitivos sem prejudicar a resistência do conjunto", explicou "Hisgué", como é conhecido o piloto na Fórmula Truck.

    O chefe da equipe Volkswagen e também piloto, Renato Martins, enalteceu o bom início da equipe em Caruaru. "É sempre bom chegar na pista e ver os caminhões virando tempos rápidos logo nos primeiros treinos. O Felipe (Giaffone) e o Hisgué estão bem competitivos", comentou Martins, o décimo melhor no último treino livre, com 1m49s836.

    A única mulher da categoria, Débora Rodrigues, ficou com o 13º tempo do último treino livre, em 1m50s475. "Em relação às provas anteriores, foi uma importante melhora para mim, mostrando que meu trabalho junto com o meu coach (Renato Marlia) já vem dando resultados. Como no Rio, espero terminar a corrida marcando vários pontos", afirma Débora.

  6. #51

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Volkswagen celebra pole de Benavides


    O piloto Valmir Benavides vai alinhar seu caminhão Volkswagen Constellation na primeira colocação do grid de largada da terceira etapa da Fórmula Truck, que será disputada amanhã, em Caruaru. Vencedora das últimas três edições do GP disputado no interior de Pernambuco, a equipe Volkswagen busca neste domingo a quarta vitória consecutiva nesta pista.

    "É um resultado incrível, a equipe está de parabéns. Pelo quarto ano seguido, o caminhão Volkswagen Constellation mostrou ótimo desempenho aqui, que é uma das pistas mais exigentes do calendário, onde um conjunto rápido e resistente é fundamental", diz "Hisgué", como é conhecido o piloto na Fórmula Truck, que conquistou a pole com o tempo de 1m48s008.

    Com o resultado de hoje, o piloto da Volkswagen conquistou um ponto extra na classificação e assim ampliou sua liderança no campeonato, com 45 pontos. "Comemoramos bastante esta pole, mas o que conta mesmo é a corrida de amanhã. Fiquei feliz em ter sido o mais rápido tanto no treino classificatório quanto no Top Qualifying (que reúne os oito melhores da primeira sessão), mas sei que os adversários mais próximos terão um ritmo de corrida forte no domingo. O importante é manter a consistência para segurar a pressão e conseguir a vitória", afirma Benavides.

    Um dos pilotos que promete ir para cima amanhã e está partindo na segunda fila é companheiro de equipe de Hisgué, Felipe Giaffone. O piloto da Volkswagen, que conquistou a vitória nas últimas três edições da prova da Truck em Caruaru, larga amanhã na segunda fila, após registrar 1m48s809, o quarto melhor tempo.

    "Fiquei feliz pelo Hisgué, mostrando que a nossa equipe está bem competitiva aqui. Acho que, largando da segunda fila, tenho chances de brigar pela vitória. Aqui, como nos anos anteriores, a corrida será de resistência, porque o circuito exige muito do equipamento, com o forte calor e a ondulação da pista", explica Giaffone.

    A Volkswagen também terá mais um caminhão nas primeiras filas do GP de Caruaru: Renato Martins fez 1m49s501 e larga na sétima colocação. "Meu objetivo é terminar mais uma vez no pódio com o Felipe e o Hisgué", diz Renato, citando a prova do ano passado, quando os três pilotos do time conquistaram uma inédita "trinca", ocupando as três primeiras colocações da corrida.

    "É ótimo ver o Hisgué na pole e saber que nossa equipe continua com bom rendimento aqui em Caruaru. Vamos trabalhar bastante para repetir esta performance amanhã", completou o piloto, que também é chefe da equipe Volkswagen na Truck.

    A única mulher a pilotar na Fórmula Truck, Débora Rodrigues, vai largar na 15ª colocação, ao registrar o tempo de 1m50s842. "Depois de ficar no top-10 nos treinos livres, minha expectativa era conquistar um lugar nas cinco primeiras filas. Infelizmente não tive uma boa volta no classificatório, mas mesmo assim tenho chances de marcar bons pontos na prova de amanhã", diz a piloto da Volkswagen.

    A largada da terceira etapa da Fórmula Truck será às 14h, com transmissão ao vivo pela TV Band.

