Ronaldo faz 34 anos enquanto luta para seguir em atividade

O corpo de Ronaldo já pediu para que ele parasse de jogar futebol algumas vezes neste ano, conforme o astro costuma dizer. Com dores constantes, o atacante do Corinthians completa 34 anos nesta quarta-feira ainda sem dar uma resposta definitiva para o seu organismo - alvo cada vez mais constante de lesões.

Corpulento, Ronaldo só disputou 19 jogos e marcou oito gols em 2010. No Campeonato Brasileiro, ele participou de três das 22 partidas do líder Corinthians: duas contra o Atlético-PR, com um pênalti convertido em cada uma delas, e uma diante do Vitória. As contusões nas panturrilhas e no púbis e a falta de forma física impediram que o atleta fosse mais aproveitado por Mano Menezes e, depois, Adilson Batista.

Segundo o fisioterapeuta Bruno Mazzioti, Ronaldo tem condições de voltar a ser a referência do Corinthians dentro de campo. "Se não fosse assim, não estaríamos trabalhando. Pegaríamos as nossas coisas e iríamos para casa. Mas estamos falando de um jogador que passou por uma série de lesões e que já não é mais um garoto. Estamos conduzindo o tratamento da melhor forma possível", disse o profissional, para quem o peso do corintiano (mantido em segredo) não é um problema.

A expectativa de Mazzioti era de condicionar o aniversariante Ronaldo para enfrentar o Santos nesta noite. Foi na Vila Belmiro, contra o rival, que o atacante teve uma das suas atuações mais destacadas pelo Corinthians. No dia 26 de abril de 2009, ele marcou dois gols na vitória por 3 a 1 sobre o rival, em clássico válido pela final do Campeonato Paulista de 2009. Em um dos lances, encobriu o goleiro Fábio Costa com uma bela finalização, que rendeu aplausos até da torcida adversária.

Desde as glórias naquele Paulistão e na Copa do Brasil do ano passado, contudo, os dias felizes de Ronaldo como jogador ficaram mais raros. Ele perdeu boa parte do Campeonato Brasileiro do ano passado para se reabilitar de uma cirurgia na mão esquerda, sofrida no decorrer de uma derrota para o Palmeiras, em Presidente Prudente. Voltou a jogar, porém colecionou outros motivos para ficar afastado em 2010. Seu último problema foi um edema na panturrilha. Ele até tentou treinar com bola na segunda-feira. Desistiu em menos de 10 minutos e acabou vetado do que seria o seu reencontro com o Santos.

Fora dos gramados, Ronaldo ainda cumpre bem o papel de garoto-propaganda do Corinthians. Faz campanhas publicitárias e utiliza até o Twitter para lucrar com a sua imagem. Recentemente, deu os primeiros passos para se tornar um empresário de sucesso quando se aposentar. Criou a sua própria empresa de marketing esportivo e recebeu conselhos do renomado Abilio Diniz, dono da Companhia Brasileira de Distribuição (inclui as redes de supermercados Pão de Açúcar, Extra, CompreBem, Sendas e Ponto Frio).

A diretoria do Corinthians, no entanto, quer prolongar a carreira de Ronaldo por mais um ano ao menos. O presidente Andrés Sanchez tem um acordo verbal para que o atacante permaneça em atividade em 2011. "Até agora, ele cumpriu tudo o que combinou comigo", avisou. Resta a incerteza se o corpo de Ronaldo, agora com 34 anos, resistirá às dores e ao sobrepeso para repetir novamente atuações como a da última final contra o Santos.