Corunha: António Silva preso por maus tratos e violência doméstica
Cai do 4.º andar a fugir do marido

De manhã, António Fernando da Silva, 52 anos, obrigava a companheira a pedir esmolas nas ruas de Corunha, enquanto à tarde a fechava à chave em casa, sem possibilidade de fugir. No entanto, na última sexta-feira, Encarnación Diaz, espanhola de 36 anos, decidiu tentar fugir do português, saindo pela janela e descendo do 4º andar do prédio. Acabou por morrer ao cair no passeio, enquanto António foi preso, acusado de violência doméstica e maus tratos.

Na rua de Barcelona, na Corunha, quase todos conheciam a vítima, que frequentemente mendigava por aquelas zonas, ao que tudo indica, a mando do companheiro português. Após o almoço, a mulher desaparecia, sabendo-se agora que era trancada dentro da própria casa por António.

Na sexta-feira, ao final da tarde, a mulher tentou descer quatro andares pela parte de fora do prédio onde morava, tentado agarrar-se a uns cabos eléctricos presos à parede. Contudo, à altura do segundo andar, os cabos cederam e a mulher caiu desamparada no chão. Ainda foi levada com vida para o hospital, mas acabou por morrer na manhã de sábado, vítima dos graves traumatismos.

Depois de alguns vizinhos terem denunciado os maus tratos, António Silva acabou detido pela polícia da Corunha. Interrogado durante 45 minutos por um juiz, o português ficou em prisão preventiva.


Correio da Manhã