    Classificação - Truck:

    1º) 2 - Valmir Benavides (VW, SP), 1:48.008
    2º) 56 - Danilo Dirani (F, SP), 1:48.290
    3º) 51 - Leandro Reis (S, GO), 1:48.407
    4º) 4 - Felipe Giaffone (VW, SP), 1:48.809
    5º) 6 - Wellington Cirino (M, PR), 1:48.928
    6º) 3 - Geraldo Piquet (M, DF), 1:49.376
    7º) 9 - Renato Martins (VW, SP), 1:49.501
    8º) 8 - Bruno Junqueira (F, MG), sem tempo no Top
    9º) 20 - Pedro Muffato (S, PR), 1:49.720
    10º) 73 - Leandro Totti (M, PR), 1:49.802
    11º) 12 - José M Reis (S, GO), 1:50.328
    12º) 55 - Paulo Salustiano (V, SP), 1:50.420
    13º) 33 - Cristiano Da Matta (I, MG), 1:50.755
    14º) 10 - Vignaldo Fizio (F, SP), 1:50.765
    15º) 7 - Débora Rodrigues (VW, SP), 1:50.842
    16º) 21 - José Cangueiro (M, SP), 1:50.953
    17º) 50 - Fred Marinelli (I, SP), 1:51.068
    18º) 100 - Roberval Andrade (S, SP), 1:51.617
    19º) 14 - João Maistro (V, PR), 1:52.192
    20º) 77 - André Marques (S, SP), 1:52.306
    21º) 11 - Diumar Bueno (V, PR), 1:52.628
    22º) 46 - Andersom Toso (F, RS), 1:55.534
    23º) 23 - Adalberto Jardim (V, SP), 2:04.192
    24º) 88 - Beto Monteiro (I, PE), 24:21.053

  7. #52

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Valmir Benavides vence em Caruaru


    O paulista Valmir Benavides (Volkswagen) venceu a 3ª etapa do Campeonato Sul-americano e Brasileiro de Fórmula Truck realizado neste domingo (16) no Autódromo Internacional Ayrton Senna de Caruaru, o Grande Prêmio Bridgestone. Benavides venceu de ponta a ponta com certa tranqüilidade, marcando também a melhor volta da prova, 1min49s925. "Larguei bem e dei certo. Gosto muito do traçado de Caruaru, mas a pista realmente está precisando de uma recapeada", lembrou o líder que agora tem 76 pontos, 11 de vantagem para seu companheiro de equipe Felipe Giaffone. O paranaense Wellington Cirino (Mercedes-Benz) chegou na quarta posição e agora é o terceiro na tabela de classificação com 50 pontos.

    Como no ano passado três caminhões Volkswagen subiram ao pódio, com Felipe Giaffone na segunda posição e Renato Martins na quinta. Geraldo Piquet e Wellington Cirino com caminhões Mercedes-Benz completaram o pódio com a terceira e quarta posições respectivamente.

    A prova de Caruaru foi bastante movimentada e o piso muito ondulado e com asfalto ruim, ocasionou quebras e alguns acidentes. Logo na segunda volta dois pilotos já tiveram problemas. O primeiro foi Danilo Dirani (Ford), segundo no grid de largada, entrou para os boxes com vazamento de óleo na parte de cima do motor. Com muita fumaça em cima do motor, os mecânicos descobriram uma tampa de válvula solta. Após o reparo do defeito, Danilo voltou à pista e com um incrível desempenho andou colado no líder Benavides durante várias voltas. "Essa deveria ser minha posição real se não tivesse ocorrido esse erro", lamentou Danilo Dirani nos boxes. O segundo a entrar nos boxes foi Roberval Andrade (Scania) que largando em 18º, na ânsia de ganhar posições não conseguidas na tomada de tempo de sábado, tocou com o Volvo de Diumar Bueno danificando a carenagem do lado direito do seu Truck Scania. Consertou o catalizador danificado na batida e voltou para a pista. Com mais problemas, novamente no catalizador e no pneu traseiro direito, ainda foi desclassificado da prova por reincidência no excesso de fumaça.

    Na sétima volta foi a vez de Leandro Reis (Scania) que aparentemente estava administrando o terceiro lugar do grid pensando em marcar o terceiro pódio consecutivo deste ano. A quebra do turbo o tirou da prova. Tentou um conserto, mas voltou à pista apenas pelo prazer de andar. Ficou a 13 voltas do primeiro colocado.

