Assombração do arquipélago de Fernando de Noronha. Aparece como uma loira linda e nua, atraindo pescadores e viajantes, até se transformar de repente num esqueleto. Aparece também como uma luz ofuscante, perseguindo quem foge dela. Sua residência é o morro do Pico, uma evolução rochosa de mil metros de altura, totalmente inacessível.
Nas noites de sexta-feira, ela seduz ilhéus e soldados, levando-os ao morro e induzindo-os ao suicídio. A lenda diz que a misteriosa mulher teria realmente existido e que se tratava de uma holandesa que viera para cá na época da invasão.

Fonte: bokadoinferno