Paredes: Grupo atacou duas mulheres e casal de namorados
Penas pesadas para violadores

O Tribunal de Paredes condenou, ontem, três jovens a penas entre os 12 e os 18 anos e meio de cadeia por violação, coacção sexual, sequestro e roubo a duas mulheres, em Junho de 2009.

As penas mais pesadas foram aplicadas aos dois arguidos que violaram uma das vítimas: Sérgio Miguel Rocha, 27 anos, foi condenado a 18 anos e seis meses, enquanto Roberto Silva, de 21, apanhou 15 anos e meio. Paulo José Oliveira, de 25 anos, foi condenado a 12 anos e seis meses.

Os três foram os protagonistas de duas noites de horror. Em 20 de Junho de 2009 começaram por roubar dois carros a um casal que namorava junto a uma urbanização na Madalena, Paredes. Armados de caçadeira, o trio deixou o rapaz nu e molestou sexualmente a rapariga antes de fugir com o Fiat Punto e o Seat Ibiza do casal. Dois dias depois, utilizaram o Fiat para se dirigirem a Riba d’Ave, Famalicão, onde, pelas 01h30, sequestraram uma jovem de 29 anos, que chegava a casa: foi metida na bagageira do carro e obrigada a dar os códigos do cartão multibanco. No trajecto, entre as várias ATM, foi violada três vezes. De seguida, o trio abalroou um Seat Ibiza perto de Santo Tirso. A mulher que seguia ao volante foi metida na bagageira, obrigada a revelar os códigos dos cartões multibanco e molestada. O grupo foi detido em tempo recorde pela PJ.



Correio da Manha