    Na segunda metade do campeonato Benavides já mantinha uma vantagem de oito décimos de segundo em cima de Geraldo Piquet que passou a ser pressionado por Felipe Giaffone. A falta de pontos de ultrapassagem do circuito de Caruaru ocasionou uma fila indiana de caminhões atrás de Geraldo Piquet, segundo colocado que não conseguia acompanhar o ritmo do líder. Na 15ª volta, Giaffone conseguiu tomar a posição do piloto de Brasília. "Não temos um bom acerto de chão como conseguimos de motor. Eu sabia que o Felipe tinha potencial para me passar", contou Piquet na coletiva de imprensa.

    Na 18ª volta, um acidente feio envolveu Cristiano da Matta, Paulo Salustiano, Fred Marinelli e resvalando no Iveco de Beto Monteiro. Na tentativa de ultrapassagem Cristiano bateu forte na lateral direita do Volvo de Salustiano e por pouco não capotou seu Iveco. "Ele estava perdendo velocidade e eu achei que era o momento oportuno. Eu acho que ele não me viu de lado", explicou Cristiano da Matta. O outro piloto mineiro, Bruno Junqueira (Ford), também vindo da F-Indy, perdeu o lugar no pódio na última volta quando foi ultrapassado por Renato Martins (Volkswagen). O piloto da casa Beto Monteiro (Iveco) ainda conseguiu fazer uma grande prova e ajudado pelo público ganhou várias posições saindo de 24º para chegar em sétimo na bandeirada. "Foi uma corrida sensacional e de resistência. O público me ajudou muito e mesmo com o caminhão batido consegui chegar bem", declarou satisfeito o piloto pernambucano.

    Além de vencer a prova, Valmir Benavides também ganhou um automóvel 0 km da Copa Vipal - torneio que é realizado a cada três etapas e distribui o prêmio ao piloto que marcar mais pontos nessas etapas. Na próxima prova em Campo Grande, marcada para o dia 27 de junho, terá o início a Copa Bridgestone.

    Resultado da 3ª etapa - Fórmula Truck:

    1º) 2 - Valmir Benavides (W, SP), 23 voltas
    2º) 4 - Felipe Giaffone (W , SP), a 4.754
    3º) 3 - Geraldo Piquet (M , DF), a 9.378
    4º) 6 - Wellington Cirino (M , PR), a 10.836
    5º) 9 - Renato Martins (W , SP), a 11.584
    6º) 88 - Beto Monteiro (I , PE), a 20.482
    7º) 8 - Bruno Junqueira (F , MG), a 21.434
    8º) 12 - José Maria Reis (S , GO), a 23.786
    9º) 20 - Pedro Muffato (S , PR), a 28.861
    10º) 7 - Débora Rodrigues (W , SP), a 52.163
    11º) 73 - Leandro Totti (M , PR), a 1:03.393
    12º) 77 - André Marques (S , SP), a 1 volta
    13º) 50 - Fred Marinelli (I , SP), a 1 volta
    14º) 56 - Danilo Dirani (F , SP), a 2 voltas
    15º) 46 - Andersom Toso (F , RS), a 6 voltas
    16º) 55 - Paulo Salustiano (V , SP), a 7 voltas
    17º) 51 - Leandro Reis (S , GO), a 10 voltas
    18º) 14 - João Maistro (V , PR), a 13 voltas
    19º) 10 - Vignaldo Fizio (F , SP), a 13 voltas
    20º) 21 - José Cangueiro (M , SP), a 15 voltas

  8. #53

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Análise técnica de Jacarepaguá - Stock e Copa Montana


    A Stock Car e a Copa Montana encerram um intervalo de corridas que durou três semanas neste domingo, com a realização da quarta etapa da temporada 2010 no circuito de Jacarepaguá, localizado no Rio de Janeiro.

    Considerado um dos traçados mais exigentes do mundo, Jacarepaguá acabou perdendo metade de seu layout para a construção do Complexo Esportivo Cidade dos Esportes, utilizado nos Jogos Pan-americanos de 2007. Hoje, com apenas 3.309 metros (uma mistura do traçado original com o oval, utilizado nas provas da Indy) e oito curvas, a pista não deixou de ser seletiva e desafiadora. Pelo contrário, guarda certas particularidades.

    Jacarepaguá tem setores para todos os gostos: retas longas e curtas, curvas abertas, fechadas e até inclinadas para os dois lados, tudo isso em um terreno plano, rodeado pela Lagoa de Jacarepaguá e com o belíssimo visual dos morros de pedra da Cidade Maravilhosa. Ou seja: todos os ingredientes para um belo espetáculo.

    Para contar um pouco mais do circuito, os pilotos da Qualicorp Racing, Thiago Marques e Rodrigo Navarro, realizam uma análise técnica, explicando sobre o traçado, a exigência dos freios e descrevendo qual seria a melhor estrategia para as corridas, que acontece às 11h (Copa Caixa Stock Car) e 13h (Copa Chevrolet Montana) deste domingo. Confira:

    Circuito:
    "Jacarepaguá é um circuito com pouco uso e, consequentemente, pouca aderência. Ele exige muita tração e paciência no formato da pilotagem", diz Thiago. "É um circuito bastante desafiador, tanto na Copa Caixa Stock Car quanto na Copa Chevrolet Montana, pois é utilizado o traçado com a Curva da Indy, que é bem no final da reta oposta, o que permite várias disputas de posições na freada do final da reta", completa Rodrigo.

    Exigência dos freios:
    "A exigência dos freios neste circuito é pouca, levando em conta que ele possui retas curtas com freadas não muito fortes", diz Thiago. "No entanto, os freios são bastante utilizados, pois, tem várias curvas de baixa velocidade, que exige que o carro pare bastante", acrescenta Rodrigo.

    Exigência e desgaste dos pneus:
    "Uma coisa é certa: Jacarepaguá exige bastante dos pneus, já que é traçado arenoso. Tocamos no ponto chave da nossa corrida neste circuito. Certamente, eles podem determinar o vencedor", analisa Thiago. "Concordo. Acho que esse é o ponto mais crítico. Tem que cuidar muito dos pneus. Por se tratar de um asfalto antigo, ele é muito abrasivo, e como os motores V8 das duas categorias tracionam bastante, acaba danificando mais os pneus", endossa Rodrigo.

    Estratégia ideal:
    "Na Stock imagino que seja quase que obrigatória a troca dos quatro pneus, pois, além de um traçado arenoso, as temperaturas do ar sempre giram em torno de 30ºC, o que consequentemente mantem a pista mais quente e mais desgastante aos pneus", atesta Thiago. "Já na Copa Montana, o ideal é buscar a melhor classificação possível na tomada de tempos, para não ter que forçar tanto o carro durante a corrida. Se isso acontecer, os pneus ficarão sem aderência do meio para o fim da corrida, prejudicando muito o rendimento do carro", detalha Rodrigo.

  9. #54

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Stock Car terá classificação "diferente" no Rio de Janeiro


    A decisão do grid da quarta etapa da Stock Car será amanhã, no Rio de Janeiro, em um treino que deve ser um dos mais inusitados do ano. Isso porque o asfalto bastante abrasivo da pista de Jacarepaguá exigirá das equipes uma mudança considerável no acerto do carro entre o Q1 (que reúne os 34 carros), o Q2 (dos 16 melhores) e o Q3 (com os seis mais rápidos), conforme explica o piloto Pedro Gomes.

    "As sessões são separadas por poucos minutos, mas a equipe terá que trabalhar rapidamente para mudar vários ajustes do carro. Esta é uma particularidade desta pista: o pneu desgasta muito rapidamente, por conta do asfalto abrasivo. Assim, de uma sessão classificatória para outra, é preciso mexer bastante no set up, para manter o equilíbrio mesmo com pneu mais usado e amenizar a perda de performance com o desgaste mais acentuado", diz o piloto da equipe Ecopads-Vogel.

    O paulista de Ribeirão Preto considerou bastante positivo o desempenho no primeiro dia de treinos da Stock Car em Jacarepaguá. "O carro está melhor, poderia até terminar entre os seis mais rápidos, mas fui atrapalhado na minha melhor volta por um carro mais lento", diz Gomes, que estima que poderia melhorar até 0s4 o tempo conquistado hoje, de 1min18s373, e que lhe colocou na 12ª colocação desta sexta-feira.

    O piloto da Vogel acredita que o carro melhorou bastante em relação às etapas anteriores. "Nestas duas sessões de treino livre aqui no Rio, conseguimos uma melhor performance. Com certeza a correção do problema no sistema de direção tem relação com esta melhora", diz o piloto, citando a falha que o time descobriu após a etapa do Velopark, disputada no início deste mês.

    "Fizemos também outros ajustes que cooperaram a tornar o desempenho de nosso conjunto mais rápido com pneu novo, aproximando nossos tempos com o dos ponteiros. Vamos trabalhar para melhorar ainda mais amanhã e ficar entre os dez primeiros", diz Pedro Gomes.

  10. #55

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Khodair bate Maurício e sai na pole no Rio

    Allam Khodair (Full Time) deu um grande passo em direção à sua segunda vitória na temporada ao conquistar a pole da quarta etapa da Stock Car. Neste sábado, depois de uma intensa batalha contra o vice-líder Ricardo Maurício (RC) no circuito de Jacarepaguá, o quinto colocado no campeonato levou a melhor na terceira bateria classificatória que definiu a ordem de largada para a prova de amanhã. Maurício completará a primeira fila, enquanto o líder Átila Abreu (AMG) partirá em 6º.

    Apesar da satisfação, Khodair procurou conservar os pés firmemente no solo. "A pole foi importante, mas o ritmo de corrida é que contará, por causa do calor e do desgaste dos pneus. O carro evoluiu bem desde o início dos treinos. Quero fazer uma boa corrida, somar o maior número de pontos possível e continuar firme na luta por uma vaga aos playoffs", afirmou o ganhador da prova de Curitiba.

    Os treinos classificatórios foram marcados por uma enorme zebra. Xandinho Negrão (Medley), Cacá Bueno (Red Bull) e Popó Bueno (São Luiz) não conseguiram ratificar os excelentes ensaios livres desde a véspera e foram eliminados já no Q1. A organização comandada pelo diretor-técnico Andreas Mattheis, vencedora das duas últimas etapas na pista carioca, viu apenas Daniel Serra passar para a segunda parte do qualifying e mesmo assim na 16ª e última colocação. Serrinha, ganhador da prova em 2009, cairia logo a seguir no Q2 e partirá em 13º.

    A prova deste domingo começará às 11h10, com transmissão ao vivo pela TV Globo.

    O grid ficou assim:

    1) Allam Khodair (Peugeot)
    2) Ricardo Maurício (Chevrolet)
    3) Felipe Maluhy (Chevrolet)
    4) Thiago Camilo (Chevrolet)
    5) Luciano Burti (Peugeot)
    6) Átila Abreu (Chevrolet)

    7) Betinho Gresse (Chevrolet)
    8) Marcos Gomes (Peugeot)
    9) Ricardo Zonta (Chevrolet)
    10) Duda Pamplona (Chevrolet)
    11) Valdeno Brito (Chevrolet)
    12) Nonô Figueiredo (Chevrolet)
    13) Daniel Serra (Peugeot)
    14) David Muffato (Peugeot)
    15) Max Wilson (Chevrolet)
    16) Antonio Pizzonia (Chevrolet)

    17) Gustavo Sondermann (Chevrolet)
    18) Cacá Bueno (Peugeot)
    19) Lico Kaesemodel (Peugeot)
    20) Julio Campos (Peugeot)
    21) Diego Nunes (Peugeot)
    22) Antonio Jorge Neto (Peugeot)
    23) Pedro Gomes (Chevrolet)
    24) Christian Fittipaldi (Chevrolet)
    25) Giuliano Losacco (Peugeot)
    26) Cláudio Ricci (Peugeot)
    27) Alan Hellmeister (Peugeot)
    28) Tarso Marques (Chevrolet)
    29) Alceu Feldman (Peugeot)
    30) Constantino Jr. (Peugeot)
    31) Wiliam Starostik (Chevrolet)
    32) Popó Bueno (Chevrolet)
    33) Thiago Marques (Peugeot)
    34) Xandinho Negrão (Chevrolet)
    Última edição por barril; 23-05-2010 às 21:01.

  11. #56

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Classificação da Stock-Car 2010

    Até agora já foram realizadas 4 corridas. Felipe Maluhy venceu e última, mas quem lidera o campeonato é Átila Abreu.
    Classificação após Velopark

    Pos Piloto Estado Pontos
    1 Átila Abreu SP 69
    2 Max Wilson SP 48
    3 Ricardo Maurício SP 45
    4 Felipe Maluhy SP 42
    5 Allam Khodair SP 41
    6 Nonô Figueiredo SP 39
    7 Daniel Serra SP 33
    8 Julio Campos PR 32
    9 Cacá Bueno RJ 29
    10 Lico Kaesemodel PR 18
    11 Diego Nunes SP 16
    12 David Muffato PR 14
    = Popó Bueno RJ 14
    14 Xandinho Negrão SP 13
    15 Valdeno Brito SP 12
    16 Claúdio Ricci RS 10
    = Rodrigo Sperafico PR 10
    = Marcos Gomes SP 10
    19 Luciano Burti SP 9
    20 Alceu Feldmann PR 8
    = Thiago Camilo SP 8
    22 Pedro Gomes SP 7
    = Antonio Jorge Neto SP 7
    24 Gustavo Sondermann SP 6
    = Duda Pamplona RJ 6
    26 Thiago Marques PR 5
    = Giuliano Losacco SP 5
    = Ricardo Zonta PR 5
    29 Willian Starostik PR 4
    30 Alan Hellmeister SP 3

  12. #57

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão A Stock Car chega para esquentar ainda mais Ribeirão Preto


    Na tarde dessa sexta-feira Ribeirão Preto foi mobilizada com o desfile do carro de Ricardo Maurício, da Eurofarma RC (Chevrolet), pelas ruas da cidade. A ação promoveu, oficialmente, a chegada da Stock Car ao interior paulista, pela primeira vez na história da competição. No dia 6 de junho ocorre a quinta etapa da Copa Caixa Stock Car, e também a quarta prova da Copa Chevrolet Montana. Max Wilson, companheiro de equipe de Ricardinho e Nonô Figueiredo, da Cosan Mobil Super Racing, acompanharam a ação e seguiram o cortejo. Outra presença ilustre foi o secretário de Turismo, Humberto Pereira Lima, que acompanhou tudo a bordo de um dos carros da organização.

    Os batedores da polícia militar abriram caminho e, com muito barulho, chamaram a atenção da população, que pode ver de perto uma das máquinas da Família Stock Car. O cortejo passou pelas principais ruas e avenidas da cidade e agitou a todos. O trajeto de 6 km partiu da Avenida Lygia Latuf Salomão, onde fica o Mercadão da Cidade, passou pela Avenida Presidente Vargas, Rua Olavo Bilac, Rua Quintino Bocaiúva, Avenida Independência, Rua Duque de Caxias e chegou ao centro, em frente ao Esplanada Teatro Pedro Segundo.

    Como tudo é novidade, as pessoas nas ruas se animavam e acenavam. Os motoristas também participavam e entoavam o coro das buzinas. Mas, a festa maior ficou mesmo na chegada e frente ao teatro, onde muitas pessoas esperavam para ver o carro da Stock Car, e claro, os pilotos, para tirar fotos e autógrafos. Ricardinho e Max atenderam a todos os fãs.

    A prefeita Darcy Vera recepcionou os pilotos e demonstrou muita satisfação em receber uma etapa da Stock Car. E depois de conhecer o carro, que fez questão de entrar, falou da importância do evento para Ribeirão Preto. "Estamos vivendo um momento ímpar na cidade. Esses eventos pareciam distantes de nós, e agora estão aqui, tão perto. Ribeirão Preto está em festa e muito feliz por poder fazer parte da Stock Car. E espero que seja um grande espetáculo", enfatizou a prefeita. "Eu até ganhei uma volta rápida, mas como tenho medo de velocidade, não vou poder ficar com o presente", brincou.

    O público presente fez festa e recebeu os pilotos, de forma muito calorosa. Ricardo Maurício, Max Wilson e Nonô Figueiredo estavam felizes em ver como a cidade acolheu a Stock Car. "É a primeira vez que venho à Ribeirão. A cidade é mesmo muito quente, tanto na temperatura, como no calor humano", declarou Ricardinho.

    Max Wilson compartilha do pensamento de seu companheiro de equipe e ainda reforça que o trabalho feito, a pista agradou bastante. "É um orgulho e uma alegria ver o ótimo trabalho que a prefeitura fez para que a Stock Car chegasse aqui. Pelo que vi da pista, é bem legal, segura e com certeza vamos fazer de tudo para promover uma bela festa", ressaltou Max Wilson.

  13. #58

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Etapa de Ribeirão Preto pode acontecer com chuva


    Tudo preparado para primeira corrida da Stock Car no interior do estado de São Paulo. O palco escolhido para receber a Stock Car, a Copa Montana e o Mini Challenge foi Ribeirão Preto, uma das cidades mais quentes do interior paulista com temperaturas sempre acima do 37ºC, e talvez por isso que a prova tenha sido marcada próxima ao inverno, quando as temperaturas são um pouco mais amenas. No entanto, a meteorologia prevê a possibilidade de chuva para o domingo, dia da corrida.

    A previsão é de sol e temperatura oscilando entre 27ºC e 29ºC nos treinos de quarta e quinta. No sábado a previsão é de chuva durante todo o dia, e para o domingo o prognóstico é de sol com aumento de nuvens pela manhã e pancadas de chuva à tarde e noite.

    "Temos todos os ingredientes para a corrida venha a ser uma grande loteria. Pista nova em traçado de rua onde tradicionalmente o número de acidentes é grande; piso sem grip e para completar a chuva”, falou Hybernon Cysne, da escuderia gaúcha Motortech Competições.

    Ribeirão Preto situa-se a 21° 12’ 42" de latitude sul e 47° 48’ 24" de longitude oeste, distante 313 km a noroeste da capital paulista e a 706 km de Brasília. Seu território de 651 km² abriga uma população estimada em 563.107 habitantes (IBGE/2009) o que o torna o nono município mais populoso do Estado e o sexto mais populoso do interior do Brasil. Sua área urbanizada corresponde a 127 km², sendo a 17º maior do Brasil em área urbana.

    Em um raio de pouco mais de 200 km do município, encontram-se algumas das principais cidades do interior de São Paulo e de Minas Gerais – Franca, Barretos, Araraquara, São Carlos, São José do Rio Preto, Campinas, Bauru, Piracicaba, Rio Claro, Limeira, Americana, São Sebastião do Paraíso, Passos, Poços de Caldas e Uberaba, sendo o acesso facilitado pelas rodovias que ligam o município a estas cidades. Ao lado de Ribeirão está Sertãozinho, cidade altamente industrial que figura também entre as principais cidades do interior de São Paulo.

    O município, portanto, situa-se no caminho que liga a Grande São Paulo à região central do país, relativamente próximo dos principais pólos econômicos e tecnológicos do Interior de São Paulo, Triângulo Mineiro e Sul de Minas, sendo Ribeirão Preto também declarada recentemente "pólo tecnológico" pelo governo do estado de São Paulo. Ribeirão é chamada ainda de capital do agronegócio e Capital do Chope, com destaque para Choperia Pinguim.

    Ainda há ingressos de arquibancada de todos os valores, R$80,00, R$ 100,00 e R$120,00. A venda de meia entrada só está sendo feita na bilheteria oficial, no Ribeirão Shopping e mediante a apresentação do documento ou via internet, pelo site www.ticketsforfun.com.br mediante pagamento de taxa de conveniência e entrega.

    Os ingressos podem ser adquiridos nos postos Esso, rede de lojas da Bosch e concessionárias Chevrolet de Ribeirão Preto e cidades da região. Nos revendedores Goodyear os ingressos já estão esgotados. No dia do evento não haverá venda de ingressos.

  14. #59

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão Átila Abreu obtém primeira vitória na estreia de Ribeirão Preto


    Foi uma festa completa do interior. Na inauguração do circuito de rua de Ribeirão Preto, o sorocabano Átila Abreu (AMG) ampliou a liderança da Stock Car ao finalmente ingressar no círculo de vencedores da categoria. A corrida com o resultado inédito apresentou todos os ingredientes esperados em traçados urbanos: acidentes, entrada do safety car, poucas ultrapassagens e reclamações que atrasaram a divulgação do resultado oficial. O pódio foi completado por Ricardo Maurício (RC) e Antonio Pizzonia (Hot Car).

    Átila saiu na pole e controlou as poucas voltas sem a presença do safety car. "Agora foi, hein? Realmente a vitória foi muito importante para mim, porque venho perseguindo isso há algum tempo. Bati algumas vezes na trave, fiz três terceiros lugares... Mas a vitória se deu muito por causa da classificação de ontem, sabia que era importante largar na frente", comentou. "Tive condições de ditar o ritmo no início, a mesma coisa aconteceu depois do primeiro safety car. A sorte estava do meu lado, porque no primeiro safety voltei à frente do Xandinho Negrão e o Ricardinho estava atrás dele. No últimoy, também consegui voltar e ter um carro entre a gente e deu tudo certo", completou.

    As emoções começaram logo depois da largada. Terceiro colocado no grid, Xandinho (Medley) perdeu a freada na primeira curva, escorregou e na volta acabou se tocando com Felipe Maluhy (Officer). Regressou aos boxes com a suspensão traseira danificada enquanto um choque entre Luciano Burti (Full Time) e Júlio Campos (JF Racing), que acabaria envolvendo mais três carros e bloqueando a pista, causou a interrupção da corrida. Como não haviam sido completadas duas voltas, a relargada obedeceu às posições originais dos treinos classificatórios.

    Como os trabalhos de desobstrução do circuito e reposicionamento dos carros demandaram grande tempo, os carros andaram muito pouco sob o regime de bandeira verde. Já próximo do final, outro acidente, agora estrelado por Diego Nunes, originou nova entrada do safety car. Sem alterações significativas nas posições, a prefeita Darcy Vera agitou a bandeira quadriculada para Átila.

    Depois do encerramento, a equipe de Xandinho entrou com protesto contra os carros de Maluhy e David Muffato, alegando que os mesmos também receberam a intervenção dos mecânicos após o engavetamento inicial. Outros recursos foram apresentados à direção de prova.

    O resultado extra-oficial:

    1) Átila Abreu (Chevrolet) 00h36min40s042
    2) Ricardo Mauricio (Chevrolet) a 1s930
    3) Antonio Pizzonia (Chevrolet) a 2s887
    4) Daniel Serra (Peugeot) a 3s233
    5) Max Wilson (Chevrolet) a 4s029
    6) Giuliano Losacco (Peugeot) a 6s593
    7) Valdeno Brito (Chevrolet) a 7s609
    8) Felipe Maluhy (Chevrolet) a 10s352
    9) Ricardo Zonta (Chevrolet) a 10s754
    10) Cacá Bueno (Peugeot) a 11s408
    11) Allam Khodair (Peugeot) a 13s153
    12) Cláudio Ricci (Peugeot) a 13s715
    13) Nonô Figueiredo (Chevrolet) a 15s025
    14) Marcos Gomes (Peugeot) a 18s614
    15) Xandinho Negrão (Chevrolet) a 18s805
    16) Betinho Gresse (Chevrolet) a 19s728
    17) Christian Fittipaldi (Chevrolet) a 24s124
    18) Thiago Marques (Peugeot) a 30s046
    19) Alceu Feldman (Peugeot) a 30s426
    20) Thiago Camilo (Chevrolet) a 30s892
    21) Gustavo Sondermann (Chevrolet) a 31s400
    22) Duda Pamplona (Chevrolet) a 32s019
    23) Pedro Gomes (Chevrolet) a 36s319
    24) Tarso Marques (Chevrolet) a 42s884
    25) David Muffato (Peugeot) a 45s344
    26) Popó Bueno (Chevrolet) a 1 volta
    27) Wiliam Starostik (Chevrolet) a 2 voltas

  15. #60

    Registo
    Apr 2007
    Posts
    2.493

    Padrão *sarilhos *

    Tornado-F3
    Milhares de votos (5.900) foram feitos na disputa protagonizada pelo RAF Benevolent Fund (RAFBF), em que o Tornado F3 recebeu um total de 1.437 indicações. Mas o Phanton não veio muito atrás: apenas 37 votos o separaram do vencedor. Mesmo o clássico (e, na opinião deste editor, o mais belo dos três) Hawker Hunter também chegou perto dos seus primos mais novos e supersônicos: 1.259 votos. Phantom Typhoon-2 Spitfire

Página 4 de 8 Primeiro ... 3 4 5 ... Último

Tópicos Similares

  1. ..:: Outros ::..
    Por Kangoroo no fórum SmartPhones & Telemoveis
    Respostas: 0
    Último Post: 13-03-2008, 10:56
  2. ..:: Outros ::..
    Por Kangoroo no fórum SmartPhones & Telemoveis
    Respostas: 0
    Último Post: 12-03-2008, 23:20
  3. sinais com 99% outros com 60% e outros com 15%
    Por titof no fórum Duvidas/Ajuda
    Respostas: 8
    Último Post: 06-01-2008, 10:22

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar